Último dos “Coelho” abandona o PSB, mas o partido ainda tem dois deputados em Petrolina

Coluna Fogo Cruzado – 18 de abril

1- O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, entregou nesta quarta-feira (17) ao presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, a carta em comunica sua desfiliação do partido. Ele passou 7 anos filiado, elegendo-se por esta legenda deputado estadual e prefeito de sua cidade.

2- Antes dele, deixaram o seu partido seu pai, o senador Fernando Bezerra Coelho, que se transferiu para o MDB e o irmão mais velho, Fernando Filho, deputado federal, que se abrigou no DEM ainda em 2018. O deputado estadual Antônio Coelho não pertenceu ao PSB. Filiou-se ao DEM um ano atrás para disputar a eleição.

3- Com a saída dos “Coelho” do PSB, o partido em Petrolina fica apenas nas mãos do deputado federal Gonzaga Patriota e do deputado estadual Lucas Ramos. Mas nenhum dos dois quer ser candidato a prefeito nas eleições do próximo.

4 – O prefeito ainda não decidiu a que partido pretende filiar-se. “Hoje, meu foco é apenas trabalhar por Petrolina. Não tenho pressa para escolher um novo partido, até porque a eleição só será no próximo ano. Mas essa decisão será tomada levando em consideração o melhor para Petrolina, para Pernambuco e para o Brasil”, disse Miguel Coelho.

5- Veja a íntegra da carta:

6- Caro presidente Carlos Siqueira, aprendi que a política deve ser sempre usada como meio de transformação para poder ajudar aqueles que mais precisam. Busco seguir esse ensinamento todos os dias ao longo da minha jovem carreira pública. Sempre fui atraído pela política, seja em Petrolina, ou andando pelo nosso Estado de Pernambuco.

7- Desde muito cedo, pude testemunhar os efeitos da boa política. Primeiro, acompanhando meu pai, o senador Fernando Bezerra, em seguida com o nosso saudoso governador Eduardo Campos. Semeamos juntos desejos da população de levar água para os irmãos do interior, asfalto para porta de casa, desenvolvimento que gera emprego e oportunidade, educação que alimenta sonhos, renda que impulsiona o futuro.

8- Sou grato ao PSB por ter acreditado em um rapaz de 23 anos para poder ser o deputado estadual mais jovem da legislatura em que concorri (2014). Ainda mais grato por ter acreditado em mim, no auge dos meus 25 anos, para poder concretizar o sonho de mudança que começava a florescer em nosso Brasil para a minha amada cidade de Petrolina, sendo eleito o prefeito mais jovem da história de nosso município.

9- Não posso deixar de registrar o apoio que tive do diretório nacional em sua pessoa, que não só acreditou mas ajudou efetivamente para a nossa vitória em 2016. Magalhães Pinto já dizia: “política é como nuvem. Você olha e ela está de um jeito. Você olha de novo e ela já mudou.” Pois bem, chegou a hora de mudar. Mudar não de ideias ou convicções, mas mudar de partido. Nos últimos anos, percebi que o conceito que tenho da política, infelizmente diverge da pregada pelo PSB, embora respeite.

10- Acredito que a política deve ser sempre a arte de somar e dialogar, por isso que peço a compreensão e respeito dos meus agora ex-companheiros de partido. Podemos sempre divergir, mas jamais nos atacar. Campanhas passam, mas a história registra os justos e bravos de caráter que lutam pelo fortalecimento de nossa democracia. Não seremos lembrados sobre quem era da “velha” ou da “nova” política, mas sim pelos que faziam e praticavam a boa política.

11- Agradeço pela confiança, pela amizade, pelo respeito, pela convivência dos últimos anos. Desejo sorte a todos que irão continuar, tendo a certeza de que, independente das disputas que iremos travar, o resultado final será um Pernambuco e um Brasil mais justos, iguais e fraternos para todos.

12- Por isso, venho através dessa carta comunicar ao senhor o meu pedido de desfiliação do quadro de filiados ao Partido Socialista Brasileiro.

13- Miguel Coelho, prefeito de Petrolina.

É isso aí.

DESTINAÇÃO MAIS RACIONAL

A partir de agora, todos os aparelhos eletrônicos apreendidos nos presídios de Pernambuco serão destinados a estudantes de cursos de tecnologia reconhecidamente pobres. Convênio com este fim foi assinado nesta quarta-feira (17) pelo secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, e o presidente do Centro de Recondicionamento de Computadores do Recife, Sávio França. Antes, os aparelhos eram simplesmente destruídos e jogados fora. Segundo o secretário, “não podemos ficar com o lixo eletrônico que vem das unidades prisionais, nem comprometer o meio ambiente jogando o resíduo fora”.

ALIADO DE PESO

Como diz o presidente da Compesa, Roberto Tavares, o setor nacional de saneamento foi surpreendido, positivamente, em Brasília, ontem (16), durante realização de uma audiência pública na Comissão Mista do Congresso. É que o ministro da Infraestrutura, Gustavo Canuto, reconheceu que a MP, ainda da época de Michel Temer, poderia desestruturar o setor de saneamento e não trazer os ganhos pretendidos pelo governo.

UNIVERSALIZAÇÃO DO SANEAMENTO

Do ministro Gustavo Canuto sobre a MP, que abre as portas para a privatização de todo o setor de saneamento: “Verificamos que um dispositivo previsto na MP, neste momento, sem uma transição, poderia causar uma dificuldade muito grande no sistema existente. Entendemos que é preciso atender também os municípios pequenos e isso a MP não garante. E o nosso objetivo único é a universalização do saneamento”.

TASSO E O PACTO FEDERATIVO

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) recebeu em seu gabinete o deputado Silvio Costa Filho (PRB-PE), que foi convidá-lo para fazer parte da “Frente Parlamentar Mista em Defesa do Novo Pacto Federativo”. O senador acha isso uma bobagem, porque se todo mundo é a favor do novo Pacto, para que frente? Mas, por educação, recebeu o deputado pernambucano, que pretende visitar também, atrás de mídia, os governadores Camilo Santana (CE) e João Dória (SP).

MOURÃO SERIA GOLPISTA?

Aparece cada coisa no Congresso! O deputado federal Pastor Marco Feliciano (POD-SP), entrou com um pedido de impeachment do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, por suposta “conduta indecorosa, desonrosa e indigna” e de “conspirar” contra o presidente da República. A causa foi o fato de Mourão ter curtido no Twitter uma publicação da jornalista Rachel Sheherazade (SBT) dizendo que ele “a melhor opção para governar o país”. Resta agora saber se Feliciano agiu “por encomenda” de Jair Bolsonaro.

OITAVO ADIAMENTO

Pode parecer mentira, mas não é: o prefeito Geraldo Júlio (PSB), assinou o 11º termo aditivo ao contrato da obra de reforma do Ginásio de Esportes Geraldo Magalhães, “O Geraldão”, que ele chegou a prometer, solenemente, que iria inaugurá-lo no mês de aniversário do Recife (março). A conclusão das obras agora está prevista para 29 de agosto, se não for adiada pela décima vez. Todos os aditivos, juntos, totalizam R$ 52,74 milhões, sendo que a obra foi inicialmente orçada em R$ 34, 24 milhões.

A LA GETÚLIO VARGAS

Em vida, o economista paraibano Celso Furtado chegou a dizer, com certo orgulho, que havia sido professor, na França, de um jovem peruano que depois seria presidente do seu país, Alan García. Pois bem. Nesta quarta-feira (17), após ter sido acusado de receber propina da Odebrecht (sempre ela) em troca da construção do metrô de Lima, García suicidou-se com um tiro na cabeça. Queria mesmo entrar para a história como o ex-presidente do Brasil, Getúlio Vargas, que se matou com um tiro no peito em 24/08/54 , também entrou. Recentemente, em entrevista a uma TV local, García declarou: “Ao final, a história perguntará onde estão as propriedades, os bens e as contas-correntes de Alan García. Não existe. Não existe nada. O que me interessa é a história e não a opinião imediatista e pequena de alguns”.

BOLSONARO NÃO SAIRÁ

Do presidente nacional do PSL, deputado Luciano Bivar (PE), sobre os boatos que correm em Brasília dando conta de que Bolsonaro poderá deixa o partido: “Isso é surreal. O presidente está muito bem no partido. Não é que ele fica, ou sai, ele é o dono do partido”.

INTEGRAÇÃO E PROGRESSO

Do presidente Jair Bolsonaro ao participar em Brasília, nesta quarta-feira (17), da solenidade que assinalou os 169 anos do Exército Brasileiro: “Esse é o nosso Exército, o Exército de 210 milhões de habitantes, que nos momentos mais difíceis da nossa nação sempre esteve ao lado da vontade do seu povo. Exército que transpira e respira democracia e liberdade, que honra a todos nós. Exército fator de integração, evolução e progresso, de garantia do nosso extenso território, que une todos os povos, raças, religiões, onde todos são iguais”.

VOTAÇÃO SÓ NA PRÓXIMA TERÇA

Por falta de acordo entre governo e oposição, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal, deputado Felipe Francischini (PSL-PR), adiou para a próxima terça-feira (23) a votação do parecer do relator da reforma da Previdência, deputado Marcelo Freitas (PSL-MG). A previsão era votar o parecer nesta quarta-feira (17), mas houve tanto bate-boca entre governo e oposição que o presidente decidiu adiá-la. Em nome da bancada do PSB, o deputado Danilo Cabral (PE) aprovou um “voto em separado” pela inconstitucionalidade do projeto.

100 DISCURSOS SOBRE O MESMO TEMA

De olho nos holofotes da TV Câmara, mais de uma centena de deputados se inscreveu ontem (16) para falar sobre a reforma da previdência. O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que não era “razoável” o número de inscrições, pois os discursos versariam em duas direções – governistas a favor e oposicionistas, contra. Para ele, “não podemos deixar de sinalizar de forma muito objetiva para a sociedade que temos clareza que o Estado brasileiro vai quebrar se não reformarmos a Previdência”.

CIDADÃ FORTALEZENSE

Por 23 votos a favor, três contra e quatro abstenções, a Câmara Municipal de Fortaleza aprovou um projeto de decreto legislativo que concede o título de “cidadã fortalezense” à primeira dama do país, Michelle Bolsonaro. O autor do projeto foi a vereadora Priscila Costa (PRTB). Michelle nasceu em Ceilândia, que fica na periferia de Brasília, mas tem ligações com o Ceará. Seu pai, Vicente de Paulo Reinaldo, conhecido como “Paulo Negão”, nasceu em Crateús (CE), que fica a 359 km de Fortaleza e emigrou para Brasília na década de 60. Michelle é mãe de duas meninas – uma de 16 anos, de um relacionamento anterior, e Laura, de 8 anos, fruto do seu casamento com Jair Bolsonaro.

POR UMA LEI DE ABUSO DE AUTORIDADE

Se o Congresso não aprovar logo uma “Lei de abuso de autoridade”, absurdos como este vão continuar existindo: a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao ministro Édson Fachin (STF) que obrigue o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE) a fazer uso de tornozeleira eletrônica. Ela diz que o parlamentar pernambucano, acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, está atrapalhar as investigações nos processos em que é investigado. O que chamou a atenção do Congresso é que Eduardo da Fonte ainda não tem condenação pelo STF. Denunciado pela PGR em 2016, agora é que se tornou réu. Por que obrigá-lo a usar tornezeleira?

SONEGAÇÃO EM CUPIRA

Fiscais da Secretaria da Fazenda de Pernambuco apreenderam na cidade de Cupira (Agreste) 2,5 milhões de cigarros sem notas. A mercadoria está avaliada em cerca de R$ 500 mil. A carga, trazida do Paraguai, foi encontrada num depósito clandestino. A ação dos fiscais teve a cobertura de policiais militares de Agrestina. Por ordem do secretário Décio Padilha, os cigarros foram removidos para o pátio da Secretaria. O depósito de Cupira era ponto de distribuição para diversos locais do Estado.