0

Dilma recomenda ao líder Humberto Costa que não se deve “baixar a guarda”

Durante reunião do Conselho Político do Governo, em Brasília, nesta quarta-feira, a presidente Dilma Rousseff recomendou ao líder no Senado, Humberto Costa (PT-PE), “não baixar a guarda” neste momento em que a crise financeira internacional ameaça contaminar as economias do planeta.

Segundo o senador pernambucano, o encontro foi pautado por assuntos de ordem econômica, tendo a presidente declarado que não abrirá mão, em nenhuma hipótese, de manter a estabilidade econômica, o ajuste fiscal anunciado no início do ano, que prevê corte de R$ 53 bilhões no Orçamento Geral da União, o controle da inflação e os investimentos nas obras do PAC.

De acordo ainda com petista, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, pediu aos congressistas da base aliada para não aprovarem projetos que impliquem aumento de despesas, como a PEC-300, por exemplo, que fixa um piso nacional salarial para policiais. O ministro pediu também aos aliados para trabalhar em favor da prorrogação da Desvinculação de Receitas Orçamentárias (DRU), que é um instrumento de que o governo dispõe para controlar a política fiscal, cujo prazo de vigência expira em dezembro próximo.

Todos os partidos que apoiam o governo no Congresso participaram da reunião do Conselho Político, inclusive o PR, através do seu líder no Senado, Magno Malta, que na semana passada defendeu o rompimento com o Planalto.