Rodrigo Maia já estaria atrás até de marqueteiro

Informa o jornal “O Estado de São Paulo” que o presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), embora ainda não esteja decidido a entrar na disputa pela Presidência da República, já estaria conversando com o economista Marcos Lisboa, que foi secretário de política econômica do Ministério da Fazenda no governo do ex-presidente Lula, e com o marqueteiro Fernando Barros, “que era próximo do ex-senador Antônio Carlos Magalhães, morto em 2007”.

A finalidade dessas conversas seria mostrar ao “mercado” o seu compromisso com o equilíbrio fiscal e as reformas que o presidente Michel Temer propôs ao Congresso Nacional.

Já o pré-candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, está trabalhando na mesma direção. Convidou o economista Pérsio Arida, ex-presidente do Banco Central no governo de FHC, para coordenador sua equipe econômica, que deverá ter também os economistas que formularam o Plano Real.

Marcos Lisboa, 53 anos, é diretor-presidente do Insper e escreve para a “Folha de São Paulo”. Foi secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda entre 2003 e 2005 (1º mandato do presidente Lula).

Já o marqueteiro Fernando Barros é sócio da agência de publicidade Propeg, que tem sua sede em Salvador e atua no ramo há mais de 50 anos.