0

Presidente do PT critica “busca e apreensão” na casa de enteado de Lula

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), fez duras críticas nesta quinta-feira (12) à Polícia Civil de São Paulo por ter invadido a casa do enteado do ex-presidente Lula, Marcos Cláudio, no interior do Estado, com base numa denúncia anônima, à procura de armas e drogas.

“Aonde iremos chegar com essa perseguição implacável ao ex-presidente Lula e seus familiares, numa autêntica afronta ao estado democrático de direito? É hora de dar uma basta nisso!”, disse a senadora paranaense. A denúncia era falsa e nada foi encontrado na casa do rapaz.

Na véspera, o líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PE), também criticou a invasão da residência do filho da ex-primeira dama do país, Marisa Letícia, no município de Paulínia (SP).

“Exigimos esclarecimentos do governador Geraldo Alckmin e de seu secretário de Segurança Pública acerca dos motivos dessa operação descabida e de claro caráter político. E queremos saber também quem foi o autor desta falsa denúncia”, acrescentou o líder petista. O governador já mandou afastar o delegado que fez a operação.

Segundo Humberto Costa, “se os tucanos querem investigar drogas, deveriam se preocupar primeiramente em saber da origem da meia tonelada de cocaína apreendida em um helicóptero de propriedade de um senador mineiro, droga essa que ninguém jamais soube quem era o seu verdadeiro dono”.

Ele criticou também a “abusiva condução coercitiva” do ex-presidente Lula, em São Paulo, para depor na Polícia Federal e o vazamento ilegal de uma conversa telefônica que ele teve com a então presidenta Dilma Rousseff.

“Até quando iremos assistir a essa série de atentados contra os direitos fundamentais estabelecidos? Esse sistema cruel e autoritário já fez as suas vítimas fatais. Está mais do que na hora de colocarmos um freio aos excessos cometidos para preservar as investigações sérias, imparciais e isentas”, afirmou.

Deixe uma resposta

Inaldo Sampaio