Peemedebista histórico defende “eleições diretas já”, de vereador a presidente da República

O ex-prefeito de Olinda, José Arnaldo Amaral, um dos peemedebistas históricos de Pernambuco ao lado de Jarbas Vasconcelos, Dorany Sampaio e Raul Henry, defendeu hoje (8) a realização de “eleições diretas já”, de vereador a presidente da República.

Segundo ele, “a podridão do sistema político-eleitoral brasileiro atingiu de morte os mandatos de representação política vigentes no país”, motivo pelo qual são necessárias novas eleições gerais.

“Conforme as revelações da Lava Jato, todos os partidos políticos brasileiros e, direta ou indiretamente, seus mandatários, cometeram crimes, desde delitos fraudadores da livre manifestação do voto do cidadão-eleitor, até os hediondos de lesa-pátria”, disse o ex-prefeito de Olinda.

Ele acrescentou que “membros dos poderes Legislativo e Executivo da estuprada República Federativa do Brasil encontram-se absolutamente deslegitimados para manter uma representação política adquirida por meios criminosos”, e por isso devem ser afastados imediatamente da cena política pela convocação de novas eleições.

“Nada mais oportuno, portanto, em face da gravíssima atual conjuntura, entregar à soberania do povo, manifestada através do voto de cada eleitor, via eleição direta, a solução dessa infame crise que tanto aflige os brasileiros decentes, destacadamente àqueles mais necessitados”, concluiu José Arnaldo.