Moro prorroga por mais 30 dias presença da Força Nacional no Ceará

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, decidiu prorrogar por mais 30 dias a presença da Força Nacional de Segurança no Estado do Ceará, onde facções criminosas promoveram centenas de ataques nos últimos 30 dias.

A tropa trabalha principalmente no patrulhamento de ruas, terminais de ônibus e ações de inteligência com as polícias Civil e Militar.

“Em ofício enviado ao governador Camilo Santana, o ministro Sérgio Moro ressalta que a atuação da Força Nacional em conjunto com as forças de segurança estaduais promoveu uma redução das ações causadas pelos grupos criminosos, restaurando a lei, a ordem e protegendo a população cearense”, disse o Ministério.

A permanência da tropa por mais 30 dias foi solicitada ao presidente da República pelo Governo do Ceará no dia 27 de janeiro último.

No dia 5, o secretário nacional de Segurança Pública, general Guilherme Theophilo, informou que a tropa seria retirada do Estado diante de uma avaliação feita em conjunto com o governo estadual de que a onda de ataques promovida por facções criminosas havia sido debelada.

Theophilo anunciou que uma parte das tropas da Força Nacional seria deslocada ao Pará – a pedido do governo local – com o objetivo de atuar na segurança pública.

Pelos dados da Força Nacional, houve 442 ataques no Ceará entre 2 e 31 de janeiro e mais de 446 pessoas foram presas. Entre os dias 1º de fevereiro e 4 de fevereiro, houve apenas um ataque.