Metade da bancada federal do MDB-RJ deve migrar para o DEM

Diante do desgaste do MDB do Rio de Janeiro, que tem um ex-governador preso por corrupção (Sérgio Cabral) e o ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, também condenado pelo mesmo motivo, uma parte de seus deputados federais tende a se filiar ao DEM seguindo a liderança do presidenciável Rodrigo Maia.

Maia lançou-se candidato a presidente da República, na semana passada, e vai apoiar o pai, o ex-prefeito do Rio, César Maia (DEM), para o governo estadual. O ministro da Educação, Mendonça Filho (PE), esteve no lançamento desta candidatura.

Desde o início da “janela” partidária, quatro dos oito deputados do MDB-RJ já comunicaram que irão deixar a legenda. Dois irão para o DEM: Laura Carneiro e Zé Augusto Nalin. Altineu Côrtes pretende voltar para o PR e Celso Pansera filiou-se ao PT.

Outros dois deputados também negociam filiação ao DEM: Alexandre Serfiotis e Soraya Santos. Eles estão conversando com o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), indicado por Rodrigo Maia para tentar atraí-los para o partido.

O DEM já atraiu Sérgio Zveiter (ex-MDB) e está negociando o passe do deputado Deley (PTB).