Mesmo traído por Doria, Alckmin aceita convite dele para almoçar

O candidato derrotado do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin aceitou convite do governador eleito de São Paulo, João Doria, para um almoço nesta quinta-feira (8) na capital paulista.

Os dois teriam conversado sobre a posição do partido diante do governo de Jair Bolsonaro. Alckmin defende a “independência” e Doria quer alinhamento com a bancada governista.

Na última reunião da executiva nacional do PSDB, em Brasília, após o segundo turno da eleição presidencial, Alckmin insinuou que o governador seria “traidor” por não ter-se empenhado em sua campanha. Defendeu o voto “Bolsodoria”.

Antes do almoço, Doria teve reunião com os governadores eleitos Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, e Reinaldo Azambuja, do Mato Grosso do Sul, ambos do PSDB.