Mackenzie expulsa estudante preconceituoso que defendeu a morte da “negraiada”

Considerada como o centro de ensino mais conservador do país, a Universidade Presbiteriana Mackenzie (SP) expulsou o aluno do curso de Direito Pedro Baleotti, que publicou vídeo nas redes sociais em outubro do ano passado dizendo que queria encontrar “vagabundos com camiseta vermelha” e que “a negraiada” iria morrer.

A assessoria da Universidade, onde o ex-deputado pernambucano Geraldo Coelho, recentemente falecido, estudou Engenharia Civil nos anos 50, confirmou a expulsão do estudante na tarde desta quinta-feira (10).

Em nota, a instituição informa que todos os trâmites da expulsão foram cumpridos. “O aluno foi expulso e receberá todos os documentos quanto aos créditos cumpridos. A instituição não coaduna com atitudes preconceituosas, discriminatórias e que não respeitam os direitos humanos”, diz a nota.

No vídeo que viralizou em outubro do ano passado, o estudante diz que estava indo votar “armado com faca, pistola, o diabo, louco pra ver um vadio vagabundo com camiseta vermelha e já matar logo”.
E acrescenta: “Tá vendo essa negraiada? Vai morrer, vai morrer, é capitão…!”, apontando uma arma para dois jovens negros que trafegavam numa moto.

Na ocasião, Baleotti também foi demitido do escritório de advocacia onde fazia estágio após os proprietários terem assistido ao vídeo. Ele concedeu uma entrevista à TV Globo em que pediu desculpas pelo seu ato. “Só queria pedir perdão pelos sentimentos que eu causei nas pessoas que se sentiram até ameaçadas pela contundência do meu áudio aí completamente infeliz”, disse ele.