Lula vai enfrentar o juiz Sérgio Moro em seu momento mais difícil

Está marcado para a próxima quarta-feira, dia 13, o segundo depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro no âmbito de mais um processo da operação Lava Jato.

É o momento mais difícil da vida do ex-presidente, que é réu numa das ações por suposto recebimento de propinas da Odebrecht, porque seu ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci, confirmou na semana passada ao mesmo juiz que todas as denúncias do Ministério Público Federal contra ele (Lula) são verdadeiras.

Assim, o ex-presidente ficará frente a frente com o magistrado numa posição de absoluta fragilidade, pois o depoimento de Palocci contra ele foi simplesmente devastador.

Os advogados do líder petista chegaram a requerer ao TRF da 4ª Região (Porto Alegre) o adiamento do seu depoimento, mas o relator do processo, desembargador federal João Pedro Gebran Neto, indeferiu o pedido.

Esta será a segunda vez que Lula ficará diante do juiz Sérgio Moro. A primeira foi em maio deste ano quando foi obrigado a dar explicações sobre o apartamento tríplex na praia do Guarujá, em São Paulo.