Jaboatão recebe o projeto “Cantos de Leitura”

O município de Jaboatão dos Guararapes vai receber nesta terça-feira (18) o projeto “Cantos de Leitura”. Um acervo de 1200 livros novos chegará à Cooperativa de Beneficiamento de Materiais Recicláveis dos Catadores de Curcurana, que a atende a 26 cooperados, entre 19 e 74 anos.

A implantação do projeto é uma realização da Rede Educare, com patrocínio da Novelis, líder mundial em laminados e reciclagem de alumínio,através da Lei Rouanet, criada no governo do presidente José Sarney, e do Ministério da Cultura.

O projeto “Cantos de Leitura” tem como missão valorizar os catadores de materiais recicláveis a partir do acesso deles e de suas famílias a um espaço de ambientação lúdica com acervo de 1200 livros de diversos temas, que passa a fazer parte da sua sede.

Muito além dos cooperados, o projeto irá valorizar a comunidade do entorno, uma vez que estará disponível para todos. Além dos livros, materiais pedagógicos e brinquedos educativos fazem parte do acervo.

“Receber esse projeto significa um novo olhar de inclusão. É a realização de um sonho, uma vez que os catadores já demonstravam interesse em trocar livros entre eles e ter mais acesso a leituras, mas faltava acervo e um espaço adequado. Agora, eles não apenas irão usufruir, como também interagir com sua comunidade e atrair o olhar da sociedade para a importância do trabalho que realizam”, afirmou Kelly Sales, coordenadora do programa municipal de reciclagem que abarca quatro cooperativas, entre elas a Coopmare.

Para Eunice Lima, diretora de Comunicação e Relações Governamentais da Novelis América do Sul, por meio das atividades culturais é possível aproximar a comunidade da cooperativa e atrair a atenção o público para a importância da reciclagem.

“Queremos provocar uma reflexão na sociedade sobre a temática da reciclagem, além de mostrar a importância do catador e das cooperativas, valorizando o profissional e a atividade que ele realiza”.

Ao apostar na educação e na cultura como poderosos elementos de promoção da paz e combate à violência, o “Cantos de Leitura” busca dar sua contribuição em comunidades localizadas em áreas de vulnerabilidade social.

O projeto parte do acesso aos livros para possibilitar aos seus usuários uma nova forma de ler o mundo. Ao fim de 2018, serão 30 unidades inauguradas no país, com 36 mil livros doados de diferentes gêneros literários. Não à toa, este ano, o projeto foi avaliado pelo Ministério da Cultura como um projeto modelo de leitura dentre os projetos patrocinados pela Lei Rouanet.