IPTU de Jaboatão cresce 22,7% em 2017 em relação ao ano anterior

O município do Jaboatão dos Guararapes foi o que mais impulsionou a receita do Imposto Territorial e Predial Urbano (IPTU) em Pernambuco no ano de 2017, conforme a 14ª edição do Anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil, divulgada pela Frente Nacional dos Prefeitos.

Em relação a 2016, foram 22,7% a mais, saltando de quase R$ 52,2 milhões para mais de R$ 63,9 milhões. O prefeito Anderson Ferreira (PR)ressaltou a importância desses dados, não só do ponto de vista financeiro, mas também como uma resposta dos jaboatonenses às ações realizadas no município.

“A população está vendo todo nosso trabalho na infraestrutura, educação, saúde, no social e os investimentos que estamos implementando na cidade. Com isso, ela se sente mais incentivadas a pagar o IPTU. É o resgate da cidadania do nosso munícipe, que agora se sente parte das mudanças que vêm ocorrendo no Jaboatão. Com o aumento da arrecadação, temos condições de devolver os recursos à população com mais obras e serviços de boa qualidade”, disse o prefeito.

Como forma de incentivo à quitação do IPTU, a Prefeitura do Jaboatão vem dando descontos de até 30% para quem paga cota única. Outro fator que contribuiu para o incremento da arrecadação foi um mutirão realizado, no final do ano passado, com abatimento das dívidas.

A notícia divulgada pela Frente Nacional dos Prefeitos é mais um fato positivo deste final de ano, em relação às finanças de Jaboatão. Recentemente, o Tesouro Nacional deu nota “A” ao equilíbrio financeiro do município; a Sudene concedeu o primeiro lugar geral e dois destaques entre as cidades pernambucanos com mais de 150 mil habitantes e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) colocou Jaboatão entre os 12 municípios em melhor situação financeira.