Homologado o concurso de procurador para o Governo de Pernambuco

No último dia 5/7, a Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco homologou o concurso público para procurador do Estado em publicação conjunta com a Secretaria de Administração segundo informa a assessoria do procurador geral César Caúla.

A lista com os nomes dos 102 candidatos classificados e dos cinco candidatos portadores de deficiência está disponível nos sites da PGE-PE (www.pge.pe.gov.br) e da banca organizadora do concurso, o Cebraspe.

O concurso visa ao preenchimento de 10 vagas, sendo uma para portador de deficiência e à formação de cadastro de reserva. Este foi sexto concurso realizado pela PGE desde a criação da instituição pela Lei Complementar nº 02, de 20 de agosto de 1990.

O certame teve 4.869 inscritos e foi realizado com provas objetiva e discursiva, aplicadas nos dias 24 e 25 de março, além de avaliação de títulos.

O primeiro colocado foi de Bruno Menezes Soutinho, de 27 anos, ex-estagiário da PGE-PE e atualmente procurador do Estado do Mato Grosso, cargo para o qual foi nomeado após concurso público em 2017. Ele obteve a nota 140,62.

Entre os candidatos com deficiência, Rodrigo Augusto Pinto Maciel, deficiente visual, foi o primeiro colocado com nota 124,49.

A PGE é o órgão responsável pela representação judicial do Estado de Pernambuco e de suas autarquias, pela consultoria jurídica ao Poder Executivo e pela promoção da cobrança da dívida ativa. Conta com 169 procuradores na ativa distribuídos nas quatro Procuradorias especializadas no Recife (Consultiva, do Contencioso, da Fazenda Estadual e de Apoio Jurídico-Legislativo ao Governador), nas Regionais de Caruaru, Petrolina, Arcoverde e Brasília e nas Sub-Regionais de Garanhuns e Salgueiro.