Haddad diz que não responderá a “ataques pessoais”

O candidato Fernando Haddad (PT) negou-se a responder as críticas de Ciro Gomes (PDT) de que ele não tem força para derrotar Bolsonaro no segundo turno e que seria uma “nova Dilma”.

“Este tipo de ataque pessoal não vamos fazer. Nossa estratégia até o final da campanha é só comparar proposta. Se você me apresentar uma proposta dele (do Ciro) para comentar, eu comento”, disse o ex-prefeito de São Paulo.

Governadores de São Paulo já estão fazendo campanha para Haddad na região pedindo que se vote no “13” que é o número do candidato.