Governador do Ceará responde ao presidente da República

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), respondeu nesta sexta-feira (4) por meio de sua assessoria as críticas que lhe foram feitas pelo presidente Jair Bolsonaro, que o acusou de ser “radical” contra o governo.

“A eleição já passou. E os interesses da população do meu Estado sempre estarão acima de qualquer interesse pessoal ou partidário. Como homens públicos, temos que ser maiores do que qualquer divergência. De minha parte, a relação será sempre de respeito e cooperação”.

Embora não tenha comparecido à posse de Bolsonaro, como de resto nenhum governador do Nordeste, Santana sempre defendeu o “diálogo” com o presidente da República.