FIAT VAI AMPLIAR SEUS INVESTIMENTOS EM PERNAMBUCO

BLOG DE INALDO SAMPAIO – 16 DE MAIO DE 2019

O presidente da FIAT na América Latina, Antonio Filosa, anunciou hoje (16) no Palácio do Campos das Princesas que a empresa pretende investir mais R$ 7,5 bilhões na planta da Jeep em Pernambuco até 2023. O projeto é que o complexo automobilístico, que já emprega cerca de 13.600 pessoas – com maioria da mão de obra pernambucana – venha a gerar mais 9 mil empregos diretos no Estado.

Construída juntamente com um parque de 16 fornecedores, a planta da Jeep em Pernambuco, cujos investimentos ultrapassam os R$ 11 bilhões, a FIAT está localizada no município de Goiana, a 64 Km do Recife.

Após cinco anos de negociações e quatro para implantação da fábrica, hoje ela exporta veículos para diversos países da América Latina, entre eles a Argentina, Chile, Peru e Colômbia. Com uma fabricação de mil veículos por dia, a perspectiva é atrair novas fábricas no médio prazo, com a construção de um segundo parque de fornecedores para a indústria automotiva no Estado.

Até hoje, já foram produzidos 600 mil automóveis em Goiana desde a inauguração da fábrica em 28 de abril de 2015. A capacidade instalada é de 250 mil carros por ano, mas deverá ser ampliada para 350 mil até 2023. Desde março do ano passado que a planta trabalha em três turnos. Dela, saem 46 diferentes versões dos campeões de venda Jeep Renegade, Jeep Compass e Fiat Toro.

GOVERNADOR NOMEIA MAIS CONCURSADOS PARA A ÁREA DE SAÚDE

O governador Paulo Câmara nomeou nesta quinta-feira (16) mais 580 novos concursados para ocupar diversos cargos na Secretaria de Saúde. O objetivo é fortalecer o atendimento de emergência adulto e pediátrico e a assistência materno-infantil.

Ao todo, são 312 médicos, 110 enfermeiros, 28 fisioterapeutas, 25 farmacêuticos, 1 assistente social, 84 técnicos de enfermagem e 20 técnicos em farmácia que irão atuar em 11 hospitais na Região Metropolitana do Recife e algumas cidades do interior.

Na ocasião, o secretário estadual de saúde, André Longo, agradeceu “o grande esforço que todos os profissionais que hoje atuam nas emergências do Estado estão fazendo. Estão se desdobrando para melhor atender à nossa população. Esse ato é um reforço nas escalas para que esses profissionais possam atender com mais celeridade e com mais qualidade as pessoas que precisam das emergências públicas no Estado”.

Com as nomeações, sobe para 7,2 mil o contingente de profissionais de saúde aprovados em concursos públicos, convocados para a Secretaria estadual de Saúde pelo Governo do Estado desde 2015, sendo mais de 1.500 médicos.

TRF DA 4ª REGIÃO NEGA RECURSO DE JOSÉ DIRCEU

Nesta quinta-feira (16), a Quarta Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região indeferiu um recurso do ex-ministro José Dirceu contra sua condenação pela “Operação Lava Jato”, determinando que ele comece a cumprir de imediato a pena de 8 anos e 10 meses a que foi condenado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.
O TRF determinou à 13ª Vara Federal de Curitiba que execute imediatamente a pena com base no entendimento do Supremo que permite a execução provisória da pena após a condenação em segunda instância.
A segunda condenação do ex-ministro foi proferida pelo então juiz Sérgio Moro em março de 2017, que o considerou culpado por ter recebido R$ 2,1 milhões em propina proveniente de contratos na Petrobrás entre 2009 e 2012.
De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal, aceita pelo juiz, parte desse valor foi recebido por meio de 118 voos em táxis-aéreos. A pena inicial estipulada foi de 11 anos e três meses de reclusão. A condenação foi confirmada pela 8ª Turma do TRF em setembro do ano passado. No entanto, ela foi reduzida logo depois para 8 anos e 10 meses.
Nesta quinta, por unanimidade, os sete desembargadores da Quarta Turma negaram o último dos recursos por meio do qual a defesa buscava a prescrição dos crimes alegando a idade avançada do ex-ministro (72 anos). Também foi determinado que o irmão dele, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, condenado no mesmo caso, comece a cumprir a pena de 8 anos e 9 meses de reclusão.

HUMBERTO ADMITE QUE O SENADO PODE INVESTIGAR FLÁVIO BOLSONARO

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), admitiu nesta quinta-feira (16) que Casa poderá entrar nas investigações da conduta do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), denunciado pelo Ministério Público por suposto envolvimento em corrupção e lavagem de dinheiro. Segundo o petista, se aparecerem “provas robustas” o filho do presidente poderá ser levado a dar explicações ao Conselho de Ética. “Sempre que esses assuntos envolvem alguém do Senado, há certa cautela no tratar dessas questões. Mas na medida em que, de fato, existam provas robustas de que possa ter alguma irregularidade de qualquer prática irregular, aí sim, o Senado se manifesta”, disse Humberto Costa. O presidente Bolsonaro recebeu na tarde desta quinta-feira, em Dallas (EUA) o prêmio “Personalidade do Ano” da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. Em seu discurso, o presidente apontou setores da imprensa brasileira e as lideranças de esquerda como inimigos do seu governo.

Em entrevista, ele disse que a quebra do sigilo bancário e fiscal de seu filho foi feita para lhe atingir.

No discurso, referindo-se aos protestos que ocorreram no Brasil, na véspera, pelos cortes feitos nas verbas da educação, declarou: “Eu quero agradecer também a coragem desses 22 homens, que são meus ministros, de entrar nesse time. Desde há muito sabíamos que não seria fácil, como ontem vimos várias capitais com marcha pela educação, como se no final do ano passado a educação fosse uma maravilha no Brasil”.

DEPUTADO FERNANDO RODOLFO TRANSFERE DOMICÍLIO ELEITORAL PARA CARUARU

O deputado federal Fernando Rodolfo (PR-PE) anunciou nesta quinta-feira (16) que resolveu transferir seu domicílio eleitoral de Garanhuns, sua terra natal, para Caruaru, onde mora há muitos anos, dando a entender que poderá entrar na briga pela sucessão da prefeita Raquel Lyra (PSDB).

O deputado compareceu ao Fórum Eleitoral de Caruaru e fez o procedimento de transferência do título, destacando sua gratidão e alegria em poder ser, de fato e de direito, um cidadão caruaruense.
“Pacote completo. Caruaru nos acolheu, nos recebeu lá atrás, quando eu ainda estava na faculdade. Caruaru hoje me deu tudo que eu tenho: um mandato de quase 30 mil votos, uma campanha difícil, sofrida, uma campanha que só eu e quem estava me acompanhando sabe das dificuldades, mas que com muita coragem e fé nós conseguimos vencer. Caruaru me surpreendeu com o título de cidadania e eu, claro, não poderia agir de outra forma, senão mudando meu domicílio eleitoral pra cá, onde me torno, de fato, um cidadão e um eleitor desse município. Esta cidade pode bater no peito e dizer que hoje tem um deputado genuinamente caruaruense e que está comprometido com às causas desse lugar”, declarou. Na véspera, ele recebeu da Câmara Municipal o título de “cidadão caruaruense”.

TÚLIO QUER SUSPENDER DECRETO DE BOLSONARO QUE FERE AUTONOMIA DAS UNIVERSIDADES

O deputado federal Túlio Gadelha (PDT-PE) apresentou nesta quinta-feira (16) um projeto de Decreto Legislativo que pede a suspensão dos efeitos do decreto do presidente Jair Bolsonaro que concede à Secretaria de Governo, comandada pelo ministro Carlos Alberto dos Santos Cruz, a atribuição de avalizar a nomeação de reitores de instituições federais de ensino e de outros cargos do segundo escalão.

Ele alega que o ato do presidente fere a autonomia das universidades, prevista no artigo 207 da Constituição Federal, em dois pontos: desrespeita a tradicional lista tríplice para a escolha do reitor e pratica “ingerência” indevida nas prerrogativas dos reitores, quanto à nomeação dos seus subordinados.

“Este decreto de Bolsonaro é mais uma tentativa de enfraquecer as universidades federais, das quais ele deveria estar cuidando e investindo e não cortando recursos. Além de ferir a autonomia das universidades, prevista na Constituição, esta medida tem tudo para ser um instrumento de perseguição política e de retaliação”, disse o deputado pernambucano.

SENADO PODE DERRUBAR DECRETO DE BOLSOANRO QUE FLEXIBILIZA VENDA DE ARMAS

Senadores de diversos partidos se movimentam para votar na CCJ, na próxima semana, os projetos que anulam os efeitos do decreto do presidente Jair Bolsonaro que flexibiliza a venda de armas e permite o porte para 19 categorias profissionais, entre elas políticos com mandato, caminhoneiros, fazendeiros jornalistas de área policial.

A presidente da CCJ, senador Simone Tebet (MDB-MS), designou o senador Veneziano Vital do Rego (PSB-PB) para relatar três projetos de decreto legislativo que suspendem os efeitos dos decretos presidenciais. Eles são de autoria dos senadores Eliziane Gama (CID-MA), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Fabiano Contarato (Rede-ES) e da bancada do PT.
CID GOMES DIZ QUE GOVERNO BOLSONARO NÃO TEM PROJETO

Do senador e ex-governador do Ceará, Cid Gomes (PDT), ao analisar o governo do presidente Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (16): “O problema desse governo é que não tem projeto, traquejo ou habilidade de diálogo. É uma ala burocrática militar e outra de malucos, que põem agendas ridículas que nada tem a ver com os problemas do Brasil. Querem continuar em campanha, tentando fazer contraponto com o PT. Não vejo no presidente e no Onyx Lorenzoni (ministro da Casa Civil) nenhum traquejo para tentar restabelecer o diálogo. Bolsonaro não é a nova política. Na verdade, é uma negação da política, sendo um velho político inexpressivo. Pra mim, é a mais fina flor da mediocridade, da inexpressividade e do despreparo”.

“Onix quer mais agradar o Bolsonaro do que cumprir a tarefa que ele tem para cumprir. Trabalhou contra a reeleição do Rodrigo Maia à presidência da Câmara. E qual a motivação disso? É óbvio que ele cumpria tarefa para o Bolsonaro”.

“O Bolsonaro, não sei se consciente ou por sorte do destino, escolheu um vice com uma patente que, sem entrar no mérito, é tudo o que o Brasil menos precisa nesse momento, um general no poder. A Venezuela está bem ali”.

PERNAMBUCO ENTRA NA BRIGA PELA PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA

A Associação Nacional dos Procuradores da República fechou a lista de candidatos à lista tríplice para o cargo de procurador-geral da República a ser enviada ao presidente Bolsonaro para a escolha do substituto de Raquel Dodge, que poderá ser reconduzida. Basta o presidente querer, já que ele não é obrigado a submeter-se a essa lista. A escolha para a escolha da lista está marcada para 18 de junho e os procuradores que se habilitaram foram os seguintes:

1) José Robalinho Cavalcanti, atual presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República.

2) Lauro Cardoso, procurador regional, foi paraquedista do Exército e secretário-geral do Ministério Público da União.

3) Blal Dalloul, procurador regional, foi secretário-geral na gestão Rodrigo Janot.

4) José Bonifácio da Andrada, ex-vice da gestão Janot.

5) Luiza Cristina Frischeisen, subprocuradora-geral.

6) Vladimir Aras, procurador regional.

7) Mário Luiz Bonsaglia, subprocurador.

8) Paulo Eduardo Bueno, subprocurador

9) Antonio Carlos Fonseca Silva, subprocurador.

10) Nívio de Freitas, subprocurador.

O mandato de Raquel se encerra em setembro e os candidatos farão o primeiro debate público na sede da Procuradoria Regional da República no Pará, em Belém, na segunda-feira, 20, às 15h.