Dória quer o PSDB nacional e o de São Paulo sob seu controle

O governador eleito de São Paulo, João Doria, quer o PSDB nacional e regional sob seu controle a fim de levar o partido para os braços do presidente eleito Jair Bolsonaro. No PSDB nacional ele quer o deputado pernambucano Bruno Araújo e, no PSDB regional, o deputado estadual Marco Vinholi, futuro secretário de Desenvolvimento Regional.

A convenção regional será no próximo mês de março e a nacional no próximo mês de maio. Dória quer tirar Geraldo Alckmin da presidência nacional do partido e tudo indica que conseguirá com apoio dos governadores Eduardo Leite (RS) e Reinaldo Azambuja (MS).

Vinholi, ao ser lançado por Doria, lançou o deputado federal Bruno Araújo, que foi derrotado na disputa pelo Senado em Pernambuco, como candidato a presidente nacional do PSDB.

“Doria passou a ser a principal liderança nacional do PSDB. É natural que haja mais membros ligados a ele na executiva do partido. Bruno Araújo é nosso candidato a presidente nacional do PSDB”, declarou Vinholi à Agência Estado.

Ele tem 34 anos e começou a carreira política no movimento estudantil da PUC-SP, onde cursou Administração e foi dirigente da juventude tucana ao lado do atual prefeito Bruno Covas. Seu pai, Marco Vinholi, foi prefeito de Catanduva.