0

Deputado que foi suspenso do PMDB abandona o partido

O deputado Sérgio Zveiter (RJ), relator da denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer, desfiliou-se nesta sexta-feira (11) do PMDB após ter sido suspenso do partido juntamente com mais quatro colegas, entre eles o pernambucano Jarbas Vasconcelos.

Na carta endereçada ao diretório do partido no Rio de Janeiro, Zveiter afirma que passou a sofrer represália do partido após ter emitido parecer favorável, na Comissão de Constituição e Justiça, à aceitação da denúncia.

O seu parecer, no entanto, foi rejeitado pela maioria dos membros da CCJ. Foi aprovado o parecer de autoria do deputado Paulo Abi-Akel (PSDB-MG), que a Câmara confirmaria em plenário no último dia 2, negando autorização ao STF para processar Michel Temer.

Ontem (10), a executiva nacional do PMDB anunciou a suspensão por 60 dias dos deputados Jarbas Vasconcelos (PE), Sérgio Zveiter (RJ), Celso Pansera (RJ), Laura Carneiro (RJ), Vitor Valim (CE) e Veneziano Vital do Rêgo (PB).

“O PMDB, em cumprimento à decisão unânime da Comissão Executiva do partido, suspendeu por 60 dias, de suas funções partidárias, os deputados que votaram a favor da denúncia do presidente da República, Michel Temer. Esta decisão foi tomada por descumprimento dos parlamentares ao fechamento de questão sobre o assunto em reunião realizada no dia 12 de julho, em Brasília. O ato de suspensão já foi comunicado a todos os filiados e ao Conselho de Ética do partido”, afirma a nota do partido.

Por meio de nota, Jarbas considerou “esdrúxula” a de decisão do partido, mas não pretende pedir desfiliação.

Deixe uma resposta

Inaldo Sampaio