0

Denúncia contra Lula estará na pauta da Câmara Federal no dia 2 de agosto próximo

O presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), marcou para o dia 2 de agosto o julgamento pelo plenário da Casa do parecer do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça, pedindo o arquivamento da denúncia contra o presidente Michel Temer.

Segundo o senador Romero Jucá (PMDB-RR), líder do governo no Senado, é muito provável que esse parecer não seja votado naquela data por falta de quórum.

É que, pelo Regimento da Câmara, a sessão só pode ser aberta se estiverem no plenário pelo menos 342 parlamentares – quórum exigido para a abertura de processo contra o presidente Michel Temer.

“Mas sabe quando a Oposição terá 342 votos? Nunca”, declarou Romero Jucá, acrescentando que o presidente Michel Temer ganhou a disputa na Comissão de Constituição e Justiça e a partir de agora quem tem de colocar 342 votos no plenário é a Oposição.

Para o senador, a tendência dessa denúncia é ser arquivada porque a Oposição jamais conseguirá 342 votos para rejeitar o parecer do deputado Paulo Abi-Ackel. O parecer foi aprovado contra os votos de dois pernambucanos que integram a CCJ: Tadeu Alencar (PSB) e Betinho Gomes (PSDB).

Deixe uma resposta

Inaldo Sampaio