Chove em três horas no Recife o que choveria em 21 dias

A assessoria do prefeito Geraldo Júlio (PSB) informou nesta segunda-feira (28) que no período de apenas 3 horas, (entre 8h e 11h da manhã) choveu o equivalente ao previsto para 21 dias do mês de janeiro.

No período, foram registrados 70 mm de chuva para uma média histórica de 103,8 mm no primeiro mês do ano. O pico da maré alta foi registrado às 10h30, justamente o período de precipitação mais intensa. Apesar do alto volume de chuva, nenhuma ocorrência grave foi registrada.

Durante toda a manhã e ao longo da tarde, a prefeitura atuou no monitoramento e na mitigação dos efeitos das chuvas. A Defesa Civil enviou o alerta para 31 mil famílias moradoras de áreas de risco cadastradas e um efetivo de cerca de 900 profissionais trabalhou nas ruas para amenizar os efeitos da precipitação.

Ainda esta semana, as equipes do órgão darão início ao trabalho de reconstrução do muro de arrimo, recomposição do aterro e, posteriormente, à reconstrução das placas de concreto que compõem o trecho do pavimento que foi danificado na pista da Avenida Norte.

A CTTU isolou a área com cavaletes e fitas zebradas. Apenas a faixa da direita da via, sentido BR 101, está interditada. As demais faixas permanecem livres e seguras para o fluxo de veículos. Até o momento, a CTTU está monitorando o tráfego na área e, caso haja a necessidade, equipes serão enviadas ao local.

A Defesa Civil registrou 168 chamados para vistorias técnicas e colocação de lonas. Todas as ocorrências foram sem registro de vítimas. A Defesa Civil do Recife mantém um plantão permanente e pode ser acionada através do 0800 081 3400. A ligação é gratuita e a Central de Atendimento funciona 24h.

Por outro lado, a Emlurb registrou a queda parcial ou total de 12 árvores na Rua das Moças, em Campo Grande; na Av. Rui Barbosa e Rua da Amizade, nas Graças; Rua Macedo Costa e Avenida Tapajós, em Areias; no Sítio da Trindade, em Casa Amarela; Ruas Cônego Barata e Padre Roma, na Tamarineira; Rua Jardim do Forte, no Cordeiro; Rua Gomes Pacheco, Espinheiro; Ruas Almirante Batista Leão e Navegantes, em Boa Viagem. Não houve registro de vítimas.

Em atenção às informações publicadas na coluna Fogo Cruzado, em texto intitulado “Concessão à iniciativa privada”, veiculado hoje (28/01/19), no Caderno de Política da Folha de Pernambuco, encaminhamos a seguinte nota de esclarecimento.