0

Prefeito de Serra desmente perseguição a Inocêncio Oliveira

luciano duque - foto reprodução da internet

Por meio de nota oficial, o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), negou conotação política na decisão da justiça de determinar a reintegração de posse de um terreno onde está instalada a antena da Rádio “A Voz do Sertão” de propriedade de familiares do deputado Inocêncio Oliveira (PR).

Eis a íntegra da nota:

Diante de matéria que circulou na imprensa a respeito da decisão da justiça, sobre a reintegração de posse do terreno onde está instalada a antena da Rádio “A Voz do Sertão FM”, em favor da Prefeitura de Serra Talhada, e buscando dar maior transparência a todo caso, o Governo Municipal faz questão de explicitar ao público todo o caso.

1 – Em momento nenhum o Governo de Serra Talhada agiu com intenções de prejudicar o meio de comunicação (Rádio a Voz do Sertão), pois reconhece sua utilidade pública e o respeita como formador de opinião e instrumento de aproximação da comunidade com os poderes constituídos, tanto que, o próprio Governo Municipal é cliente da emissora e também faz uso do seu espaço para se comunicar com a população, logo, registra-se aí o apreço que tem pela emissora e por todos que a compõe.

2 – É estranho os dirigentes da Rádio dizerem ter sido pegos de surpresa sobre a decisão da Justiça, por diversos motivos, entre eles por que o Governo de Serra Talhada, desde agosto de 2013, negocia com os proprietários da Rádio a desocupação do terreno e explicando que a área será usada para construção de um CIE (Centro de Iniciação ao Esporte), um empreendimento do Governo Federal no valor de aproximadamente R$ 4 milhões, que trará benefícios para jovens de toda cidade, inclusive para jovens com deficiência, já que no local funcionará um Centro de Excelência Esportiva na preparação de novos talentos olímpicos e paraolímpicos. Mesmo com toda esta alegação, não conseguiu fazer com que os proprietários da emissora dessem sinais de que pretendiam resolver a demanda e ainda, a decisão judicial em favor da Prefeitura de Serra Talhada foi emitida para os interessados desde agosto passado.

3 – Diversas negociações verbais foram mantidas com os interessados (Prefeitura e dirigentes da Rádio A Voz do Sertão) e em todas as ocasiões a Prefeitura sempre acenou com a liberação de outro terreno para colocação da antena em questão. Em momento algum os dirigentes da Rádio demonstraram interesse em atender às solicitações do município.

4 – Preocupado em não perder o investimento do CIE e, diante da necessidade de apresentar ao Ministério do Esporte a titularidade de uma área onde será construído o equipamento, até o dia 15 do próximo mês de dezembro, sob pena de perder tal investimento, trazendo prejuízos incalculáveis para população, a Prefeitura, sem conseguir uma resposta favorável dos outros envolvido, não teve outra solução a não ser apelar para justiça, pois, cientes dos seus direitos, e certos de que busca o bem coletivo, acreditava, como de fato aconteceu, em uma decisão favorável.

5 – Por 37 anos o terreno foi usado em favor da Rádio “A Voz do Sertão”, sem ônus. Fruto de uma doação irregular, nunca concluída legalmente e, mesmo assim, o Governo do Município em momento nenhum se negou a disponibilizar uma outra área, provando o respeito que nutre pela emissora e pelo seu trabalho Não obtendo uma resposta em tempo hábil, e, antes que tal comportamento viesse prejudicar toda a população, apelou para os meios legais.

6 – O gerente da Rádio, Sr. Marcos Oliveira, juntamente com o secretário executivo de Esportes do município, Sr. Vinicius Feitosa, visitaram áreas onde instalar a antena. Na ocasião, o próprio gerente escolheu uma área que a prefeitura conseguiu liberar, no entanto, nem assim a transferência do equipamento foi feita, o que é lamentável, pois diante do que foi exposto, existe um prazo para que o município habilite-se no projeto do CIE e seria lamentável que se perdesse tal investimento por falta de definição de uma das partes envolvidas na questão.

7 – Mais uma vez, o Governo de Serra Talhada reitera seu respeito e admiração pela primeira emissora de Rádio do município, como também por todos os profissionais que fazem parte deste grupo de comunicação e tem certeza, por tudo que conhece de cada um, que também eles almejam e desejam a instalação do Centro de Iniciação ao Esportes em Serra Talhada, assim sendo, resta juntar forças para realização deste sonho, que passa pela boa vontade dos dirigentes da emissora.

8 – Estaremos sempre abertos ao diálogo e prontos a cumprir a legalidade. O Governo de Serra Talhada defende apenas os interesses da sua população, sem em momento algum pensar em prejudicar qualquer segmento da sociedade. Às vezes, na busca pela legalidade, algumas ações podem parecer mais duras, no entanto, o bem a ser alcançado é infinitivamente maior que os interesses individuais.

0

Odacy propõe conselho para acompanhar o Canal do Sertão

odacy amorim - foto rinaldo marques-alepe

O deputado Odacy Amorim (PT-PE) reuniu-se ontem com moradores do distrito de Rajada (Petrolina) para começar a discutir a construção do “Canal do Sertão”, obra que resolverá em definitivo o problema de água na região.

Como o Canal deverá passar pelas terras do distrito, Odacy, que nasceu lá, propôs a formação de um “conselho de nativos” para acompanhar a evolução da obra.

Na última semana, técnicos da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba) estiveram na área para iniciar o processo de delimitação das áreas e posteriormente, negociar futuras indenizações com a população nativa local.

“Minha maior preocupação é garantir as futuras gerações o desenvolvimento sustentável da região, por isso estivemos nesta reunião que marca o início do aprofundamento das discussões do projeto. A reunião teve a presença de muita gente da comunidade que estará atenta a todas as etapas do projeto e nós vamos acompanhar também de perto”, afirmou o parlamentar, futuro candidato a prefeito de Petrolina em 2016.

0

Pároco de Ingazeira critica uso das emissoras católicas para pedir votos contra Dilma

Padre Luizinho - reprodução internet

O padre da paróquia de Ingazeira, Luiz Marques, conhecido no Pajeú como “Padre Luizinho”, natural de São José do Egito, usou sua conta no “facebook” para criticar o uso das emissoras católicas para combater a reeleição da presidente Dilma Rousseff.

Em agosto deste ano, durante evento de que o editor deste Blog participou, lá mesmo em Ingazeira, o padre fez o seguinte alerta ao prefeito Luciano Torres (PSB):

“O candidato de vocês (Paulo Câmara) pode até ganhar a eleição aqui no Pajeú, mas o voto de Dilma ninguém tira. O povo pobre, que é maioria, votará nela de novo porque aprova os programas sociais do governo federal”.

Premonição de quem convive com o povo e sabe interpretar os seus sentimentos. Paulo Câmara, de fato, ganhou a eleição em Pernambuco com 68% dos votos válidos. Mas o candidato dele no segundo turno, Aécio Neves (PSDB), perdeu para Dilma em Pernambuco por 29% a 71%.

Veja o que o padre postou em seu “facebook”:

I) Terminada as eleições, passado o momento de tensões que é próprio desse tempo, no coração do poder político, Congresso Nacional e Poder Executivo, trava-se agora uma luta efervescente entre situação e oposição que também é normal num sistema democrático.

II) Gostaria apenas de expressar minha opinião e sentimentos que me despertaram durante o pleito sobre a atitude equivocada e pretensiosa de alguns sacerdotes que têm programas televisivos em redes católicas, rádios e também inserções em redes sociais, sobretudo aqueles que vivem ofuscados pelas luzes da fama efêmera e ilusória.

III) Refiro-me a canais de televisão de nossa Igreja que não ficaram atrás das demais emissoras que, orquestradamente, escolheram um lado, talvez pensando que o povo inteiro iria atender todos os seus apelos.

IV) Quando um sacerdote diz: “O católico que votar em D vai pro inferno”, outro que diz “onde estão as vozes proféticas do Brasil?”, outro diz ainda que “a Igreja está em perigo se ‘A’ não vencer e será uma grande perda para o Brasil”, etc.

V) Enfim, muitos desses meus colegas, através de pregações, declarações e postagens, usaram do aceno que ainda têm na mídia católica para que, de forma pretensiosa e com orientação teológica recheada de traços medievais, desassociados da realidade
realidade e do sentimento do povo, metessem medo nos que porventura escolhessem a candidata renegada por eles.
VI) A forma de como estes colegas se colocaram e logo era repetido pelo mesmo segmento nas redes sociais, leva-me a lembrá-los que eles não representam e nem expressam o modelo, o jeito e a identidade da maioria dos presbíteros brasileiros.

VII) Lembrem-se de que somos diversos, em lugares e comunidades com características incomuns a à de vocês.

VIII) Somos do Sertão do Pajeú, do semiárido nordestino, onde este povo ímpar em sua expressão cultural, religiosa e política tem inteligência e também tem seus pastores, em sua maioria nativos que estudaram como vocês, conhecem e estão em comunhão profunda com a Igreja e seus anseios atuais.

IX) Portanto, somos do mesmo tamanho. Talvez a diferença é por que muitos de vocês estão imbuídos do mundo da fantasia, embebidos pela luz das câmaras ou dos palcos, que basta serem apagadas que pode levá-los a uma profunda crise vocacional.

X) O lugar onde vivemos é o Brasil real. Quando um de vocês diz: “As vozes proféticas do Brasil se calaram”, tudo porque não se posicionaram diante dos casos de corrupção. Estão também equivocados, pois não existe nenhuma instituição no Brasil que, ao longo de seus 50 anos, tem combatido com todo vigor a falta de ética e de moral na política do país.

XI) Na verdade, o que não vemos é vocês e tais canais se empreenderem nessa luta que a CNBB, a OAB e vários movimentos eclesiais abraçaram. Logo percebo que a indagação do Padre Paulo Ricardo talvez fosse porque a Igreja do Brasil não tenha oficialmente recomendado votos ao candidato tucano (Aécio Neves).

XII) Não sou petista, não defendo nenhum partido. Em nossa história de Igreja aqui (no Pajeú) sempre nos opusemos à corrupção e à política pequena que instrumentaliza o povo. Mas nós, que convivemos diariamente com a realidade concreta do nosso povo, podemos diferenciar o tempo em que nossas Casas Paroquiais viviam constantemente cheias de pessoas atrás de comida, passagem, remédios, roupas, etc.

XIII) Isto não existe mais. E é falso dizer que só foi por causa do Bolsa Família. Os tantos programas, tais como Minha Casa, Minha Vida, Mais Médicos, Seguro Safra, Pronaf, Ciência sem Fronteira, cotas estudantis, FIES, etc, contribuíram para que este povo fosse incluído, considerado gente. Isto não é favor, é conquista de uma gente que há 500 anos vivia sob domínio dos coronéis, sem ter autonomia nem liberdade.

XIV) Existe corrupção, desvio de conduta, falta de ética (impregnada na formação do povo brasileiro), mas nossa Igreja, pelo menos a que está no Sertão do Pajeú, não está sendo conivente. Entretanto, os vários programas sociais implantados não são obras de ficção científica, eles existem. As pessoas nos últimos 12 anos têm o que nunca tiveram e é bom lembrar que aqueles que optaram por Dilma não foram só os contemplados com tais programas.

XV) Muita gente quer mudança, mas não necessariamente mudança de pessoa, os que queriam já foram do poder e não desenvolveram nenhuma política de inclusão verdadeira. Todas estas conquistas levaram o povo mais humilde dessa região a reconduzir a presidente Dilma ao poder. O que devíamos fazer? Ficar contra o povo de Deus, só para satisfazer o ego de alguns que têm um modelo de Igreja desassociado da realidade da vida do povo?

XVI) Não sou a favor da perpetuação no poder nem de um partido nem de um grupo. A alternância de comando é importante e fortalece a democracia, mas para que isso aconteça não basta só dizer que “vai pro inferno” quem votar em A ou em D.

tem que comer do que comemos,

tem que provar do que provamos,

tem que passar nessas estradas,

tem que andar com quem andamos,

tem que rezar, suar e crer

pra ver o dia amanhecer,

tem que amar o que amamos…

Fraternalmente seu colega, Padre como vocês, da Igreja que está no Sertão do Pajeú,

Pe. Luisinho

0

Senador eleito faz visita à Faculdade de Ciências Aplicadas de Petrolina

121114 - divulgação

O senador eleito Fernando Bezerra Coelho (PSB) fez uma visita protocolar, nesta quarta-feira, à Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape).

Ele prometeu ao diretor da instituição, Rinaldo Remígio, empenhar-se no Congresso no sentido de transformá-la num Centro Universitário.

Também foi objeto da conversa a gratuidade do ensino naquela autarquia a partir da ampliação do Proupe (Programa Universidade para Todos em Pernambuco).

Participaram da reunião o diretor executivo Romério Galvão, o diretor administrativo/financeiro Alessandro Brito e o deputado estadual eleito, Miguel Coelho (PSB).

A diretoria da Faculdade apresentou ao senador a estrutura, os cursos oferecidos pela instituição e as principais demandas.

Sobre a gratuidade do ensino, Fernando Bezerra Coelho declarou o seguinte: “Precisamos pensar na gratuidade de forma que não prejudique a autonomia da Faculdade. A Facape está à frente das demais autarquias no Estado justamente por manter o equilíbrio entre receita e despesa, trazendo benefícios para toda comunidade acadêmica. Essa autonomia poderia ser concretizada através da ampliação das bolsas do Proupe, que também era um sonho do ex-governador Eduardo Campos”.

Para que a Facape se transforme em Centro Universitário, é necessário ampliar sua estrutura com a construção de uma quadra poliesportiva e um novo auditório. A demanda vem sendo apresentada constantemente pelos diretores da autarquia.

0

Patriota está levando a sério a criação da Zona Franca do Semiárido Nordestino

Wilson Santiago Filho - foto Agência Câmara

O deputado Gonzaga Patriota (PSB) deu parecer favorável à PEC (Proposta de Emenda à Constituição) nº 19/2011, de autoria do deputado Wilson Santiago Filho (DEM-PB), que institui a Zona Franca do Semiárido Nordestino.

De acordo com o parlamentar pernambucano, Seminário do Nordeste tem 981 mil quilômetros quadrados, 1.134 municípios e cerca de 22 milhões de habitantes. Mas é atrasado economicamente por absoluta falta de industrialização.

Caso se transforme em Zona Franca, disse ele, poderá atrair centenas de empreendimentos que estariam de olho em seu enorme mercado consumidor.

Pelo projeto do deputado paraibano, Cajazeiras (PB) seria a sede da Zona Franca por estar a 100 km de distância de Juazeiro (CE), de Serra Talhada (PE) e de Mossoró (RN).

0

Delegação estrangeira desembarca nesta terça-feira em Petrolina

Guilherme Coelho - foto reprodução internet

Diplomatas da Alemanha, África do Sul, China, México, Tailândia, Malásia, Singapura e Filipinas desembarcam em Petrolina nesta terça-feira (11) para atualizar informações sobre o agronegócio no vale do São Francisco e incrementar as relações comerciais entre o Brasil e o exterior.

A visita faz parte do VI Programa de Imersão no Agronegócio Brasileiro, que será realizado entre os dias 11 e 14 de novembro.

Foi por intermédio do vice-prefeito de Petrolina, Guilherme Coelho (PSDB), que o vale do São Francisco foi incluído na programação de visitas.

Os diplomatas desembarcam em Petrolina no início da tarde e no dia seguinte viajarão para Fortaleza.

Consta da programação deles no vale visitas a fazendas produtoras de uva e manga, vinícolas e fábricas de sucos.

“A qualidade das nossas frutas já é conhecida internacionalmente. Precisamos estreitar a relação com outros países para impulsionar ainda mais a exportação dos nossos produtos”, afirmou Guilherme Coelho, que também é diretor da área internacional da Abrafrutas (Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados).

Por meio de apresentações e visitas técnicas em diferentes regiões do país, o programa divulga a excelência do agronegócio brasileiro, incluindo boas práticas produtivas, manejo sustentável da agroindústria e controle sanitário, além de proporcionar o estreitamento da relação do Ministério da Agricultura com representantes das delegações estrangeiras.

 

0

Ex-prefeito de Arcoverde oficializa rompimento com sua sucessora

Zeca Cavalcanti - divulgação

O ex-prefeito de Arcoverde e deputado federal eleito, Zeca Cavalcanti (PTB), divulgou uma nota, ontem, oficializando o seu rompimento político com a atual prefeita, Madalena Brito (PTB), eleita com seu apoio em 2012.

O rompimento começou a ocorrer em maio deste ano quando a prefeita abriu uma dissidência no partido e declarou apoio à candidatura de Paulo Câmara (PSB) ao Governo do Estado.

Confira a íntegra da nota:

I) Desde 2004, quando iniciamos nossa caminhada rumo à conquista da Prefeitura de Arcoverde, sempre nos mantivemos ao lado de um grupo político e das mesmas pessoas. Fomos candidato pelo então DEM, tendo como vice aentão secretária de Ação Social, Madalena Britto, também filiada ao DEM. Vencemos a eleição e, em 2006, apoiamos a candidatura de Mendonça Filho (DEM) a governador. Fiquei a onde estava, não rompi e nem mudei de lado.Os outros mudaram;

II) Em 2008 fomos reeleito com a maior votação da história de Arcoverde, com mais de 25 mil votos, desta vez já no PTB, e em demonstração de confiança e respeito mantivemos a nossa vice, mesmo tendo mais de 90% de aprovação e com intenções de voto na casa dos 80%, podendo escolher qualquer outro nome. Vencemos com 75% dos votos válidos;

III) Em 2010, todo o grupo unido lançou e elegeu, com a força do povo, Júlio Cavalcanti deputado estadual com cerca de 42 mil votos. Retomando uma cadeira na ALEPE para Arcoverde e região;

IV) Em 2011 iniciou-se o processo antecipado de nossa sucessão, com vários nomes colocados à mesa: o vereador Luciano Pacheco; a então vice-prefeita Madalena Britto; o ex-secretário de saúde Dr. José Ivan; o secretário de Finanças, Geovane Freitas; o ex-secretário de Desenvolvimento e hoje vice, Wellington Araújo; e o secretário de saúde, Dr. Adilson Valgueiro;

V) Todos postulavam a indicação confiante na aprovação de nosso governo, que indicava o apoio popular de mais de 90%, e nas pesquisas internas que indicavam que qualquer candidato por nós indicado, e com apoio de nosso grupo, venceria a eleição do ano seguinte, 2012, algo que também era sentido e dito pela população local.

VI) Em 2012, mais uma vez, por confiarmos plenamente, indicamos o nome da atual prefeita como a nossa candidata e a mesma obteve 72% dos votos válidos, amparado no sucesso do trabalho de nosso governo, como atestavam as pesquisas e a própria população, e a campanha que promovemos em todo o município em defesa de seu nome.

VII) Há menos de 15 dias de anunciar o apoio ao candidato socialista em 2014, a prefeita reafirmou em alto e bom som, em solenidade na cidade de Custódia, sua “fidelidade” e apoio ao senador Armando Monteiro e a união de nosso grupo; não cumpriu a palavra dada ao senador, nem conosco e nem com as pessoas que sempre estiveram juntas na caminhada que a fez prefeita em 2012;

VIII) Rompeu! Saiu do caminho que seguíamos e que sempre estivemos juntos. Em nenhum momento de nossa campanha fomos convidados, convocados ou mesmo chamados para participar de qualquer ato de campanha encampado pela Sra. Prefeita e seus próximos, até porque não promoveu nenhum ato neste sentido. Ao invés disso, promoveu a maior perseguição política contra pessoas e amigos comuns, que ajudaram em nossas eleições e na própria eleição dela, exonerando dos cargos apenas porque seguiram nossa campanha, a campanha de Zeca, de Júlio e de Armando Monteiro.

IX) Arcoverde já soube dizer não a grupos familiares que buscaram fazer da Prefeitura seu recanto para crescer sob o manto de “defensores do povo e de Arcoverde”. Com a força do povo, que sempre acreditou em nosso trabalho, fomos eleitos com mais de 97 mil votos para Zeca Cavalcanti e mais de 47 mil votos para Júlio Cavalcanti, em todo o estado, graças a força de nossa militância, amigos e companheiros de luta.

X) Não nos preocupa 2016, nem em termos de nomes, nem em termos de votos. O que nos preocupa é o presente e o futuro de Arcoverde, e de toda a nossa região, que via construir um grande momento de união, trabalho e desenvolvimento com a eleição de um deputado federal após mais de 30 anos, rompido por questões meramente pessoais por parte da Chefe do executivo local. Quem está preocupada com 2016 pelo visto é a própria prefeita que dividiu a cidade em duas: à favor ou contra ela. Somos a favor de Arcoverde, de seu povo e de nossa região.

XI) Aos mais de 144 mil eleitores arcoverdenses e pernambucanos que confiaram seu voto nos nomes de Zeca e Júlio, deixamos a certeza de que, ninguém, mesmo em se achando detentora do poder, que é transitório, vai interromper o ciclo de desenvolvimento de nossa terra e nossa região. Vamos unir esforços, com o senador Armando Monteiro, a presidente Dilma e com outras forças políticas de nossa cidade, a sociedade civil organizada e a população para que Arcoverde não pare, não volte ao tempo em que a imposição era a regra da democracia; a perseguição, o talento dos poderosos; e a desunião, a prática de grupos familiares que sempre atrasaram o desenvolvimento de nossa terra em detrimento de seus próprios interesses.

Zeca Cavalcanti
Deputado Federal eleito pelo PTB

Júlio Cavalcanti
Deputado Estadual pelo PTB

0

Petrolina emprega mais do que desemprega, dizem os dados do Gagep

julio lossio - reprodução facebook1

Dados do Gagep (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados hoje (30) indicam que no mês de setembro os índices de admissão em Petrolina superaram os de demissão em todos os setores pesquisados pelo órgão.

O segmento que mais teve acréscimo no número de abertura de postos de trabalho foi de agronegócios, que contabilizou 61,8% de admissões, ante 38,2% de desligamentos. Vieram em seguida o setor do comércio, serviços e construção civil.

De acordo com o presidente da Cooperativa Agrícola de Produtores de Uva, Edis Matsumoto, o saldo positivo de empregos na cidade pode ser atribuído ao período de safra e exportação de frutas no Vale do São Francisco, que garante a empregabilidade de centenas de pessoas para suprir a demanda de serviço.

De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Agrário, Jorge Assunção, os números indicam a importância do agronegócio para a economia da cidade.

“Temos na cidade uma série de projetos, desenvolvidos pelo prefeito Júlio Lossio (PMDB), que também são responsáveis por promover esse crescimento, especialmente na área da construção civil, estimulado com as mais 13 mil moradias contratadas pela Prefeitura por meio do programa Minha Casa, Minha Vida”, afirmou Jorge Assunção.

0

Carreata e carro de som estão liberados neste sábado

inocencio_oliveira_1_foto_edson_santos

Encerrou-se nesta sexta-feira (24) a propaganda eleitoral gratuita veiculada no rádio e na televisão, mas carreatas, sem comício, poderão ser feitas até este sábado.

Aproveitando essa liberalidade da legislação, o deputado Inocêncio Oliveira (PR) estará em Serra Talhada, sua terra, para participar de uma carreata pró Aécio Neves (PSDB), motivo de sua destituição da presidência do PR em Pernambuco porque o partido, em nível nacional, está apoiando Dilma Rousseff (PT).

Esta sexta também é a data-limite para a divulgação de propaganda eleitoral paga na imprensa escrita e a realização de debates políticos, que deverão se encerrar antes da meia noite.

A TV Globo promoveria a partir das 22h um debate com Dilma Rousseff e Aécio Neves.

No segundo turno das eleições, neste domingo (26), cerca de 143 milhões de eleitores estão aptos a votar para presidente da República e governadores de 13 estados e do Distrito Federal. Apesar do horário de verão nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a votação será feita das 8h às 17h, obedecendo ao horário local.

Com o horário de verão, o Acre passou a ter três horas a menos em relação ao horário de Brasília. Por isso, a divulgação dos números das eleições para presidente da República começará às 20h (de Brasília). Os resultados para governador nos 13 estados e no DF serão conhecidos logo após o encerramento da votação.

0

Ministros de Dilma “testam” bombeamento da transposição na cidade de Floresta

Francisco Teixeira assume como ministro interino da Integração

Os ministros Francisco Teixeira (Integração) e Miriam Belchior (Planejamento) estiveram hoje (22) na cidade de Floresta (PE) para inspecionar as obras de transposição das águas do rio São Francisco.

Na última segunda-feira, foram iniciados os testes de bombeamento da água, cumprindo o cronograma oficial de andamento das obras.

Até o final deste ano, segundo eles, o canal leste entrará em operação, “o que significa que os sistemas, os equipamentos e as estruturas estão em preparação para a futura operação comercial”.

Conforme o ministro da Integração, trata-se de uma obra que tem uma simbologia muito grande para os Estados do Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Paraíba.

“A obra avançou bastante e para nós é uma felicidade ver esse primeiro teste de bombeamento e 15 quilômetros de canais com água correndo”, disse a ministra do Planejamento.

A obra da transposição esteve presente na propaganda eleitoral gratuita tanto de Dilma Rousseff (PT) quando de Aécio Neves (PSDB).

Dilma apresentou a obra como sendo de salvação para a questão da falta de água na região Nordeste e Aécio criticou a duplicação do seu custo e o atraso do cronograma.

Pela nova promessa do governo, a obra estará totalmente concluída em dezembro de 2015, mas ninguém acredita nisto. Atualmente, 66,1% das obras foram concluídas.

Atualmente, 11.493 operários trabalham na sua construção. São 4.101 máquinas em operação ao longo dos 477 km de extensão das obras.

Até junho de 2015, segundo o Ministério da Integração, deverão estar concluídas as obras até os reservatórios de Jati (CE) e de Moxotó (PE), que totalizam cerca de 300 km de canais.