0

Odacy ainda acredita numa “revolução silenciosa” em Petrolina

Odacy Amorim - foto Roberto Soares -Alepe

Segundo colocado, de acordo com a última pesquisa do Ibope, na corrida eleitoral pela prefeitura de Petrolina, o deputado Odacy Amorim (PT) ainda crê numa “revolução silenciosa” até o final desta semana, que irá colocá-lo na dianteira do processo, deixando o atual líder, Miguel Coelho (PSB), em segundo lugar.

“Sinto nas ruas por onde tenho passado essa vontade, esse sentimento, uma revolução silenciosa de querer depositar a confiança em nossas propostas. Estamos numa eleição polarizada e sabemos que o povo de Petrolina está com esse sentimento de eleger o nosso projeto. Estamos animados e continuando no ritmo da vitória, que está próxima”, disse o candidato do PT.

Ele disse que administrou o município por dois anos (2007-2008) mas não teve como disputar a reeleição no PSB (seu então partido) porque foi derrotado na convenção pelo deputado federal Gonzaga Patriota (PSB).

“Agora tenho sentido que o povo de Petrolina quer me dar a oportunidade de concluir o que comecei nos dois anos como prefeito, e que foi aprovado pela maioria da população”, acrescentou.

Ontem, os candidatos Odacy Amorim (PT), Edinaldo Lima (PMDB), Adalberto Cavalcanti (PTB) e Perpétua Rodrigues (PSOL) acusaram a TV Grande Rio, afiliada da Rede Globo, de “estelionato eleitoral” por supostamente estar sonegando as inserções a que têm direito para favorecer a candidatura do deputado Miguel Coelho (PSB).

A TV Grande Rio é de propriedade de familiares do candidato do PSB, que pela primeira vez está contando com a simpatia dos seus dirigentes.

De acordo com esses quatro candidatos, que apareceram juntos numa coletiva de imprensa, à qual também compareceu o prefeito Júlio Lossio (PMDB), que apoia Edinaldo Lima, a TV Grande Rio deixou de exibir cerca de 200 inserções de Adalberto Cavalcanti (o equivalente a 100 minutos) e cerca de 120 do candidato do PMDB.

De acordo com o prefeito Júlio Lossio, uma representação conjunta será feita a Justiça Eleitoral para que o caso seja investigado e os responsáveis, punidos.

0

Armando sai de Araripina empolgado com a campanha de Raimundo Pimentel

250916-divulgacao

O senador Armando Monteiro (PTB) fez um giro pelo interior neste final de semana e voltou de Araripina muito empolgado com a campanha do ex-deputado Raimundo Pimentel (PSL).

No sábado, o senador passou por seis municípios dos sertões do São Francisco e do Araripe, priorizando Araripina (Raimundo Pimentel) e Petrolina (Adalberto Cavalcanti).

“Foram atos carregados de grande simbolismo. A gente sente essa vibração nas pessoas, o engajamento, a militância aguerrida nas ruas, e isso tem que ser triplicado nessa última semana de campanha. Quero ampliar a parceria com esses companheiros a partir do dia 1º de janeiro de 2017, lá no Senado, para trabalharmos juntos, fazendo projetos e trazermos os recursos federais de que esses municípios tanto precisam. Mas para isso é preciso fazermos escolhas certas, agora, no dia 2 de outubro”, disse o senador pernambucano.

Ele iniciou o segundo périplo pelo Sertão em Petrolina, onde participou de caminhada e comício do deputado federal Adalberto Cavalcanti (PTB), que é candidato a prefeito e está na terceira colocação, segundo o Ibope, perdendo para Miguel Coelho (PSB) e Odacy Amorim (PT).

Em seguida, visitou cinco municípios do Araripe. Em Trindade, se reuniu com lideranças políticas que apoiam a candidatura de Helbinha de Rodrigues (PSL). Em Bodocó, esteve com o candidato Túlio Alves (DEM), em Exu, com o ex-prefeito Jailson Bento (PTB) e em Ipubi com Valdemar Filho (PMDB).

O evento de Araripina reuniu milhares de pessoas, sendo Raimundo Pimentel o candidato favorito porque está à frente em todas as pesquisas. O vice é o vereador Bringel Filho (PSDB).

Neste domingo, o senador fez uma caminhada em São Lourenço da Mata com o candidato Bruno Pereira (PTB) e outra em Camocim de São Félix, com o prefeito Uilson de Teté (PTB), que disputa a reeleição.

A agenda foi encerrada em Santa Cruz do Capibaribe, onde participou de uma grande caminhada, seguida de comício, do candidato Fernando Aragão (PTB), que enfrenta o prefeito e candidato à reeleição Édson Vieira (PSDB).

0

Clássico em Floresta entre um “Novaes” e um “Ferraz”

Rorró Maniçoba - reprodução internet

Mais uma vez no município de Floresta, no sertão pernambucano, a prefeitura está sendo disputada entre um representante da família “Novaes” e outro da família “Ferraz”.

O candidato Obadias Novaes (PSD) é apoiado pela prefeita Rorró Maniçoba (PSB), pelo deputado estadual Rodrigo Novaes (PSD), pelo deputado federal Kaio Maniçoba (PMDB) e pelo governador Paulo Câmara (PSB).

Ele é procurador no Estado de Alagoas e aceitou o convite do seu grupo político para disputar a prefeitura.

Embora nunca tenha disputado uma eleição, Obadias vem tendo um bom desempenho na campanha eleitoral e, segundo assessores do deputado Kaio Maniçoba, “é o franco favorito para ganhar a eleição”.

O candidato da oposição é o ex-vereador (três vezes), ex-vice-prefeito (duas vezes) e ex-prefeito (uma vez) Ricardo Ferraz (PRB). Ele largou em 1º nas pesquisas mas teria perdido terreno nesta reta final de campanha para seu principal opositor.

Há um segundo “Novaes” na disputa, Rinaldo, candidato pelo PT, mas não ameaça nenhum dos outros dois. A eleição está polarizada e “terceira força” no município não se consolidará.

0

Neco vai a Petrolina conhecer o principal programa de Júlio Lossio

030816 - divulgação

Por sugestão do deputado Lucas Ramos (PSB), que está apoiando sua candidatura a prefeito de Jaboatão, o vereador Manoel Neco (PDT) visitou nesta quarta-feira (3) em Petrolina o principal programa social do prefeito Júlio Lossio (PMDB) – o “Nova Semente”.

Trata-se de um modelo de creches-escola com a finalidade de levar cidadania a todos os bairros da cidade.

O pedetista conversou com os gestores do programa bem como com o prefeito Lossio. Ele percorreu várias unidades do programa e ficou impressionado com a qualidade do serviço ofertado, pois em Jaboatão, segundo contou, não existe nada sequer parecido.

“Não existe dificuldade, o programa é completamente viável para o nosso município. É só uma questão de vontade política e compromisso com a educação”, disse o candidato do PDT.

Lucas Ramos, embora filiado ao PSB, não apoiará o candidato do partido em Petrolina, que é o deputado Miguel Coelho.

O Nova Semente já conta mais de 148 creches na cidade, entre as zonas urbanas e rurais, com mais de 8 mil crianças atendidas. “ É um programa inovador, que já serve de modelo para outras iniciativas semelhantes espalhadas pelo País. Dando a oportunidade de suas crianças terem um futuro melhor, Petrolina terá um futuro muito melhor.” destacou Lucas Ramos.

Habitação – Acompanhada pela secretária de habitação do município, Ednalva Gomes, a comitiva de Neco também conheceu o Residencial Vivendas, um dos maiores conjuntos habitacionais do Nordeste, que já contemplou 2.432 famílias, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida, e o Condomínio Vila Real, onde vivem 496 famílias.

0

PSB de Petrolina lançará candidatura de Miguel Coelho no próximo dia 1º

Miguel Coelho - foto Alexandre Justino

O PSB de Petrolina marcou para o dia 1º de julho próximo o lançamento da candidatura do deputado estadual Miguel Coelho à sucessão do prefeito Júlio Lossio (PMDB).

O governador Paulo Câmara estará presente a este lançamento, assim como os presidentes nacional e estadual do partido, Carlos Siqueira e Sileno Guedes, respectivamente.

Antes, o governador Paulo Câmara tentará quebrar as resistências dos deputados Gonzaga Patriota (federal) e Lucas Ramos (estadual) que, mesmo pertencendo ao PSB, se recusam a apoiar a candidatura de Miguel Coelho.

Patriota tem afirmado que pretende apoiar um candidato “para ganhar” e não o filho do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), que, em sua opinião, “nem decolou (nas pesquisas de opinião) e nem vai decolar”.

Nesta quinta-feira (9), Miguel Coelho enviou ofício ao governador Paulo Câmara pediu para aumentar de 28 para 35 anos a idade limite para ingresso na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros.

Segundo ele, “não faz sentido” que em Estados como Alagoas e Paraíba o limite seja de 30 anos, e em Pernambuco 28.

“Em outros tempos, poderia até ser razoável pensar assim, mas hoje, com tantos avanços na tecnologia e na medicina, esse critério da idade está defasado. Portanto, seria importante ampliar esse limite e proporcionar essa oportunidade para mais pessoas”, disse o representante do PSB.

0

Odacy lança o “debatendo” para fazer contraponto à “Agenda 40”

Odacy Amorim - foto Roberto Soares -Alepe

O deputado Odacy Amorim, pré-candidato do PT à prefeitura de Petrolina, lançou o movimento “Debatendo Petrolina” para fazer contraponto à “Agenda 40” do deputado Miguel Coelho, o pré-candidato do PSB.

Neste sábado (4), Odacy estará no bairro de João de Deus para debater com a população os principais problemas do município. Semana passada ele esteve no bairro de Santa Luzia.

O evento terá início às 19h no Clube Vitória Eventos (Rua 1, nº 54). Na reunião anterior, cerca de 150 pessoas participaram, o que animou o pré-candidato.

Com mais de 30 mil moradores, o bairro João de Deus é um dos mais populosos de Petrolina.

“É um bairro de grande importância para a cidade e para a nossa atuação política. Cresceu muito nos últimos anos, transformando-se numa verdadeira cidade”, disse o deputado.

Já o PSB de Surubim fará sua “Agenda 40” neste sábado, no clube do Banco do Nordeste, para indicar oficialmente Ana Célia Farias como candidato do partido à sucessão do prefeito Túlio Vieira (PT).

A primeira opção do PSB era o deputado estadual e secretário de Agricultura, Nilton Mota, que declinou.

0

Priscila elogia gestão de Lossio e Daniel critica o presídio Aníbal Bruno

310516- Foto Cecilia Sá Pereira

A deputada Priscila Krause, pré-candidata do DEM à Prefeitura do Recife nas próximas eleições, esteve em Petrolina nesta terça-feira (31) para conhecer a principal obra social do prefeito Júlio Lóssio (PMDB): o programa “Nova Semente”.

Segundo ela, a capital do vale do São Francisco “está dando exemplo em vários setores, especialmente na atenção à educação infantil. O que estou aprendendo aqui orgulha Pernambuco e deve, com as adaptações locais, ser reprisado em vários outros municípios do Brasil afora”.

Além da unidade do “Nova Semente” no bairro de Jardim Petrópolis, a deputada conheceu também o aterro sanitário, uma biblioteca pública, uma unidade de atenção básica de saúde e um conjunto habitacional que será inaugurado com mais de 900 habitações.

“O mais importante é ter os pés no chão e a humildade de não querer inventar a roda. Tem muito exemplo exitoso por aí que podemos adaptar perfeitamente à realidade do Recife”, disse a deputada, que foi ciceroneada na cidade pelo próprio prefeito.

Enquanto isso, na Câmara Federal, o também pré-candidato a prefeito, deputado Daniel Coelho (PSDB), fez duras críticas à situação em que se encontra o Complexo Prisional do Curado, antigo Presídio Aníbal Bruno.

Segundo ele, “além da situação caótica em que se encontra o local, agora os presos estão utilizando celulares para se fazer passar por parlamentares, conforme foi identificado pela Polícia Legislativa da Câmara Federal”.

“Trata-se de uma unidade que se encontra superlotada e que em passado recente revelou tristes episódios, inclusive com uma fuga após a explosão de uma bomba em uma via pública do Recife. Tivemos ainda o triste momento em que o secretário de Justiça e Direitos Humanos (Pedro Eurico, do mesmo partido do parlamentar), responsável pelo sistema prisional do Estado, declarou em audiência pública (na Assembleia Legislativa) que falava por telefone com presos”, afirmou Daniel Coelho.

“Nas duas últimas semanas, essas quadrilhas que atuam no Aníbal Bruno envergonham o Estado de Pernambuco também aqui na Câmara dos Deputados. Pessoas têm ligado de dentro do presídio para parlamentares da Casa como se fosse um de nós, passando-se por mim e por outros parlamentares da bancada. A Polícia Legislativa confirmou isto, ou seja, que as ligações vinham de dentro do presídio. Hoje (31) chegaram a marcar um falso encontro com um parlamentar, mas que, por sorte, entramos em contato e ele não ocorreu”, afirmou.

Ele cobrou do governador Paulo Câmara que não fique omisso diante da situação.

“Já ficamos extremamente preocupados quando o secretário de Justiça disse que falava por telefone com presos que estão naquela unidade. Ou seja, o Estado tem ciência de que, mesmo sendo contra a lei, detentos daquela unidade estão se utilizando de telefones celulares e mesmo assim não tomou medidas duras”, afirmou.

0

Câmara de Itapetim reajusta em 87,5% os susbsídios dos vereadores, mas prefeito veta

Arquimedes Machado - reprodução internet

A Câmara Municipal de Itapetim reajustou em 87,5% os subsídios dos vereadores para a próxima legislatura (2017-2020), elevando-os de R$ 4 mil para R$ 7.500,00.

Na mesma resolução, o prefeito Arquimedes Machado (PSB) teve os seus vencimentos reajustados de R$ 8 mil para R$ 15 mil, mas vetou o projeto.

A propósito, o advogado e poeta Saulo Passos, que é filho de lá, enviou ao Blog o seguinte artigo:

 É lei sim, porém imoral e, portanto, sombria

A mesa da Câmara de Vereadores de Itapetim apresentou um projeto de resolução aumentando os subsídios deles próprios e do prefeito em 87,5%, ou seja, os vereadores passariam dos R$ 4.000,00 para R$ 7.500,00 e o prefeito dos R$ 8.000,00 para R$ 15.000,00. Submetido à votação, com a exceção do voto de Mário José, o projeto foi aprovado a semana passada. O prefeito, que é candidato à reeleição, para não ficar feio no retrato, vetou o projeto.

O veto levado à apreciação de suas excelências, como já era esperado, fora derrubado pelos próprios interessados, o único voto destoante fora o de Mário José, líder da oposição, que votou a favor do veto, concordando com o prefeito, mas, sobretudo, em defesa do povo, pois esse é o papel primordial daquele que o representa em assembleias.

Nesse ponto, deve ser observada a postura do nobre líder da oposição, vereador Mario José, pela posição correta e responsável por que se pautou agora e vem se pautando em todo exercício do mandato. Não se concebe que uma cidade do nosso porte, sem recursos próprios para sequer se manter, se dê ao luxo de conceder um aumento “salarial” desse tamanho, onde nenhuma classe de trabalhadores do País teve aumento que chegasse ao patamar dos 10%, até porque a situação econômica e atual da nação não oferece lastro para isso, revelando-se numa medida tosca e irresponsável por parte de suas excelências.

Destaque-se, por ilustração, que numa cidade riquíssima como Londrina, no Paraná, com quase 500.000 habitantes, a Câmara de vereadores concedeu o reajuste de 11%. Mesmo assim, há uma pressão popular para reduzir os valores dos subsídios para que se adequem à crise nacional.

Voltando ao nosso caso, pior que a irresponsabilidade da nossa edilidade é a imoralidade clara e transparente do conteúdo da lei ali votada e aprovada. Observe, gente! O que se chama legislar em causa própria ou fazer lei para se beneficiar foi realmente o que aconteceu no fatídico dia de ontem (30/05).

Aumentar o pão da própria mesa com o dinheiro do povo, pode até virar lei por aqueles que a promulgam, porém se torna um ato repugnante e moralmente inaceitável aos princípios éticos e morais da sociedade. O vereador está sentado ali para representar o povo, para proteger o povo contra os assédios do executivo, por isso suas atribuições fiscalizatórias contra atos do prefeito.

O vereador tem como dever precípuo cuidar do erário e não fazer leis, que são verdadeiras calhas, por onde desaguem o dinheiro diretamente para seus bolsos, ocultados por trás do Poder de dispor sobre elas. A lei quando tem conteúdo imoral, a semelhança desta, tem o gosto amargo da ditadura, as lapadas do chicote e o sentimento de impotência de um povo, em especial, daqueles que a lei não ultrapassa o batente de suas portas para favorecê-los, mas tão somente quando é para puni-los.

Como diria o poeta Rogaciano Leite: “…E a lei, mulher feliz que dorme a tantos anos, não acorda pra ver quanta injustiça existe”. É, portanto, uma lei sonâmbula, em que suas excelências a sacode, vira de cabeça para baixo e molda a seu próprio gosto como fazia o mestre Vitalino com seus bonecos, só que, diferente daqueles, o mestre o fazia com amor e arte, aqueles o fazem com desrespeito e arrogância sem limites, arrotando Poder por todos os poros, sem dar satisfação a ninguém.

Há poucos dias, uma dessas excelências aparecia aqui mesmo no Facebook para denunciar desmandos do executivo e algumas outras coisas fora de propósito para fazer média com o povo, entretanto quando foi para votar contra o povo e a favor de seu bolso, silenciou. Até agora não deu seu ar de graça por aqui. Espero que ele se manifeste.

Na verdade, os vereadores deveriam exercer o cargo, gratuita e voluntariamente, em cidades do nosso porte, à semelhança da Proposta de Emenda à Constituição nº 35/2012, neste sentido, do Senado. Uma medida mais que justa e que evitaria a feitura de leis sem a formalidade inerente a sua legitimidade. Se a PEC for promulgada, quero contar quantos candidatos a vereador essas cidades vão apresentar em cada pleito. Mas enquanto não tivermos a PEC inserida na Lei Magna, vamos continuar assistindo a esses mesmos filmes protagonizados pelas suas excelências nos legislativos municipais dos rincões do Nordeste.

E quando se fala em legislar de costas para a moralidade é porque visam-se benefícios espúrios e escandalosos. No caso em tela, o time dos senhores vereadores da atualidade, neste pleito em Itapetim, objetiva exclusivamente a RENOVAÇÃO de mandato por mais 4 anos – até que se prove o contrário -, pois pelo que se sabe, in oris omnis, é que todos eles são candidatos à reeleição, pleiteando, mais que tudo, o pomposo reajuste de seus subsídios fixados e votados pelos cifrões de suas consciências, contra o time do povo.

Não custa, contudo, lembrar a máxima do futebol: “o time dos vereadores já cobrou o escanteio e vai correndo até a área para fazer o gol de cabeça”. Resta saber se o time do povo vai deixar acontecer o gol, concedendo-lhes, por meio do voto, mais um mandato de ouro.

0

Barragem de Ingazeira está com 70% de suas obras concluídas

270516 - divulgação

A barragem do município de Ingazeira, a última a ser construída no leito do rio Pajeú, está com 70% de suas obras concluídas e deverá ser inaugurada ainda este ano.

A previsão foi feita pelo deputado federal Ricardo Teobaldo (PTN), que visitou o canteiro de obras na manhã desta sexta-feira (27). Esta obra foi iniciada há mais de 10 anos por uma construtora que faliu e retomada pelo Dnocs em 2014.

“Essa é uma obra que acompanho e cobro de perto. A conclusão trará diversos benefícios para a região. Teremos uma melhora significativa na qualidade de vida da população, promovendo um maior desenvolvimento local. Além disso, colocará o Sertão do Pajeú em outro patamar econômico”, declarou o parlamentar.

A barragem fica situada entre os municípios de Ingazeira e Tuparetama e terá capacidade para acumular 48,7 milhões de metros cúbicos d’água.

Orçada em R$ 42 milhões, reforçará o abastecimento d’agua nos municípios de Ingazeira, São José do Egito, Tabira e Tuparetama.

0

Bandidos arrombam a delegacia de polícia de Jatobá

Áureo Cisneiros -- reprodução Facebook-

O Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis) informou nesta segunda-feira (23) que bandidos armados de revólveres arrombaram a delegacia de polícia do município de Jatobá (sertão de Itaparica) no último final de semana.

No entanto, segundo o presidente Áureo Cisneiros, não roubaram nada do local. Arrombaram o prédio, que estava sem policiais de plantão, apenas para “desmoralizar”.

Ele disse também que o que facilitou o arrombamento foi o fato de a delegacia não funcionar nos finais de semana. Ela fecha na sexta-feira às 18h e só abre na segunda-feira às 8h.

“Esta situação é inadmissível. Estruturas precárias como essa da delegacia de Jatobá não é consequência da crise econômica, é má gestão mesmo. Nós do Sinpol avisamos que se alguma tragédia acontecer com algum policial civil por conta desta irresponsabilidade, vamos responsabilizar diretamente o governador Paulo Câmara”, disse o presidente do Sinpol.