0

O Araripe ainda em busca de um deputado federal

Coluna Fogo Cruzado – 23 de junho

Socorro Pimentel obteve 16 mil votos em Araripina para a Assembleia Legislativa

Com cerca de 300 mil eleitores e municípios importantes como Araripina, Ouricuri, Bodocó e Trindade, o Sertão do Araripe nunca elegeu um filho de lá para a Câmara Federal. Sempre votou em candidatos de outras regiões, especialmente do São Francisco. Para as eleições de 2018, todavia, governo e oposição estão motivados para lançar um candidato da terra. O senador Armando Monteiro, virtual candidato da Oposição ao Governo do Estado, poderá lançar a deputada estadual Socorro Pimentel, esposa do ex-deputado e prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel. O problema é convencer outros prefeitos da região a votarem nela, que saiu de sua cidade para a Assembleia Legislativa com 16 mil votos. Já o governador Paulo Câmara ainda está à procura de um candidato. Mas há pelo menos um nome no PSB que topa a parada: Alexandre Arraes, ex-prefeito de Araripina e casada com a deputada estadual Roberta Arraes.

Vitória no Araripe

Como candidato ao governo estadual em 2014, o senador Armando Monteiro (PTB) foi amplamente vitorioso no Sertão do Araripe. E poderá repetir a mesma performance em 2018 com o firme e decidido apoio do prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel (PSL), um dos maiores e melhores lideres políticos da região. O qual, aliás, já está engajado na campanha.

Cerco – Para tentar enfraquecer a liderança do prefeito Raimundo Pimentel (PSL) no Araripe, os estrategistas de Paulo Câmara estão tentando atrair para o palanque do governador o vice-prefeito de Araripina Emanuel Bringel Filho (PSDB) e os prefeitos de Bodocó e Ouricuri, Túlio Alves (DEM) e Ricardo Ramos (PSDB), respectivamente.

Dúvida – Pai do prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira (PR) e do deputado estadual André Ferreira (PSC), o ex-deputado Manoel Ferreira analisa a hipótese de disputar novamente um mandato de deputado estadual. Caso vá, o filho, André, disputará vaga na Câmara Federal.

Filiação – Sucedâneo do PTN, o partido “Podemos”, que será lançado oficialmente em Brasília, dia 1º de julho, aguarda, ansiosamente, a filiação do senador Álvaro Dias (PR) e do advogado Antonio Campos (PE). O senador, que já foi governador do Paraná, transitou pelo PMDB, PSDB e PV. E só se filiará ao “Podemos” se for para ser candidato a presidente da República.

São João – Ainda em São Paulo, onde está cuidando da saúde, o prefeito de Goiana, Osvaldo Rabelo Filho (PMDB), resolveu fazer o São João do município, mas apenas com artistas locais. Trazer artistas como Wesley Safadão, que cobrou R$ 450 mil para cantar em Carpina no próximo dia 28, nem pensar! A festa começou ontem e irá até o próximo dia 1º.

Ele vem aí – Já se pode ver aos montes nas ruas de Araripina (PE) e Juazeiro (CE) veículos trafegando com adesivos, no vidro traseiro, “Bolsonaro 2018”. É a consequência, hoje, do desgaste do PT e do PSDB.

Senado – Mendonça Filho (DEM), dizem alguns de seus amigos, gostaria de ser senador em 2018. Mas se por acaso não achar espaço deverá disputar a reeleição com apoio, em Caruaru, da prefeita Raquel Lyra (PSDB). Os dois fizeram uma dobradinha no município em 2014, mas nada muito explícito.