0

Compesa apresenta PPP do Saneamento para empresários britânicos

O presidente da Compesa, Roberto Tavares, apresentou em Londres nesta segunda-feira (20) o modelo da PPP do Saneamento adotado pelo Governo do Estado visando a resolver o problema do esgotamento sanitário em todos os municípios da área metropolitana do Recife, além de Goiana.

A apresentação foi feita no Ministério de Comércio Exterior e contou com a presença de representantes de empresas inglesas interessadas na ampliação de sua presença no Brasil.

Até a próxima sexta-feira (24), haverá debates sobre esta matéria e o presidente da Compesa espera convencer empresários britânicos a investirem em Pernambuco.

Ele falou sobre o programa “Cidade Saneada”, maior parceria público-privada em andamento hoje no Brasil. A intenção da Compesa é replicar esse modelo para o interior do Estado, acelerando a universalização desse tipo de serviço.

0

Presidente da Compesa cumpre agenda em Londres nesta segunda-feira

O presidente da Compesa, Roberto Tavares, cumprirá agenda em Londres (Inglaterra) nesta segunda-feira (20).
Ele vai participar do World Water-Tech Innovation Summit, um dos principais eventos mundiais da área de saneamento, ocasião em que apresentará a empresários do Reino Unido o modelo do programa “Cidade Saneada”, a maior PPP (Parceria Público Privada) do setor ora em andamento em Pernambuco e também no Brasil.
A conferência se prolongará até a próxima quarta-feira, mas Tavares permanecerá em Londres até a sexta (26) para cumprir compromissos agendados pelo Consulado Britânico com investidores internacionais da área de saneamento.
Roberto Tavares vai tentar atrair parceiros privados para Pernambuco, considerando que o Reino Unido é um país que tem larga tradição nesse setor.

O presidente da Sabesp, Jerson Kelman, representantes do BNDES, além de consultorias brasileiras que atuam no setor do saneamento, também participarão do evento em Londres.

0

Humberto Costa vai a Israel em viagem oficial

O senador Humberto Costa (PT-PE) viajará para Israel neste domingo (19) a fim de visitar a sede das instituições do país e conhecer o processo de paz com os palestinos. O petista pernambucano viajará a convite das autoridades daquele país.

Após desembarcar em Tel Aviv, o senador terá audiência com líderes da oposição no parlamento israelense, com o juiz da Suprema Corte, Saleem Jubran, com representantes do Ministério das Relações Exteriores e com o tenente-coronel do Exército Avital Leibovich.

Além disso, se reunirá também com representantes das áreas de direitos humanos, segurança nacional, tecnologia e estratégia cibernética.

Depois, o senador se deslocará para a faixa de Gaza e para a fronteira com a Síria, hoje uma das regiões mais conflagradas do mundo.

O senador vai aproveitar a visita para conhecer também o processo de dessalinização da água do mar, em que Israel é referência mundial.

No último dia da viagem, na próxima quinta-feira, o senador pretende visitar o Museu do Holocausto Yad Vashem. Ele retorna ao Brasil na sexta-feira (24).

0

Em Davos, Fernando Filho soube que tinha sido capa da revista “Full Energy”

O ministro das Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, soube nesta quarta-feira (18), em Davos (Suíça), onde está participando do Fórum Econômico Mundial como um dos representantes do Brasil, que fora capa deste mês da revista “Full Energy”, a mais importante publicação do setor energético no Brasil.

Na entrevista que concedeu ao veículo, o jovem ministro pernambucano afirma que “o nosso desafio é retomar a atração de investimentos para o nosso país e  recuperar a confiança no setor para que possamos melhorar e ampliar a oferta de energia”.

Nesta quarta-feira, em Davos, Fernando Filho participou como debatedor da mesa “Desencadeando o Poder da Quarta Revolução Industrial no Sistema Energético”, exclusiva para ministros de energia e CEOs de empresas desse segmento.

Além dele, também está no Fórum Econômico Mundial o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, alvo da imprensa internacional devido à situação de crise em que o Brasil se encontra.

0

Ministro Fernando Filho viaja para Davos

O ministro das Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, embarcou nesta segunda-feira (16) para a Suíça a fim de apresentar no Fórum Econômico Mundial, em Davos, as oportunidades de investimento no setor energético-mineral em nosso país.

O ministro pernambucano participará nesta terça e quarta-feira de debates com as maiores autoridades mundiais do setor de infraestrutura, além de investidores, bancos e representantes de governos.

Além disso, também terá reuniões isoladas com presidentes de grandes indústrias e empresas de energia, mineração e petróleo.

Nesta terça-feira (17), após cumprir agenda de reuniões, Fernando Filho participará do evento “Agentes de Mudança no Sistema Energético”, quando serão debatidos os fatores de mudanças tecnológicas, econômicas e geopolíticas que estão mudando e impactando o sistema energético mundial.

No dia 18, ele participará como debatedor da mesa redonda “Desencadeando o Poder da Quarta Revolução Industrial no Sistema Energético”, exclusiva para ministros de energia e CEOs de empresas desse segmento.

Neste evento, os debatedores irão analisar as mudanças na descentralização da geração elétrica, a digitalização e modernizações na operação do sistema energético e como essas novidades devem ensejar mudanças regulatórias e no perfil de atuação das empresas.

Em seguida, o ministro será um dos facilitadores da reunião de governantes para mineração e metais, tendo sido uma das autoridades convidadas para comentar o assunto.

Fernando Coelho participará também da sessão interativa “Catalisando infraestrutura de energia internacional para melhorar a segurança energética”.

Esta sessão terá por objetivo debater as melhores práticas para impulsionar investimentos, aprimorar os planejamentos nacionais e ampliar interconexões regionais de forma a atrair novos financiamentos.

0

Instituto Miguel Arraes lamenta a morte de Mário Soares

Presidido pelo advogado Antonio Campos, o Instituto Miguel Arraes divulgou nota nesta segunda-feira (9), no Recife, lamentando o falecimento, no último sábado, em Lisboa, do ex-presidente de Portugal, Mário Soares, “que foi um grande visionário e defensor da democracia e da liberdade”.

Soares, segundo a nota, era amigo de Miguel Arraes e esteve em Pernambuco durante o seu segundo governo (1987-1990).

“Ele foi o responsável pela modernização de Portugal, e fez isso conservando a bela história do país lusitano. A sua partida, aos 92 anos, deixa o legado de um homem que combateu a ditadura portuguesa, fundou o Partido Socialista e, assim, lutou, sempre, contra o autoritarismo e a favor da liberdade de uma nação”.

Apesar das ligações do ex-presidente de Portugal com o ex-governador de Pernambuco, ninguém do PSB nacional resolveu ir a Lisboa para assistir nesta terça-feira (10) ao sepultamento de Mário Soares, que foi primeiro ministro e presidente da República.

0

Ministro Fernando Filho recebe ministro do Petróleo da Nigéria

O ministro de Minas e Energia do Brasil, Fernando Coelho Filho, deputado federal pelo PSB de Pernambuco, recebeu em audiência nesta segunda-feira (9), em Brasília, o ministro dos Recursos do Petróleo da Nigéria, Emmanuel Ibe Kachikwu.

Os dois ministros trocaram informações sobre oportunidade de investimento em seus países e também debateram os rumos do setor de petróleo e gás no mundo.

Do Brasil, o ministro Emmanuel Kachikwu seguirá para a Argentina. Ele convidou Fernando Coelho Filho para conhecer a atividade petroleira no seu país, que é uma das maiores do planeta, e a visita foi inicialmente marcada para o mês de abril.

Os dois países estão expandindo sua produção de petróleo e gás. Fernando Coelho Filho informou que, ao longo deste ano, serão realizadas três rodadas de leilão de óleo e gás no Brasil.

O ministro Fernando Coelho Filho tem participado de diversas reuniões e eventos internacionais do setor de petróleo e gás, com a retomada da relevância do Brasil no cenário internacional.

Ele esteve, desde maio de 2016, em eventos e encontros com autoridades do setor em Nova Iorque, Londres, Tóquio, Madri, Teerã e Nova Délhi.

Neste e nos próximos meses, o ministro irá a Davos (Suíça), Buenos Aires (Argentina), Toronto (Canadá) e Houston (Estados Unidos) para apresentar oportunidades de investimentos em petróleo e gás no Brasil.

0

Paulo Câmara não vai a Portugal para assistir ao sepultamento de Mário Soares

Se conhecesse mais a fundo a história das ligações políticas entre Pernambuco e Portugal, especialmente em seus períodos ditatoriais, o governador Paulo Câmara estaria em Lisboa nesta segunda-feira (9) para assistir às homenagens que estão sendo prestadas ao ex-presidente Mário Soares, a maior figura do Partido Socialista luso.

Soares morreu ontem (7) aos 92 anos de idade e seu corpo está sendo velado no Mosteiro dos Jerônimos, onde estão enterrados os grandes vultos da história de Portugal, entre eles Vasco da Gama.

Mário Soares foi deputado, ministro, presidente e primeiro-ministro e o responsável, em 12 de junho de 1985, pela assinatura do tratado que marcou a adesão de Portugal à Comunidade Econômica Europeia, precursora da União Europeia.

Ele foi o fundador do Partido Socialista, duas vezes primeiro ministro e presidente da República entre 1986 a 1996. Viveu exilado na França durante a ditadura de Salazar e nessa condição conheceu o ex-governador de Pernambuco, Miguel Arraes, que se encontrava exilado na Argélia após ter sido preso e deposto pelo golpe militar de 1964.

Após o triunfo da “Revolução dos Cravos”, que derrubou a ditadura salazarista em 1975, Soares voltou a Portugal e lá desenvolveu uma intensa carreira política.

Segundo o ex-presidente Lula, “Mário Soares foi um dos grandes homens públicos do século XX, não só em Portugal, mas na Europa e no mundo inteiro”.

Acertadamente, o presidente Michel Temer decidiu viajar a Lisboa nesta terça-feira (10) para assistir ao sepultamento da maior figura política de Portugal do século XX.

0

Lula diz em Cuba que Fidel foi o maior homem do século XX

O ex-presidente Lula declarou em Cuba neste sábado (3) que o líder revolucionário Fidel Castro “foi o maior homem do século XX”. Lula viajou para Havana em companhia de Dilma Rousseff, com autorização da Justiça, já que é réu no Brasil em dois processos, para assistir aos funerais do líder cubano.

O corpo de Fidel foi cremado e as cinzas levadas neste domingo (4) para o cemitério Santa Ifigenia, onde está o mausoléu do herói da independência José Martí.

Milhares de cubanos saíram às ruas nos últimos quatro dias para darem o último adeus ao líder revolucionário, que morreu na semana passada (dia 25) aos 90 anos de idade.

Também foram a Havana despedir-se de Fidel os ministros José Serra (relações Exteriores) e Roberto Freire (PPS-SP), a presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos (PE) e os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, da Bolívia, Evo Morales e da Nicarágua, Daniel Ortega.

0

Lula viajará com Dilma para o enterro de Fidel

Advogados do ex-presidente Lula deram ciência do juiz Sérgio Moro de que ele e a ex-presidente Dilma Rousseff pretendem viajar neste sábado (3) para Havana a fim de assistirem aos funerais do líder revolucionário Fidel Castro, que morreu a semana passada aos 90 anos de idade.

Em Cuba, o ex-presidente deverá encontrar-se com a deputada federal Luciana Santos, presidente nacional do PCdoB, que também viajou à ilha com a mesma finalidade.

Lula tem obrigação de informar à Justiça Federal a viagem ao exterior porque já é réu em duas ações penais e responde também a um inquérito no Supremo Tribunal Federal.

Quem também viajou para Cuba para assistir aos funerais de Fidel, cujas cinzas vão percorrer a maioria das províncias do país, foi o ministro (pernambucano) Roberto Freire (Cultura), presidente nacional do PPS.