0

Prefeito do Recife é recebido pelo Papa Francisco

O prefeito Geraldo Júlio (PSB) foi recebido nesta quarta-feira (12), no Vaticano, pelo Papa Francisco, a quem apresentou um dos principais programas de sua gestão, o “Transforma Recife”.

O prefeito entregou pessoalmente ao papa material com os detalhes da plataforma digital “Transforma Recife”, que recebeu elogios do Santo Padre.

Além disso, deu de presente ao Sumo Pontífice uma imagem da padroeira do Recife, Nossa Senhora do Carmo, confeccionada pelo artista plástico Nivaldo Santeiro.

Acompanhado pela mulher, Cristina Mello, e o presidente do Porto Social, Fábio Silva, o prefeito cumpre agenda no Vaticano desde a última segunda-feira (10).

Ele se reuniu inicialmente com Dom Luigi Mistó, secretário da Administração do Patrimônio da Sé Apostólica, a quem apresentou a plataforma digital “Transforma Recife”.

O projeto conta hoje com 80 mil voluntários cadastrados, 420 Organizações Sociais cadastradas e soma mais de 665 mil horas de trabalho voluntário.

0

“Eu não tenho medo nem culpa”, diz Dilma Roussef em Harvard

A convite de estudantes brasileiros, a ex-presidente Dilma Rousseff participou na tarde deste sábado (8) da terceira edição do seminário “Brazil Conference” promovido conjuntamente pela Universidade de Harvard e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts. “Eu não tenho medo nem culpa”, disse ela.

A ex-presidente definiu seu processo de impeachment como “golpe”, disse que os “golpistas” subestimaram a crise política que eles próprios criaram e agora estão sofrendo as consequências porque o presidente Michel está “altamente impopular”.

“A democracia é o lado certo da história e eu acredito no Brasil. Nós precisamos de eleições diretas. Só vamos retomar o desenvolvimento com eleições diretas”, disse a ex-presidente em sua fala, segundo informa a Agência Brasil.

Questionada sobre a candidatura do ex-presidente à sucessão de Michel Temer, a ex-presidente disse o seguinte: “Me preocupa que prendam o Lula, que tirem o Lula da parada. Ele tem nas pesquisas 38% (de intenções de voto), mesmo com tudo que fizeram. Acho que o Lula tem que concorrer e se perder é das regras do jogo”, declarou.

A ex-presidente disse também que jamais interferiu na Lava Jato e que durante o seu governo a Polícia Federal teve ampla liberdade para trabalhar.

Assistiram à fala da ex-presidente o ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, o ex-prefeito Fernando Haddad (SP), o vereador Eduardo Suplicy (PT-SP), o empresário Jorge Paulo Lemann, o publicitário Nizan Guanaes e o ex-ministro Gilberto Gil (Cultura).

Dilma não foi deposta do governo por causa de “pedaladas fiscais” e sim por um conjunto de fatores, a saber: desorganizou a economia e tratou com desdém os congressistas.

Foi o presidente mais mal educado e mais arrogante da história do Brasil, o que, junto com o escândalo da Petrobras, facilitou sua deposição.

0

Compesa apresenta PPP do Saneamento para empresários britânicos

O presidente da Compesa, Roberto Tavares, apresentou em Londres nesta segunda-feira (20) o modelo da PPP do Saneamento adotado pelo Governo do Estado visando a resolver o problema do esgotamento sanitário em todos os municípios da área metropolitana do Recife, além de Goiana.

A apresentação foi feita no Ministério de Comércio Exterior e contou com a presença de representantes de empresas inglesas interessadas na ampliação de sua presença no Brasil.

Até a próxima sexta-feira (24), haverá debates sobre esta matéria e o presidente da Compesa espera convencer empresários britânicos a investirem em Pernambuco.

Ele falou sobre o programa “Cidade Saneada”, maior parceria público-privada em andamento hoje no Brasil. A intenção da Compesa é replicar esse modelo para o interior do Estado, acelerando a universalização desse tipo de serviço.

0

Presidente da Compesa cumpre agenda em Londres nesta segunda-feira

O presidente da Compesa, Roberto Tavares, cumprirá agenda em Londres (Inglaterra) nesta segunda-feira (20).
Ele vai participar do World Water-Tech Innovation Summit, um dos principais eventos mundiais da área de saneamento, ocasião em que apresentará a empresários do Reino Unido o modelo do programa “Cidade Saneada”, a maior PPP (Parceria Público Privada) do setor ora em andamento em Pernambuco e também no Brasil.
A conferência se prolongará até a próxima quarta-feira, mas Tavares permanecerá em Londres até a sexta (26) para cumprir compromissos agendados pelo Consulado Britânico com investidores internacionais da área de saneamento.
Roberto Tavares vai tentar atrair parceiros privados para Pernambuco, considerando que o Reino Unido é um país que tem larga tradição nesse setor.

O presidente da Sabesp, Jerson Kelman, representantes do BNDES, além de consultorias brasileiras que atuam no setor do saneamento, também participarão do evento em Londres.

0

Humberto Costa vai a Israel em viagem oficial

O senador Humberto Costa (PT-PE) viajará para Israel neste domingo (19) a fim de visitar a sede das instituições do país e conhecer o processo de paz com os palestinos. O petista pernambucano viajará a convite das autoridades daquele país.

Após desembarcar em Tel Aviv, o senador terá audiência com líderes da oposição no parlamento israelense, com o juiz da Suprema Corte, Saleem Jubran, com representantes do Ministério das Relações Exteriores e com o tenente-coronel do Exército Avital Leibovich.

Além disso, se reunirá também com representantes das áreas de direitos humanos, segurança nacional, tecnologia e estratégia cibernética.

Depois, o senador se deslocará para a faixa de Gaza e para a fronteira com a Síria, hoje uma das regiões mais conflagradas do mundo.

O senador vai aproveitar a visita para conhecer também o processo de dessalinização da água do mar, em que Israel é referência mundial.

No último dia da viagem, na próxima quinta-feira, o senador pretende visitar o Museu do Holocausto Yad Vashem. Ele retorna ao Brasil na sexta-feira (24).

0

Em Davos, Fernando Filho soube que tinha sido capa da revista “Full Energy”

O ministro das Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, soube nesta quarta-feira (18), em Davos (Suíça), onde está participando do Fórum Econômico Mundial como um dos representantes do Brasil, que fora capa deste mês da revista “Full Energy”, a mais importante publicação do setor energético no Brasil.

Na entrevista que concedeu ao veículo, o jovem ministro pernambucano afirma que “o nosso desafio é retomar a atração de investimentos para o nosso país e  recuperar a confiança no setor para que possamos melhorar e ampliar a oferta de energia”.

Nesta quarta-feira, em Davos, Fernando Filho participou como debatedor da mesa “Desencadeando o Poder da Quarta Revolução Industrial no Sistema Energético”, exclusiva para ministros de energia e CEOs de empresas desse segmento.

Além dele, também está no Fórum Econômico Mundial o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, alvo da imprensa internacional devido à situação de crise em que o Brasil se encontra.

0

Ministro Fernando Filho viaja para Davos

O ministro das Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, embarcou nesta segunda-feira (16) para a Suíça a fim de apresentar no Fórum Econômico Mundial, em Davos, as oportunidades de investimento no setor energético-mineral em nosso país.

O ministro pernambucano participará nesta terça e quarta-feira de debates com as maiores autoridades mundiais do setor de infraestrutura, além de investidores, bancos e representantes de governos.

Além disso, também terá reuniões isoladas com presidentes de grandes indústrias e empresas de energia, mineração e petróleo.

Nesta terça-feira (17), após cumprir agenda de reuniões, Fernando Filho participará do evento “Agentes de Mudança no Sistema Energético”, quando serão debatidos os fatores de mudanças tecnológicas, econômicas e geopolíticas que estão mudando e impactando o sistema energético mundial.

No dia 18, ele participará como debatedor da mesa redonda “Desencadeando o Poder da Quarta Revolução Industrial no Sistema Energético”, exclusiva para ministros de energia e CEOs de empresas desse segmento.

Neste evento, os debatedores irão analisar as mudanças na descentralização da geração elétrica, a digitalização e modernizações na operação do sistema energético e como essas novidades devem ensejar mudanças regulatórias e no perfil de atuação das empresas.

Em seguida, o ministro será um dos facilitadores da reunião de governantes para mineração e metais, tendo sido uma das autoridades convidadas para comentar o assunto.

Fernando Coelho participará também da sessão interativa “Catalisando infraestrutura de energia internacional para melhorar a segurança energética”.

Esta sessão terá por objetivo debater as melhores práticas para impulsionar investimentos, aprimorar os planejamentos nacionais e ampliar interconexões regionais de forma a atrair novos financiamentos.

0

Instituto Miguel Arraes lamenta a morte de Mário Soares

Presidido pelo advogado Antonio Campos, o Instituto Miguel Arraes divulgou nota nesta segunda-feira (9), no Recife, lamentando o falecimento, no último sábado, em Lisboa, do ex-presidente de Portugal, Mário Soares, “que foi um grande visionário e defensor da democracia e da liberdade”.

Soares, segundo a nota, era amigo de Miguel Arraes e esteve em Pernambuco durante o seu segundo governo (1987-1990).

“Ele foi o responsável pela modernização de Portugal, e fez isso conservando a bela história do país lusitano. A sua partida, aos 92 anos, deixa o legado de um homem que combateu a ditadura portuguesa, fundou o Partido Socialista e, assim, lutou, sempre, contra o autoritarismo e a favor da liberdade de uma nação”.

Apesar das ligações do ex-presidente de Portugal com o ex-governador de Pernambuco, ninguém do PSB nacional resolveu ir a Lisboa para assistir nesta terça-feira (10) ao sepultamento de Mário Soares, que foi primeiro ministro e presidente da República.

0

Ministro Fernando Filho recebe ministro do Petróleo da Nigéria

O ministro de Minas e Energia do Brasil, Fernando Coelho Filho, deputado federal pelo PSB de Pernambuco, recebeu em audiência nesta segunda-feira (9), em Brasília, o ministro dos Recursos do Petróleo da Nigéria, Emmanuel Ibe Kachikwu.

Os dois ministros trocaram informações sobre oportunidade de investimento em seus países e também debateram os rumos do setor de petróleo e gás no mundo.

Do Brasil, o ministro Emmanuel Kachikwu seguirá para a Argentina. Ele convidou Fernando Coelho Filho para conhecer a atividade petroleira no seu país, que é uma das maiores do planeta, e a visita foi inicialmente marcada para o mês de abril.

Os dois países estão expandindo sua produção de petróleo e gás. Fernando Coelho Filho informou que, ao longo deste ano, serão realizadas três rodadas de leilão de óleo e gás no Brasil.

O ministro Fernando Coelho Filho tem participado de diversas reuniões e eventos internacionais do setor de petróleo e gás, com a retomada da relevância do Brasil no cenário internacional.

Ele esteve, desde maio de 2016, em eventos e encontros com autoridades do setor em Nova Iorque, Londres, Tóquio, Madri, Teerã e Nova Délhi.

Neste e nos próximos meses, o ministro irá a Davos (Suíça), Buenos Aires (Argentina), Toronto (Canadá) e Houston (Estados Unidos) para apresentar oportunidades de investimentos em petróleo e gás no Brasil.

0

Paulo Câmara não vai a Portugal para assistir ao sepultamento de Mário Soares

Se conhecesse mais a fundo a história das ligações políticas entre Pernambuco e Portugal, especialmente em seus períodos ditatoriais, o governador Paulo Câmara estaria em Lisboa nesta segunda-feira (9) para assistir às homenagens que estão sendo prestadas ao ex-presidente Mário Soares, a maior figura do Partido Socialista luso.

Soares morreu ontem (7) aos 92 anos de idade e seu corpo está sendo velado no Mosteiro dos Jerônimos, onde estão enterrados os grandes vultos da história de Portugal, entre eles Vasco da Gama.

Mário Soares foi deputado, ministro, presidente e primeiro-ministro e o responsável, em 12 de junho de 1985, pela assinatura do tratado que marcou a adesão de Portugal à Comunidade Econômica Europeia, precursora da União Europeia.

Ele foi o fundador do Partido Socialista, duas vezes primeiro ministro e presidente da República entre 1986 a 1996. Viveu exilado na França durante a ditadura de Salazar e nessa condição conheceu o ex-governador de Pernambuco, Miguel Arraes, que se encontrava exilado na Argélia após ter sido preso e deposto pelo golpe militar de 1964.

Após o triunfo da “Revolução dos Cravos”, que derrubou a ditadura salazarista em 1975, Soares voltou a Portugal e lá desenvolveu uma intensa carreira política.

Segundo o ex-presidente Lula, “Mário Soares foi um dos grandes homens públicos do século XX, não só em Portugal, mas na Europa e no mundo inteiro”.

Acertadamente, o presidente Michel Temer decidiu viajar a Lisboa nesta terça-feira (10) para assistir ao sepultamento da maior figura política de Portugal do século XX.