0

Apesar dos pesares, o forró  nordestino continua vivo

Coluna Fogo Cruzado – 24 de junho

Discípulos de Luiz Gonzaga foram tão aplaudidos quanto as duplas sertanejas

Houve – e ainda está havendo em Pernambuco – um grande debate sobre se as prefeituras deveriam contratar ou não artistas “sertanejos” e bandas de “forró estilizado” para os festejos juninos deste ano. Quem primeiro abriu a boca para protestar contra a ausência, no São João de Campina Grande, de paraibanos ilustres foi a cantora Elba Ramalho, ela própria paraibana de Conceição do Piancó. Ela imediatamente recebeu a solidariedade de outros artistas nordestinos como Alcimar Monteiro, Petrúcio Amorim, Maciel Melo, Silvério Pessoa, Alceu Valença e muitos outros. Todos, em linhas gerais, disseram o seguinte: ninguém tem preconceito contra os “sertanejos” nem tampouco contra a música que eles cantam. Mas entendem que, sendo o São João a maior festa do Nordeste, a prevalência nos palcos de qualquer cidade deveria ser atribuída aos discípulos de Luiz Gonzaga. E felizmente isso aconteceu: artistas como Alcimar, Israel Filho, Jorge de Altinho, Petrúcio, Maciel Melo, Alceu, Elba, Flávio José e Santana, além de bandas como Pinga Fogo, que só toca forró pé de serra com arranjo de metais, se apresentaram nos maiores pólos das festas juninas e foram tão aplaudidos quanto as duplas sertanejas, que de “sertanejo” mesmo não têm nada.

Uma BR aos pedaços

Pernambuco precisou vender o seu maior ativo, que era a Celpe, para duplicar uma estrada federal: a BR-232 no trecho Recife-Caruaru. Não se discute a importância dessa obra para Pernambuco, já que se trata da “espinha dorsal” do Estado. No entanto, como o Estado não vem fazendo sua manutenção e nem tampouco o governo federal, pergunta-se: por que não se entregá-la logo à iniciativa privada através de concessão? A estrada está mal sinalizada e cheia de buracos e a única saída à vista é “pedagiá-la”.

Homenagem – Alcimar Monteiro fez belíssimo show em Araripina no último dia 20. Ele é natural de Juazeiro do Norte (CE), que fica a 140 km de distância, e autor de uma música que homenageia a “terra do gesso”. O prefeito Raimundo Pimentel (PSL) não conteve a emoção e subiu ao palco para cantar uma música com o próprio Alcimar.

Caixa dois – O Congresso precisa achar uma solução para o financiamento das campanhas políticas no Brasil. Se o financiamento privado é proibido e a maioria da população rejeita o financiamento público, há que haver uma saída porque não se faz campanha sem dinheiro. E a saída que se viu em 2014 foi o chamado “caixa dois”.

Tradição – O São João do Sítio da Trindade está dando um show de organização. Programação impecável, vários palcos, ornamentação genuinamente junina, limpeza, segurança e comidas típicas para ninguém botar defeito, além da presença assegurada, todas as noites, de casais com filhos pequenos. Um luxo só.

Recepção – O prefeito de Limoeiro, João Luiz Filho (PSB), aguarda muita de gente do seu partido, hoje, naquela cidade, para os shows da Banda Pinga Fogo e da dupla Zezé di Camargo e Luciano. Limoeiro, mantendo a tradição, está fazendo o melhor São João da Mata Norte.

Reação – O senador Fernando Bezerra (PSB) tem evitado falar, pelo menos até agora, sobre o pedido de expulsão dos quadros do PSB do ministro Fernando Filho. Mas se esta expulsão vier a consumar-se, ele saberá dar o troco, na hora oportuna, aos que se encontram por trás dela.

Dobradinha – De olho numa vaga na Câmara Federal, o deputado Lucas Ramos (PSB) deverá fazer uma dobradinha em Jaboatão com o ex-vereador Manoel Neco (PDT) que será candidato a deputado estadual. Se não houver acidente de percurso, o jovem deputado sertanejo poderá sair da ex “Moscouzinha” com uns 20 mil votos.

Programa – Muito fraco o programa nacional do PSB que foi ao ar na noite da última quinta-feira (22). Não fosse a homenagem prestada ao seu ex-filiado ilustre, Ariano Suassuna, que, se fosse vivo, teria completado 90 anos, o resto foi totalmente dispensável.

Bombado – João Campos, chefe de gabinete do governador Paulo Câmara e filho mais velho de Eduardo Campos, deverá obter em 2018 mais de 200 mil votos para a Câmara Federal. Há muitos prefeitos no PSB dando o “bilhete azul” a deputados para se abraçarem com João Campos, o que é uma bobagem. Afinal, não se pode querer que todos os prefeitos do partido votem num só candidato para a Câmara Federal.

Diretas já – O PSB aderiu a tese das “diretas já” a exemplo do que já fizeram o PT, o PCdoB, o PSOL, a Rede e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Porém, se as ruas não se mobilizarem em defesa desta bandeira, como fizeram no impeachment de Dilma, esqueçam!

0

O Araripe ainda em busca de um deputado federal

Coluna Fogo Cruzado – 23 de junho

Socorro Pimentel obteve 16 mil votos em Araripina para a Assembleia Legislativa

Com cerca de 300 mil eleitores e municípios importantes como Araripina, Ouricuri, Bodocó e Trindade, o Sertão do Araripe nunca elegeu um filho de lá para a Câmara Federal. Sempre votou em candidatos de outras regiões, especialmente do São Francisco. Para as eleições de 2018, todavia, governo e oposição estão motivados para lançar um candidato da terra. O senador Armando Monteiro, virtual candidato da Oposição ao Governo do Estado, poderá lançar a deputada estadual Socorro Pimentel, esposa do ex-deputado e prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel. O problema é convencer outros prefeitos da região a votarem nela, que saiu de sua cidade para a Assembleia Legislativa com 16 mil votos. Já o governador Paulo Câmara ainda está à procura de um candidato. Mas há pelo menos um nome no PSB que topa a parada: Alexandre Arraes, ex-prefeito de Araripina e casada com a deputada estadual Roberta Arraes.

Vitória no Araripe

Como candidato ao governo estadual em 2014, o senador Armando Monteiro (PTB) foi amplamente vitorioso no Sertão do Araripe. E poderá repetir a mesma performance em 2018 com o firme e decidido apoio do prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel (PSL), um dos maiores e melhores lideres políticos da região. O qual, aliás, já está engajado na campanha.

Cerco – Para tentar enfraquecer a liderança do prefeito Raimundo Pimentel (PSL) no Araripe, os estrategistas de Paulo Câmara estão tentando atrair para o palanque do governador o vice-prefeito de Araripina Emanuel Bringel Filho (PSDB) e os prefeitos de Bodocó e Ouricuri, Túlio Alves (DEM) e Ricardo Ramos (PSDB), respectivamente.

Dúvida – Pai do prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira (PR) e do deputado estadual André Ferreira (PSC), o ex-deputado Manoel Ferreira analisa a hipótese de disputar novamente um mandato de deputado estadual. Caso vá, o filho, André, disputará vaga na Câmara Federal.

Filiação – Sucedâneo do PTN, o partido “Podemos”, que será lançado oficialmente em Brasília, dia 1º de julho, aguarda, ansiosamente, a filiação do senador Álvaro Dias (PR) e do advogado Antonio Campos (PE). O senador, que já foi governador do Paraná, transitou pelo PMDB, PSDB e PV. E só se filiará ao “Podemos” se for para ser candidato a presidente da República.

São João – Ainda em São Paulo, onde está cuidando da saúde, o prefeito de Goiana, Osvaldo Rabelo Filho (PMDB), resolveu fazer o São João do município, mas apenas com artistas locais. Trazer artistas como Wesley Safadão, que cobrou R$ 450 mil para cantar em Carpina no próximo dia 28, nem pensar! A festa começou ontem e irá até o próximo dia 1º.

Ele vem aí – Já se pode ver aos montes nas ruas de Araripina (PE) e Juazeiro (CE) veículos trafegando com adesivos, no vidro traseiro, “Bolsonaro 2018”. É a consequência, hoje, do desgaste do PT e do PSDB.

Senado – Mendonça Filho (DEM), dizem alguns de seus amigos, gostaria de ser senador em 2018. Mas se por acaso não achar espaço deverá disputar a reeleição com apoio, em Caruaru, da prefeita Raquel Lyra (PSDB). Os dois fizeram uma dobradinha no município em 2014, mas nada muito explícito.