Adeus, Agnaldo!

Por: *José Paulo Cavalcanti Filho O telefone tocou, nesta segunda. Era o amigo Agnaldo Lyra, que ligava da Holanda. – “Como vai?, Zé Paulo”. – “Tudo bem, rapaz, o que há de novo?”. – “Estou ligando...