0

Uma matemática nem tanto exata

Coluna Fogo Cruzado – 12 de fevereiro

O prefeito Renildo Calheiros garante que os foliões que brincaram em Olinda injetaram 193 milhões na economia do município

Órgãos de imprensa avaliaram que 1 milhão e meio de pessoas desfilaram no Galo da Madrugada na manhã/tarde do último sábado. Outros avaliaram em 2 milhões, numa flagrante agressão à lógica. Primeiro, porque a população do Recife é de aproximadamente 1,6 milhão de pessoas. Seria necessário, pois, que a cidade inteira estivesse espremida na Avenida Guararapes e seus entornos, o que é humanamente impossível. À base de quatro pessoas do metro quadrado, que é a fórmula utilizada para fazer esse tipo de cálculo, nem de longe se chegaria àqueles números. Já em Olinda, a matemática do prefeito Renildo Calheiros também deixa muito a desejar. Ele afirmou, com base em informação de assessores, que os foliões que brincaram na cidade injetaram 193 milhões na economia do município. Não disse como essas contas foram feitas a menos de 24 horas do término do carnaval, o que em português claro significa “chute”.

A discrição do vice

O vice-governador Raul Henry (PMDB) não tem agenda pública nesta sexta-feira, assim como não teve ontem. À frente do governo estadual (o governador Paulo Câmara está de férias), tem sido o mais discreto possível. No entanto, numa entrevista dada ontem a uma emissora de rádio de Caruaru, praticamente confirmou que seu partido deverá indicar o vice do prefeito Geraldo Júlio (PSB). Caso isso aconteça, o PCdoB de Luciano Siqueira deverá esboçar alguma reação.

Líder – O PSDB indicou ontem o substituto de Bruno Araújo (PE) na liderança da minoria na Câmara Federal. É o deputado Miguel Haddad (SP), ex-prefeito de Jundiaí. Ele foi indicado pelo líder da bancada, Antônio Imbassahy (BA), que reconheceu o erro do partido ao votar a favor de projetos que ampliavam a despesa pública, apostando no “quanto pior, melhor”.

Cerco – Após atrair para o seu grupo o prefeito de São José do Egito, Romério Guimarães (PT), o deputado Kaio Maniçoba (PHS) está cercando agora o vice de Bezerros, Bruno Borba (PT).

Copa – Desembarca segunda no Recife uma equipe da TV Globo que está produzindo para o “Fantástico” matéria especial sobre as obras inacabadas da Copa de 2014. O foco são os BRTs.

Reforço – Sob a presidência de Anderson Ferreira, o PR viabilizou nos últimos 15 dias mais dois candidatos a prefeito: os vereadores Fernando Rezende (Gravatá) e Jorge Federal (Olinda).

Recesso – Não terá sido um encontro casual o que houve em Porto de Galinhas, na semana passada, entre o senador Fernando Bezerra (PSB) e o marqueteiro Duda Mendonça. Oito dias antes, a assessoria do senador divulgou a relação dos 31 municípios que ele visitou durante o recesso, muito provavelmente se preparando para o pleito de 2018.

Dupla – O governador Paulo Câmara já está aceitando três candidaturas da base governista em Caruaru – Raquel Lyra (PSB), Tony Gel (PMDB) e Jorge Gomes (?) – mas se nega a avalizar, para não contrariar o senador Fernando Bezerra, duas candidaturas do seu campo em Petrolina. Seriam os jovens deputados Miguel Coelho (PSB) e Lucas Ramos (PSB).

Calma – Os prefeitos Renildo Calheiros (Olinda) e Elias Gomes (Jaboatão) estão sem pressa para definir os candidatos dos seus partidos, PCdoB e PSDB, respectivamente, à sucessão municipal. Só deverão fazê-lo no mês de junho. Ambos são mulheres: Luciana Santos (PCdoB) e Conceição Nascimento (PSDB). Se Renildo conseguir romper o cerco que se arma contra ele, em Olinda, sairá eleito de lá em 2018 para a Câmara Federal.

Reação – Sandra Félix (PSDB), prefeita de Condado, é mais um caso em Pernambuco de “criatura” que se volta contra o “criador”. Elegeu-se em 2012 com o apoio do antecessor, Edberto Quental, um médico cearense que se radicou no município, do qual fora secretária de finanças. Como, segundo se comenta na cidade, o ex-prefeito gostaria de “continuar mandando” na prefeitura, a prefeita tucana não aceitou e o rompimento foi inevitável.