0

Erick Lessa é o fato novo em Caruaru

Coluna Fogo Cruzado – 30 de agosto

A primeira pesquisa do Ipespe/Folha de Pernambuco sobre a disputa eleitoral pela prefeitura de Caruaru aponta o deputado Tony Gel em 1º lugar com 38% das intenções de voto, seguido pelo delegado Erick Lessa com 17%, a deputada Raquel Lyra com 14%, o vice-prefeito Jorge Gomes com 6% e Rivaldo Soares (PRTB) com 2%. Tony Gel já foi prefeito e deputado federal e apenas confirma sua condição de principal líder de oposição ao prefeito José Queiroz, que tem como candidato o vice. Raquel Lyra é filha do ex-prefeito e ex-governador João Lyra Neto, cujo pai, João Lyra Filho, também foi prefeito. E Jorge Gomes foi vice-prefeito e João Lyra Neto, deputado estadual, deputado federal e vice-governador. É, portanto, um velho conhecido dos eleitores caruaruenses. Como “novo” resta apenas o delegado Erick Lessa, que está crescendo na preferência dos eleitores por ter conduzido a operação que levou 10 vereadores à cadeia.

O delegado Erick Lessa comandou a operação “Ponto Final” que levou 10 vereadores de Caruaru à cadeia

Cenário de 2º turno

A pesquisa do Ipespe revela também que a eleição de Caruaru deverá ser decidida no 2º turno. E a menos que haja uma hecatombe o 1º finalista será Tony Gel (PMDB), que tem uma liderança consolidada. A outra vaga será disputada por Erick Lessa (PR), Raquel Lyra (PSDB) e Jorge Gomes (PSB). Pesa contra este último o elevado percentual de eleitores que desejam um “governo de mudanças”: 68%.

Comoção – Parte dos senadores que ouviram o discurso de Dilma ontem no Senado ficou comovido com a versão dela de que está sendo vítima de “golpe parlamentar”. Um deles foi Cristovam Buarque (PPS-DF), que por educação ou coisa que o valha aplaudiu o discurso. Só quem não passou emoção foi a própria Dilma.

O tri – Informa a assessoria do prefeito Jorge Alexandre (PSDB), candidato à reeleição em Camaragibe, que o advogado Demóstenes Meira (PTB) não perdeu duas eleições, e sim três: 2004, 2008 e 2012.

Disputa – A Rede está organizada em 45 cidades de Pernambuco, mas só lançou candidato a prefeito em 6: Paudalho, Paulista, Palmares, Primavera, Escada e Iati. No Recife apoia Geraldo Júlio (PSB).

A paz – A presença do padre Luiz Marques (Pe. Luizinho) à frente da Paróquia de Ingazeira muito contribui para que este município seja o menos violento de PE: apenas um homicídio nos últimos 6 anos.

Golpe – A presença de Dilma ontem no Senado não mudou o voto de nenhum senador. Quem acha que o impeachment é “golpe” vai continuar achando, e quem diz o contrário não vai mudar de opinião. A diferença para o impeachment de Collor (1992) é que Dilma não está sendo afastada por desonestidade.

Aposta – O advogado e ex-prefeito de Belo Jardim, Cecílio Galvão (PTB), garante que o futuro prefeito da cidade será um dos candidatos da oposição: Dr. Maneco (SD) ou Hélio dos Terrenos (PTB). “Só não será o prefeito João Mendonça (PSB), que teve a candidatura impugnada pelo Ministério Público Eleitoral”.

Pró Dilma – Impressiona o número de veículos circulando no Recife com adesivos “Fora, Temer”. Reflete a divisão que há cidade entre os que apoiam o impeachment de Dilma e os que são contra. Circulam também muitos veículos com adesivos “Volta, Dilma”. Um deles é o da vereadora Marília Arraes, que se elegeu pelo PSB e disputa a reeleição pelo PT. Ela diz que se orgulha por defender uma mulher “de mãos limpas”.