Adutora de Caetés já está em fase de testes

Enquanto Belo Jardim começou a receber nesta segunda-feira (4) água do rio São Francisco, através da adutora do Agreste, o município de Caetés, distante 240 km do Recife, no Agreste Meridional, já está sendo beneficiado pela construção de uma nova adutora, de 28 quilômetros de extensão, saindo da Estação de Tratamento de Água de Garanhuns.

A cidade já começou a receber água em fase de testes e, quando finalizados, passará a receber água sem rodízio, ou seja, terá água todos os dias nas torneiras. Além de Caetés, a nova adutora irá  contemplar ainda  a cidade de Capoeiras.

A obra, que está sendo feita pela Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos, conta com um investimento de R$ 15 milhões. O empreendimento vai beneficiar 15 mil pessoas.

A fase de testes da cidade de Caetés, em execução pela Companhia Pernambucana de Saneamento-Compesa,  deve durar 30 dias. O município tinha um regime de rodízio de um dia com água e sete sem e agora o fornecimento está sendo diário. A mesma adutora  vai levar água para o município  de Capoeiras, que tem o mesmo cronograma de distribuição de água de Caetés.

A  Adutora de Garanhuns para Caetés e Capoeiras foi a solução encontrada pela companhia para atender melhor a população das duas cidades.  As tubulações partem da Estação de Tratamento de  Água-ETA  Garanhuns que recebe água das barragens do Cajueiro, Mundaú e Inhúmas.

Os três mananciais têm, juntos, capacidade de armazenamento de 22,6 milhões de metros cúbicos e estão com 80% de sua capacidade, disse o presidente da Compesa, Roberto Tavares.