0

Desemprego teve queda no Brasil no último mês de julho

Dados divulgados nesta quinta-feira (31) pelo IBGE revelam que o desemprego voltou a cair no Brasil no trimestre encerrado no último mês de julho. A taxa de desocupação passou de 13,6% para 12,8%.

Isto significa que o número de desempregados no país foi de 13,3 milhões entre maio e julho, ante 14,02 milhões no período de fevereiro a abril.

No caso da população ocupada, houve um crescimento de 1,6% em relação ao trimestre anterior. Na prática, isso significa que mais de 1,4 milhão de pessoas foram readmitidas pelo mercado de trabalho

De acordo ainda com o mesmo levantamento, o número de trabalhadores com carteira assinada ficou estável – 33,3 milhões de pessoas, enquanto os que trabalham por conta própria (autônomos) cresceu 4,6% no trimestre (468 mil pessoas).

Por sua vez, o índice de pessoas ocupadas ficou em 53,8% no trimestre encerrado em julho, o que representa um aumento de 0,6 ponto percentual em relação ao trimestre anterior.

Enquanto isso, Pernambuco continua com a maior taxa de desempregados do Nordeste, fruto da paralisação dos investimentos no Porto de Suape.

O foco do desemprego é o município de Ipojuca, que, segundo o ex-prefeito Carlos Santana (PSDB), chegou a receber cerca de mil ônibus/dia, transportando trabalhadores, e hoje transporta menos de cem.

0

Mais um confisco

Por: *José Paulo Cavalcanti Filho

Cristovam Buarque, no seu “A Conspiração Próspero 1984”, disse que Uma conspiração perfeita é uma conspiração em que a própria descoberta da conspiração faça parte da conspiração. Não é o caso dessa de agora, em Pernambuco. Não tão sutil. Dura. Envergonhada. Uma conspiração apenas para transferir, ao caixa do governo, recursos de terceiros. Privados. Apropriação indébita, sem dúvida. Conduta mais própria do Código Penal.
 
Por essa conspiração, até 75% de recursos financeiros depositados no Tribunal de Justiça, decorrentes de ações em que Estado e agregados sejam parte; e até 20% de depósitos privados (litígio de José contra João, por exemplo), vão passar às mãos do Estado. Para pagar precatórios, é o que se diz. Será mesmo, no mundo real? Só Deus sabe.
 
Por que particulares, em vez de pagar valores questionados pelos poderes públicos, preferem depositá-los em juízo? Por uma razão evidente. É que não confiam no Estado. E com toda razão. Se perdem a ação, esses recursos vão afinal para os cofres públicos. Só que, ganhando, os levam de volta para casa. Sem mais esperas. Nem riscos. E não se trata só desses recursos. Os que o Estado deposita para pagar desapropriação, e afins, também. Finda essas ações, as partes recebem os recursos. E se, depois dessa tunga, já não houver grana para pagar? Como ficamos?
 
Tanto mais grave é que, um a um, nossos Estados estão quebrando. Pernambuco também, algum dia, talvez. Se faltarem esses recursos, quem vai garantir o contribuinte? Justificativa é que os recursos estão parados. Sem uso. Só mesmo rindo. Que o dinheiro não é do Estado. Se o argumento valer, também não têm uso boa parte dos depósitos bancários à vista da população. Em pouco, vão querer apropriá-los. Se não o Governo daqui, será o de Brasília. Sob a mesma desculpa. Caso necessário, o Estado repõe. Mas e se não houver recursos para isso?
 
Mais grave é que o Supremo já se pronunciou sobre essa questão. Em favor dos contribuintes. E contra os Estados. Por considerar se tratar de modalidade de empréstimo compulsório. Qualificável, na prática, como confisco. É só consultar as Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADI) números 5.072, 5.353, 5.365 e 5.392. Com decisões já tomadas, nesse sentido, pelos Ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes, Rosa Weber e Teori Zavascki.
 
Em resumo, então, melhor seria resistir à tentação de promover confiscos desse tipo. Melhor fazer uma conspiração do bem. Que é cumprir a lei. Bem mais sensato. E mais democrático.
 
CHESF – A CHESF já foi desmontada. Emagrecida. Transferida à Eletrobrás. E perdeu qualquer chance de manter seu papel de protagonista, no desenvolvimento. Nem incentivos à Cultura se faz mais por aqui. O que é ruim para o Nordeste. Muito ruim. Péssimo. Só que isso tudo se deu não agora, mas no governo Dilma (MP 579/2012). Que destruiu todo o sistema elétrico nacional. Sob o silêncio cúmplice de (quase) todos os que hoje fazem Frentes, e discursam, e protestam ruidosamente contra sua privatização. Às vésperas das eleições de 2018. Vai ver é só coincidência. Deveriam ter protestado antes. Mas preferiram calar. O que uma eleição não faz… É engraçado.
 
*José Paulo Cavalcanti Filho é advogado.

0

Prefeito de SP fez “campanha” nesta quinta-feira na cidade de Campina Grande

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), fez “campanha” nesta quinta-feira (31) na cidade de Campina Grande, a segunda maior do Estado da Paraíba. Ele disputa com o governador Geraldo Alckmin o direito de encabeçar a chapa do PSDB à Presidência da República nas eleições do próximo ano.

Doria desembarcou no Aeroporto João Suassuna por volta das 10h da manhã, proveniente da capital paulista. Ele foi recebido pelo senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), que tem sua principal base eleitoral exatamente em Campina Grande.

Em seguida, cumpriu agenda de candidato presidencial: entrevista a rádios e TVs locais, almoço com empresários e visita à Câmara Municipal, onde recebeu o título de cidadão.

Em menos de 30 dias, Dória visitou as cidades de Salvador (BA), Natal (RN), Fortaleza (CE), Recife (PE) e Campina Grande (PB). E embora faça questão de se apresentar como o “anti Lula”, desta vez ele deixou o ex-presidente em paz.

Lula passou por Campina Grande no último final de semana, 5ª etapa de sua peregrinação pelo Nordeste.

0

Chesf reduz a vazão da hidrelétrica de Xingó

A Chesf decidiu reduzir a vazão dos reservatórios do rio São Francisco a partir da Usina de Xingó, na divisa de Alagoas com Sergipe, de 600 metros cúbicos por segundo para 580. Até 2012, quando teve início a grande seca que aflige o Nordeste, a vazão era de 1.300 metros por segundo.

A decisão foi tomada na última segunda-feira, dia 28, quando os membros do Comitê da Bacia Hidrográfica se reuniram para avaliar o nível dos reservatórios, entre eles Sobradinho, na divisa com a Bahia, que está com pouco mais de 7% de sua capacidade de acumulação.

Caso continue sem chover nas cabeceiras do rio, que nasce na Serra da Canastra, em Minas Gerais, a Chesf reduzirá a vazão para 550 metros por segundo com autorização do Ibama e da Ágência Nacional de Águas (ANA). É uma péssima notícia para os projetos de irrigação.

Nesta sexta-feira (1º), o presidente da Chesf, Sinval Zaidan, tem encontro marcado com o deputado federal Danilo Cabral (PSB), mas para tratar da intenção do governo Temer de privatizar a companhia.

Cabral é o presidente da recém criada Frente Parlamentar de Defesa da Chesf.

0

Prefeito João Luiz consegue um distrito industrial para Limoeiro

O prefeito de Limoeiro, João Luiz Filho (PSB), conhecido na cidade como “Joãozinho”, acaba de conquistar junto ao Governo do Estado, através da AD-DIPER (Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco), um distrito industrial para o seu município.

Ele terá 300 mil metros quadrados de área e receberá investimentos da ordem de R$ 5 milhões. Serão instaladas de imediato cinco pequenas fábricas de empresários locais, as quais irão gerar, aproximadamente, 350 empregos diretos.

Para levar adiante este projeto, reuniram-se nesta quarta-feira (30), além do prefeito, o gerente de investimentos da AD Diper, Alberto Russo e os proprietários das fábricas Albertino Empreendimentos, Bandeira Têxtil Malhas, Recitex, KDK Portas e Janelas e KDK Tintas.

Os lotes de cada uma já foram definidos e as obras deverão ser iniciadas em agosto do próximo ano.

Para atrair esses empreendimentos, o Governo do Estado abrirá mão de 90% do ICMS (Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços) e a prefeitura do ISS e do IPTU.

O prefeito enviou nesta quinta-feira (31) um projeto de lei à Câmara Municipal pedindo autorização para doar lotes a mais quatro empresas de médio porte, que estão igualmente interessados em se estabelecer no município.

0

Irrigantes do São Francisco terão reajuste de até 800% no preço da água, diz Guilherme Coelho

O deputado federal Guilherme Coelho (PSDB) enviou ofício nesta quinta-feira (31) ao ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, pedindo a interferência dele para evitar um aumento abusivo no preço da água que é paga pelos irrigantes do vale do rio São Francisco.

Segundo ele, os valores de outorga para 2018 já foram aprovados pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e preveem reajustes variando entre 200% e 800%.

“Da forma como está sendo proposto, esse reajuste é inapropriado e incoerente com o momento econômico em que o Brasil se encontra. É mais um ônus para a atividade produtiva, especialmente para a agricultura irrigada do semiárido nordestino”, declarou Guilherme Coelho.

O deputado considera “mais coerente”, no momento, encaminhar o problema ao Conselho Nacional de Recursos Hídricos, presidido pelo ministro Sarney Filho, com o objetivo de suspender a decisão do Comitê da Bacia Hidrográfica até que os distritos de irrigação possam apresentar “sugestões complementares e mais realistas” sobre o preço da água.

Guilherme é filho do ex-deputado Osvaldo Coelho, falecido há dois anos. E, a exemplo do pai, é um ardoroso defensor dos irrigantes do vale do rio São Francisco.

0

Romário destaca entrevista de Jarbas sobre sua improvável saída da Frente Popular

O deputado Romário Dias (PSD) foi à tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (31), para reverberar a entrevista dada pelo deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB) à Rádio Jornal do Commercio negando a intenção de abandonar a Frente Popular nas eleições do próximo ano.

Para Romário, a entrevista foi necessária para acabar com as “fofocas” de que Jarbas estaria prestes a romper com o governador Paulo Câmara em decorrência da reaproximação do PSB com o PT.

“Fiquei muito satisfeito ao ouvir hoje da boca do próprio Jarbas que as matérias veiculadas sobre ele não passam de perua (notícia falsa), como se diz no jargão político. Então, como integrante da base do governo Paulo Câmara, me senti na obrigação de verbalizar o que ocorreu, para acabar de vez com esse tipo de fofoca”, afirmou Romário Dias.
Segundo ele, Jarbas disse também na entrevista que, ao contrário do que foi divulgado por alguns veículos de comunicação, o vice-governador Raul Henry permanece na presidência do PMDB de Pernambuco, sendo portanto falsa a informação de que ele teria sido afastado da sua direção pelo presidente nacional, Romero Jucá (PMDB-RR).

“Todos os dias alguém surge com uma matéria para denegrir um dos homens públicos mais sérios da história de Pernambuco. Pensam que humildade é covardia e que ser humilde, leal e cortês é não ter força. A autoridade não se impõe pela força e sim pelo respeito e pela compreensão. E é desta forma íntegra que o governador Paulo Câmara está trabalhando pelo progresso de Pernambuco”, disse o representante do PSD.

Romário Dias foi aparteado pelos deputados Gustavo Negromonte (PMDB) e Aluísio Lessa (PSB), que também ressaltaram a importância de Jarbas para a Frente Popular de Pernambuco.

0

Prefeito do Cabo recebe colegas de Petrolina e de São Lourenço da Mata

O prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral (PSB), recebeu a visita nesta quinta-feira (31) dos colegas de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira (PTB) e de Petrolina, Miguel Coelho (PSB).

Lula é o mais independente dos prefeitos do PSB e na última segunda-feira (29) surpreendeu o Palácio do Governo ao participar de um encontro das oposições, em Caruaru, liderado pela prefeita Raquel Lyra (PSDB) e os ministros Bruno Araújo (Cidades) e Mendonça Filho (Educação).

O encontro dele com os dois colegas aconteceu no Centro Administrativo Municipal e, na ocasião, eles trocaram impressões sobre problemas políticos e administrativos do Estado de Pernambuco.

Bruno Pereira é eleitor de Armando Monteiro (PTB) para o Governo do Estado e Miguel Coelho está em processo de rompimento com o governo Paulo Câmara. Por isso, a conversa com um e outro foi bastante animada.

0

Após a derrota, Antônio Campos visita pela 1ª vez a Câmara de Olinda

Após ser derrotado pelo atual prefeito de Olinda, Professor Lupércio (SD), nas últimas eleições municipais, o advogado Antônio Campos (Podemos) esteve pela primeira vez, nesta quinta-feira (31), na Câmara de Vereadores, para uma visita protocolar à instituição.

Ele foi recebido pelo presidente Jorge Federal (PR) e mais 10 vereadores, com os quais trocou opiniões sobre os problemas do município.

O neto de Miguel Arraes defendeu a ampliação das audiências públicas e uma “agenda de mudanças” para a cidade, liderada pelo Poder Legislativo. Ele ainda não se conformou com a derrota e está questionando judicialmente a vitória do seu opositor alegando que ela se deu de forma irregular.

0

Divisão dos espaços será o maior desafio da Oposição

Coluna Fogo Cruzado – 31 de agosto

É mais fácil o PTB entender-se com o PSDB e o DEM do que com o senador Fernando Bezerra

A julgar pelo ato de Caruaru, realizado no último dia 28, o palanque da Oposição está montado para as eleições de 2018. O principal líder é o senador Armando Monteiro, aspirante ao governo estadual, tendo na sua retaguarda os ministros Mendonça Filho, Bruno Araújo e Fernando Filho, o senador Fernando Bezerra e os ex-governadores Joaquim Francisco e João Lyra Neto. Também estarão nesse bloco, por tabela, os prefeitos Raquel Lyra (Caruaru) e Miguel Coelho (Petrolina) e outros do PSDB e PSB que seguem a liderança política do ministro das Cidades. O problema, daqui para frente, é a divisão dos espaços para que todos sejam contemplados. Isto é, quem será candidato a quê? Óbvio que estão disponíveis a vaga de vice, além de duas para o Senado. Mas no caso de Fernando Bezerra, por exemplo, apoiaria Armando agora sem ter direito de indicar o vice, ou sem o compromisso dele de apoiá-lo em 2022? Provavelmente, não. Por isso se presume desde já que essa composição interna será bastante complicada. Com relação ao Senado, há três candidatos para duas vagas: Mendonça Filho, Bruno Araújo e João Lyra Neto. Mas é mais fácil compor com esses três do que com o senador de Petrolina.

O plano B é Haddad

Em entrevista, ontem, à Rádio CBN do Recife, a senadora e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR), disse que o PT não tem “plano B” para 2018. O candidato é Lula, e ponto final. Só que não é isto que o ex-presidente tem dito em sua peregrinação pelo Nordeste. Ele já admitiu que se não puder ser candidato, a bola da vez será o ex-prefeito Fernando Haddad (SP).

Recepção – Lula está sendo esperado hoje em Ouricuri para participar de um ato público na Praça Voluntários da Pátria. O prefeito Ricardo Ramos, filiado ao PSDB, não irá recebê-lo. Essa tarefa será do prefeito de Granito, João Bosco (PT), ex-superintendente da Codevasf em Petrolina.

Pressão – Como presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Chesf, o deputado Danilo Cabral (PSB) tem encontro marcado, amanhã, no Recife, com o presidente Sinval Zaidan. A Chesf, que gera 10% da energia consumida no país, está ameaçada de privatização. Mas uma reação em bloco dos governadores do Nordeste pode levar Michel Temer ao recuo.

Só em 2018 – Convidado pela prefeita Raquel Lyra (Caruaru), o prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral (PSB), foi ao ato de Caruaru, segunda passada, e ainda esnobou: “Só discuto eleições em 2018”. Ele já avisou a Paulo Câmara que não o apoiará à reeleição se Raul Henry (PMDB) for mantido como vice.

Medalha – Antes de deixar ontem o Ceará, Lula recebeu a medalha Bárbara de Alencar (revolucionária de 1817 e parente de Miguel Arraes e do deputado Tadeu Alencar) na Câmara Municipal do Crato. O governador Camilo Santana (PT) não participou da solenidade, nem admitiu apoiá-lo em 2018, porque seu candidato preferencial é Ciro Gomes (PDT).

Adeus – Foi sepultado ontem no cemitério Morada da Paz, em Paulista, o corpo do médico e ex-deputado estadual Inaldo Lima, que completaria 91 anos de idade agora em setembro. Ele foi cassado em 1969 pelo regime militar, perdendo o mandato e os direitos políticos. E só voltou à Assembleia Legislativa em 1987 após a Lei de Anistia.