0

Carlos Augusto e Priscila Krause oficializam candidaturas à prefeitura do Recife

O engenheiro Carlos Augusto Costa (PV) e a deputada estadual Priscila Krause (DEM) oficializaram suas candidaturas à prefeitura do Recife neste sábado (30). Eles se juntam a Geraldo Júlio (PSB), que também fez convenção neste sábado, João Paulo (PT), Edilson Silva (PSOL) e Daniel Coelho (PSDB).

A convenção do PV contou com a presença do ex-candidato do partido à Presidência da República, Eduardo Jorge. O vice da chapa é o ambientalista Jacques Ribemboim, também do PV.

Já a convenção do DEM teve a presença do ministro Mendonça Filho (Educação) e dos ex-governadores Roberto Magalhães e Gustavo Krause. O vice é o empresário Alcides Cardoso, filiado ao PMN.

Priscila terá em seu palanque a procuradora da prefeitura do Recife, Noélia Brito, que vai disputar uma vaga na Câmara Municipal pelo PMN.

Noélia é editora de um blog que tem o seu nome através do qual tem feito denúncias fortes contra o prefeito Geraldo Júlio e o partido a que pertence (PSB).

0

Armando, Fernando e Humberto vão às convenções de diversos candidatos

Os senadores Armando Monteiro (PTB), Fernando Bezerra (PSB) e Humberto Costa (PT) foram a diversas convenções municipais neste final de semana para prestigiar políticos aliados.

O petebista aproveitou o último sábado (30) para participar de três convenções na área metropolitana: Paulista, Igarassu e São Lourenço da Mata.

Seu candidato em Paulista é o ex-deputado Severino Ramos, em Igarassu o prefeito Mário Ricardo e em São Lourenço o advogado Bruno Pereira, todos do PTB.

“Nesta semana em que nos dedicamos às convenções partidárias, pudemos sentir o calor da militância e a adesão das pessoas aos projetos que apoiamos. É uma onda que enche de confiança essas candidaturas, e estamos confiantes de que elegeremos um grande conjunto de prefeitos e expressivas bancadas de vereadores no pleito de outubro próximo”, declarou Armando Monteiro.

Neste domingo (31), o senador foi à convenção de Nerianny Cavalcanti (PTB-Arcoverde), Doutor Neves (PTB-São Caetano) e Fernando Aragão (PTB-Santa Cruz do Capibaribe).

Antes, já havia participado das convenções de Washington Cadete (PTB-São Bento do Una) e do professor Edmo Neves (PMN-Vitória de Santo Antão).

Já o senador Humberto Costa foi às convenções de seus candidatos em Floresta (Ricardo Ferraz), Serra Talhada (Luciano Duque) e Olinda (Teresa Leitão).

“Nesse momento, é importante estarmos juntos, mostrar à população o que está em jogo. O governo interino do presidente Michel Temer está ameaçando todas as conquistas que os brasileiros tiveram nos últimos 20 anos. Dos programas sociais até as leis trabalhistas. Tudo está sobre iminente risco. É preciso a gente estar junto, alertar sobre isso e ouvir as demandas da população”, afirmou o petista.

O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) também participou de uma maratona de convenções.

Ele esteve em Petrolina (convenção de Miguel Coelho, seu filho), no Recife (convenção de Geraldo Júlio), em Olinda (convenção de Antônio Campos) Arcoverde (convenção da prefeita Madalena Brito) e Paulista (convenção do prefeito Júnior Matuto).

Júnior Matuto reuniu também no seu evento o presidente estadual do PV Carlos Augusto Costa, os deputados estaduais Ossésio Silva (PRB) e Francismar Pontes (PSB), os deputados federais João Fernando Coutinho (PSB) e Carlos Eduardo Cadoca (PDT) e o vice-prefeito do Recife Luciano Siqueira (PCdoB).

Ao todo, 19 partidos se coligaram à chapa encabeçada pelo PSB.

0

Com apoio de 11 partidos, Antonio Campos torna-se candidato à prefeitura de Olinda

O advogado Antonio Campos tornou-se oficialmente neste domingo (31) candidato do PSB à prefeitura de Olinda com o apoio de 11 partidos, dois a menos do que tinha na semana passada.

O desfalque aconteceu porque dois partidos não aceitaram o vice que ele apresentou, a líder evangélica Conceição Silva (PHS). Um dos que se rebelaram foi o vereador Arlindo Siqueira, presidente municipal do PSL.

Ele disse que não apoiará mais o irmão de Eduardo Campos “de jeito nenhum”, mas há controvérsias. O próprio “Tonca” garante que ele retornará para o seu palanque.

O governador Paulo Câmara não foi à convenção porque a Frente Popular no município está dividida. Entretanto, prestigiaram o evento o senador Fernando Bezerra Coelho, o ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho, os deputados federais João Fernando Coutinho (PSB), Severino Ninho (PSB) e o Pastor Eurico (PHS) e o estadual Aloísio Lessa (PSB).

Durante a convenção, foram prestadas homenagens aos ex-governadores Miguel Arraes e Eduardo Campos e ao escritor Ariano Suassuna, militante histórico do PSB. A ex-senadora Marina Silva não compareceu, mas enviou uma mensagem em vídeo.

“Vamos fazer o grande encontro da política com o povo. Nosso patrão vai ser o povo. Vamos ouvir e dialogar constantemente com a população”, prometeu Antonio Campos.

“Vamos pegar no batente, acordar cedo, sem hora e dia para trabalhar pelo povo. Vou ter pulso firme, mas acima de tudo sensibilidade e compromisso para atender aos anseios e às necessidades da população”, acrescentou.

0

Kaio Maniçoba e Isaltino Nascimento apóiam prefeito petista de São José do Egito

Uma semana após o governador Paulo Câmara ter ido a São José do Egito (Pajeú) participar da convenção do ex-prefeito Evandro Valadares (PSB) e do seu vice, Eclériston Pessoa Ramos (PSB), o prefeito e candidato à reeleição, Romério Guimarães (PT), realizou a dele com a presença do deputado federal Kaio Maniçoba (PMDB) e do ex-deputado e atual secretário estadual da Criança e Juventude, Isaltino Nascimento (PSB).

A convenção se realizou neste sábado (30), à noite, na AABB (mesmo local em que o PSB fez a sua) e teve ainda a presença do ex-deputado estadual José Marcos de Lima (PR) e do ex-vereador recifense Dilson Peixoto (PT), que foi o federal do prefeito nas últimas eleições. Ele representou o senador Humberto Costa (PT). O local ficou pequeno para tanta gente.

O prefeito tem o apoio de nove partidos, entre eles o PMDB que indicou para vice o ex-vereador e agrônomo Elias Borja, conhecido como “Nenê de Zé Dudu)”. Ambos já pertenceram ao PSB e deixaram o partido em decorrência de questões locais. A coligação tem 26 candidatos a vereador (18 homens e 8 mulheres).

Uma das presenças mais aguardadas foi a do ex-deputado José Marcos (PR), que ensaiou candidatura própria (ele já foi prefeito do município) e depois voltou atrás. O apoio dele foi decisivo para a vitória do atual prefeito em 2012, porém nos últimos quatro anos a relação sofreu alguns abalos.

José Marcos foi intensamente aplaudido quando renovou o seu apoio ao prefeito petista, que é médico e faz uma gestão absolutamente inatacável do ponto de vista ético-moral.

A cor oficial da campanha é o branco (a mesma que Eduardo Campos utilizou em suas duas campanhas para o Governo Estadual), ao passo que a cor da campanha do PSB é o vermelho (a cor oficial do PT).

Evandro Valadares foi prefeito entre 2005 e 2012. Na sua sucessão apoiou o então vice, Eclériston Ramos, que acabou sendo derrotado devido a uma divisão interna no PSB.

O então prefeito se recusou a oferecer a vaga de vice para um dos “históricos” do PSB. O grupo rompeu com ele, se juntou a “Dr. Romério” e ganhou a eleição pela diferença de 900 votos.

O rompimento teve a chancela do então governador Eduardo Campos, que chegou a dizer na porta do seu gabinete em meados de 2012 ao então prefeito de Itapetim (e candidato novamente agora) Adelmo Alves de Moura (PSB):

– As coisas não podem ser do jeito que Evandro (Valadares) quer. Se ele não quiser dar a vice ao nosso pessoal (“históricos”), a gente compõe com o “gordo” (este repórter testemunhou a conversa).

O “gordo” a que ele se referia era o ex-deputado José Marcos de Lima. E assim foi feito. Valadares bateu o pé e disse que não dava (a vaga), os “históricos” romperam com ele e venceram a eleição em aliança com o PT. O vice foi seu primo, o advogado Augusto Valadares (PSB).

O curioso é que a dissidência foi comandada pelo ex-presidente da Emater (governo Miguel Arraes) Gilberto Rodrigues (PSB), hoje reconciliado com o ex-prefeito e coordenador geral de sua campanha junto com o odontólogo Paulo de Tarso Lira Jucá, o “Paulinho”, uma das pessoas que Eduardo Campos mais detestava porque assumiu um compromisso com ele em 2002 e não cumpriu.

“Paulinho” fez um acerto político mediante o qual seu pai, o então prefeito Paulo Jucá, já falecido, apoiaria Eduardo Campos para a Câmara Federal naquela eleição. O prego foi batido e a ponta virada e na hora “agá” o prefeito votou em Luiz Piauhylino.

Gilberto Rodrigues voltou para os braços de Evandro Valadares, mas sozinho. O grupo que o acompanhou na dissidência permanece ao lado do prefeito, à exceção de seu cunhado, Romerinho Dantas, cuja esposa, Ana Maria, vai disputar uma vaga na Câmara Municipal pelo PSB com grandes chances de eleger-se, dado que é uma das pessoas mais educadas e decentes na política local.

0

Teresa Leitão disputa a prefeitura de Olinda com apoio de cinco partidos

A deputada estadual Teresa Leitão (PT), que realizou neste domingo (31) a sua convenção, vai disputar a prefeitura de Olinda com apoio de cinco partidos.

Além do PT, formam a coligação “Olinda quero avançar” o PRB, PTB, PTN e PTdoB. O vice é o professor e radialista Gilberto Sobral (PRB). A convenção foi realizada no Clube Atlântico, no bairro do Carmo.

“Foi nesta cidade que aprendi a andar, a falar e a ler. E foi também nesta cidade que aprendi a ir à missa, onde me casei e me fiz mãe. Foi ainda nesta cidade que eu conheci a política, pois meu pai foi candidato a vereador pelo PSB quando o ‘S’ significava ‘socialismo’, naqueles tempos passados”, declarou Teresa Leitão.

Ela disse que todos que estavam ali “chegaram por suas próprias pernas”, numa crítica indireta ao candidato Antonio Campos (PSB), que conquistou apoios de partidos através das cúpulas.

“O entusiasmo da chapa de vereadores me surpreendeu. Sei que todos estão muito empenhados, com compromisso, emoção, vontade de dar um grito que estava preso na garganta”, disse a deputada.

Sobre o seu candidato a vice, declarou: “Giba e eu queremos reencantar o olindense, que precisa voltar a ter orgulho de uma cidade que é Patrimônio da Humanidade”.

Antes de Teresa Leitão, o senador Humberto Costa (PT) recordou que o PT, em vários momentos, abriu mão de projetos próprios em nome da unidade das esquerdas (só em Olinda foram quatro eleições apoiando o PCdoB).

“Mas chega uma hora em que o partido precisa mostrar a sua própria cara”, acrescentou.

Além do senador Humberto Costa (PT), estiveram na convenção o vice-prefeito Enildo Arantes (PT), o deputados federal Sílvio Costa (PTdoB), o deputado estadual Oséssio Silva (PRB), os vereadores recifenses Marília Arraes e Jurandir Liberal (ambos do PT) e os vereadores de Olinda Marcelo Santa Cruz (PT) e Jonas Ribeiro (PRB).

0

PRB de Olinda indica o vice de Ricardo Costa

O deputado estadual e candidato a prefeito de Olinda, Ricardo Costa (PMDB), anunciou neste domingo (31) que o seu vice será Antonio Cosmo, conhecido como “Tota”, presidente municipal do PRP.

O anúncio foi realizado na Casa Pop Show, no bairro de Peixinhos, e atraiu centenas de pessoas.

Antônio Cosmo, que preside a sigla em Olinda há oito anos, aproveitou o seu discurso para dar uma alfinetada no candidato Antonio Campos (PSB), que se esforçou nos bastidores para retirar a candidatura de Ricardo Costa.

Disse ele: “Ricardo não é nenhum aventureiro que chega de repente em nossa cidade e pensa que vai nos levar no papo. Estaremos juntos, Ricardo, nessa luta que é de todos os olindenses”.

Ricardo Costa agradeceu o elogio: “Escolhemos um vice do povo porque o nosso projeto está sendo construído com participação popular. Estamos ouvindo e debatendo com os olindenses e essa dupla café com leite (Ricardo e Tota) já deu mais do que certo. É muito fácil falar de trabalho só com palavras. O nosso time fala em trabalho exercendo de verdade o trabalho com esforço e transparência. Estamos nessa disputa eleitoral porque queremos o caminho do avanço e prosperidade para Olinda e não o atraso em que a cidade se encontra há anos”.

Ricardo Costa disputa a prefeitura com Luciana Santos (PCdoB), Izabel Urquisa (PSDB), Antonio Campos (PSB), João Luiz da Silva Filho (PPS), Gustavo Rosas (PV) e Professor Lupércio (SD).

O PMDB de Olinda fará sua convenção no próximo dia 5 de agosto, às 18h, no Clube Atlântico, antigo Forró Cheiro do Povo.

São esperados o deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB), o vice-governador Raul Henry e o ex-governador Roberto Magalhães (DEM).

0

Sobrinho vai mesmo enfrentar o tio na eleição de Carpina

Apesar de apelos de amigos para que mantivesse a unidade da família, não houve jeito.

Botafogo Júnior (PSD) será mesmo candidato a prefeito de Carpina contra o tio, o deputado estadual e ex-prefeito Manoel Botafogo (PDT), que lidera as intenções de voto.

A convenção foi realizada na última sexta-feira com presenças do deputado estadual Romário Dias (PSD), do presidente estadual do partido, André de Paula e dos prefeitos Renildo Calheiros (PCdoB-Olinda) e José Pereira (PSB-Paudalho).

Botafogo Júnior conta com o apoio da mãe, a ex -prefeita de Lagoa do Carro, Judite Botafogo (PSDB), que está concorrendo novamente contra o prefeito Jailson do Armazém (PSB). O vice será Rivaldo Soares (PTC).

Além do PSD e do PTC, formam a coligação os seguintes partidos: PCdoB, PEN, PSDC e PRB.

0

Vice do Cabo decide se candidatar a vereadora

A vice-prefeita do Cabo de Santo Agostinho, Edna Gomes (PRP), que rompeu com o prefeito Vado da Farmácia (sem partido) logo no início da gestão, participou na última sexta-feira (29) da convenção do PSB que oficializou a candidatura do deputado estadual Lula Cabral ao cargo de prefeito.

Ela decidiu disputar uma vaga na Câmara Municipal atendendo a convite do parlamentar.

Natural do Cabo, Edna Gomes iniciou sua vida pública em 1995. Na primeira gestão de Lula Cabral, ela exerceu o cargo de secretária executiva de Programas Sociais.

Em 2008 foi eleita pelo PTB (então partido de Lula) para seu primeiro mandato na Câmara com quase 4 mil votos. Em 2009 assumiu a Secretaria de Programas Sociais e da Mulher e 2012 foi eleita vice-prefeita.

A convenção da Frente Popular se realizou no CAIC e reuniu milhares de pessoas. Lula terá o apoio de 15 partidos para enfrentar o candidato do PSDB, deputado federal Betinho Gomes.
São eles: PDT, PSC, PR, PTdoB, PEN, PSDC, PRP, PP, PROS, PRB, PTC, PMB e PMN. O vice será o vereador Keko do Armazém (PDT), do distrito de Ponte dos Carvalhos.

0

Geraldo garante que fez mais pelo Recife do que os prefeitos do PT

O prefeito Geraldo Júlio (PSB) disse na convenção da Frente Popular, neste sábado (30), que fez mais pelo Recife nesses 3 anos e 7 meses de gestão que os seus antecessores do PT (João Paulo e João da Costa) que governaram a cidade entre 2001 e 2012.

“Vem aí a hora da avaliação: as eleições. Nós vamos mostrar que esse foi o governo que mais fez pelos que mais precisam nessa cidade”, declarou o prefeito.

A convenção, que se realizou no Clube Internacional, reuniu cerca de 4 mil pessoas de 19 partidos. O comunista Luciano Siqueira (PCdoB) foi confirmado na vaga de vice.

O governador Paulo Câmara participou da convenção ao lado do senador Fernando Bezerra (PSB) e da viúva Renata Campos.

Segundo ele, “em 2012 Eduardo Campos viu que o Recife precisava de uma virada e escolheu Geraldo Júlio para ser o artilheiro da sua equipe. Só que Geraldo agora é capitão dessa equipe, é o grande técnico que vai conduzir o Recife para os avanços do futuro. É possível avançar cada vez mais”, afirmou.

O senador Fernando Bezerra defendeu a unidade da Frente Popular dizendo o seguinte: “Quero encerrar lembrando Miguel Arraes, para quem pensar que vai destruir e quebrar essa aliança. Ele dizia que o mais importante que a unidade do palanque é a unidade do povo do Recife”.

A Frente Popular do Recife é formada pelos seguintes partidos: PSB, PCdoB, PMDB, PSD, PDT, PR, PP, PPS, Rede, SD, PTC, PMB, PEN, PPL, PRTB, PSDC, PSC, PROS, PHS E PRP.

Também marcaram presença no evento o vice-governador Raul Henry (PMDB) e o senador Cristovam Buarque (PPS-DF).

0

Anderson quer unir as oposições em Jaboatão dos Guararapes

Certo de que irá ao segundo turno em Jaboatão dos Guararapes, o deputado federal Anderson Ferreira (PR) realizou neste sábado a sua convenção na quadra do Colégio Yapoatam, em Jaboatão Centro.

Ele tem o apoio do ministro Mendonça Filho (Educação) que indicou o seu vice, José Carlos (DEM), do senador Armando Monteiro (PTB) e do deputado estadual Joel da Harpa (PTN), que desistiu de concorrer para apoiá-lo.

A convenção reuniu cerca de três mil pessoas e a tônica dos discursos foi a unidade das oposições em torno de Anderson para enfrentar o atual vice, Heraldo Selva (PSB), candidato do prefeito Elias Gomes (PSDB).

“Hoje se inicia um novo ciclo numa cidade que vive sofrendo porque não foi olhada com o olhar digno da segunda maior cidade do Estado”, disse o candidato do PR.

Ele disse não ter “medo de máquina” porque sua candidatura “não nasceu em gabinete” e sim da vontade do povo, nas ruas.

Segundo ele, a gestão de Elias Gomes “olhando para o mar e de costas para o povo”. Disse que 27,3% dos jovens que moram em Jaboatão “nem trabalham e nem estudam” e isso tem que acabar.

“Pintam uma casa e dizem que é um posto de saúde. Quando tem médico, não tem remédio. Quando tem remédio, não tem médico. Estão jogando piche na rua e dizem que é calçamento. Mas o esgoto entra nas casas das pessoas”, afirmou.

Anderson enfrenta, além de Heraldo Selva (PSB), o vereador Manoel Neco (PDT) e o deputado estadual Cleiton Collins (PP).