0

Lula confirma presença na posse de Dilma Rousseff

O ex-presidente Lula confirmou hoje (31) que estará em Brasília nesta quinta-feira (1º) para assistir à cerimônia de posse da presidente Dilma Rousseff.

A imprensa nacional afirma que ele não teria ficado satisfeito com algumas escolhas de Dilma para o ministério, mas o próprio não confirma isto.

A programação oficial prevê o início da solenidade às 14h40, com a chegada da presidente à Catedral Metropolitana de Brasília, onde seguirá o restante do trajeto no Rolls Royce presidencial.

Às 15h está marcada a cerimônia de compromisso constitucional no Congresso Nacional e às 16h20 ela subirá a rampa do Palácio do Planalto.

Dez minutos depois, está previsto o pronunciamento dela ao público no Parlatório do Palácio.

Pela programação do cerimonial, às 17h a presidente receberá os cumprimentos das 44 autoridades estrangeiras no salão leste do Palácio.

Na sequência, às 17h30, fará a nomeação dos ministros no salão nobre e às 18h15 participará da fotografia oficial do novo governo no salão oeste.

O último evento da posse será a recepção dos convidados no Palácio do Itamaraty, às 18h30.

O PT programou uma grande festa popular na esplanada dos ministérios, sendo que uma das atrações musicais será a cantora Alcione, que é “dilmista” de carteirinha.

Ontem, a dois dias do início do seu segundo mandato, a presidente assinou decreto fixando o salário mínimo de 2015 em R$ 788,06.

Com relação ao valor atual, de R$ 724, 00, o reajuste será de 8,84% (acima da inflação).

O novo mínimo representa um valor diário de R$ 26,27 e de R$ 3,58 por hora de trabalho.

O salário mínimo é calculado a partir de uma fórmula que combina a inflação do ano anterior com o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) dos últimos dois anos.

0

Baiano Juca Ferreira voltará ao Ministério da Cultura

O sociólogo baiano Juca Ferreira, secretário de Cultura da Prefeitura de São Paulo, será o novo ministro da Cultura da presidente Dilma Rousseff.

Ele voltará à pasta que teve oportunidade de ocupar no governo do ex-presidente Lula em substituição a Gilberto Gil.

Juca foi substituído pela senadora Marta Suplicy (PT-SP), que não ficou satisfeita com sua indicação.

Segundo a senadora, o Brasil não conhece os “desmandos” praticados por Juca à frente do Ministério da Cultura.

Filiado ao PT, Juca foi vereador em Salvador pelo Partido Verde. Ele comandou o MinC entre 2008 e 2011 e foi o responsável pela criação do “vale-cultura”.

Em nota divulgada pelo Palácio do Planalto, a presidenta Dilma agradeceu a dedicação da ministra interina Ana Cristina da Cunha Wanzeler, que ficou no lugar de Marta Suplicy.

0

Logo após a posse, Dilma voltará à Bahia para descansar

O Palácio do Planalto confirmou nesta quarta-feira (31) que após ser empossada na Presidência da República, neste dia 1º de janeiro, a presidente Dilma Rousseff voltará com a família para a Base Naval de Aratu, no litoral baiano.

Ela ficará mais quatro dias descansando e só deve retornar a Brasília na próxima segunda-feira, dia 5, para participar da primeira reunião com o novo ministério.

Esta será a quinta vez que a presidente escolha a Base Naval de Aratu para descansar.

Viajarão em sua companhia a mãe, Dona Dilma, a filha Paula e o neto Gabriel.

0

Definido mais um nome para o 2º escalão do governo estadual

Foi definido nesta quarta-feira (31) mais um nome de perfil técnico para o segundo escalão do governo estadual.

Trata-se do engenheiro Carlos Augusto Estima para a diretoria-geral do DER (Departamento de Estradas e Rodagem), órgão subordinado à Secretaria dos Transportes que terá como ocupante o deputado federal Sebastião Oliveira (PR).

Estima é um velho conhecido da Casa porque já trabalhou no órgão nos governos de Roberto Magalhães e Joaquim Francisco.

Até hoje (31), já estavam confirmados os seguintes nomes para o segundo escalão governamental:

1- DER – Carlos Augusto Estima

2- Junta Comercial – Ex-deputada Terezinha Nunes (PSDB)

3- Empetur – Luiz Eduardo Antunes (auditor do TCE)

4- Cepe – Jornalista Ricardo Leitão (continua)

5- Grande Recife Consórcio – Francisco Papaléo (PSD)

6- Detran – Charles Ribeiro (PSD)

7- Fundarpe – Márcia Souto

8- Lafepe – João Fernando Uchoa (DEM)

9- Copergás – Aldo Guedes (continua).

A advogada e candidata derrotada à prefeitura de Olinda, Izabel Urquisa (PMDB), suplente de deputado estadual, vai trabalhar na Secretaria do Turismo com o deputado federal Felipe Carreras (PSB). Ela será a secretária executiva do Prodetur (Programa de Desenvolvimento do Turismo).

0

Humberto e Teresa viajam a Brasília para assistir à posse de Dilma Rousseff

O senador Humberto Costa (PT-PE) e a presidente do PT de Pernambuco, deputada Teresa Leitão, viajaram a Brasília nesta quarta-feira (31) para participar da cerimônia de posse da presidente Dilma Rousseff.

A posse está marcada para esta quinta-feira (1º de janeiro) e será prestigiada por 44 chefes de estado ou representantes de países amigos.

Antes do embarque, o senador pernambucano disse o seguinte: “A expectativa (do segundo governo Dilma) é muito boa para um ano que será desafiador sob vários aspectos. Mas eu não tenho dúvidas de que a presidenta e a sua equipe saberão responder à altura a confiança depositada (nela) pelos brasileiros”.

Há duas semanas, o líder do PT no Senado participou de uma reunião com o presidente nacional do partido, Rui Falcão, para discutir formas pelas quais o PT pernambucano poderá contribuir com a segunda administração da presidente reeleita.

Também estiveram no encontro, que ocorreu na sede do partido, em Brasília, os deputados federais João Paulo, Pedro Eugênio e Fernando Ferro, a deputada estadual Teresa Leitão e o vice-presidente regional do PT, advogado Bruno Ribeiro.

“Dilma teve uma vitória expressiva no nosso Estado no 2º turno, vencendo com mais de 70% dos votos válidos. É extremamente natural que Pernambuco queira estar representado nesse processo, oferecendo ideias novas para um novo governo”, disse o senador.

0

Mendonça defende a “indústria da viuvez”, afirma Sílvio Costa

O deputado Sílvio Costa (PSC) defendeu hoje (31) as mudanças anunciadas na véspera pela presidente Dilma Rousseff nas áreas de seguro-desemprego e pensão pós-morte e criticou o deputado e líder do DEM, Mendonça Filho (PE), por ter-se insurgido contra essas medidas.

Para ele, o líder do DEM tem consciência de que as medidas são corretas mas, por oportunismo político, “defende a indústria da viuvez”.

Pela regra anterior, jovens viúvas ou viúvos poderiam receber pelo resto da vida a pensão do falecido, mesmo que o casamento tivesse durado apenas um dia.

Isso fazia com que, segundo Sílvio Costa, a Previdência pagasse benefício para pessoas em idade produtiva.

A partir de agora, o governo vai exigir pelo menos dois anos de união estável para a concessão do benefício, sendo que a pensão só será vitalícia para viúvos que tenham pelo menos 44 anos de idade.

“É lamentável a posição irresponsável de parte da oposição brasileira”, afirmou o deputado Silvio Costa.

A seu ver, o governo federal não está subtraindo nenhum direito do trabalhador, e sim fortalecendo o caixa da Previdência para que no futuro ela não quebre.

0

Cerimonial divulga programação da posse do governador Paulo Câmara

O cerimonial do Palácio do Campo das Princesas divulgou nesta quarta-feira a programação de posse do governo eleito, Paulo Câmara, neste dia 1º de janeiro.

Nesta quarta-feira, dia 31, ele assistiu a uma missa em ação de graças na Igreja Matriz de Casa Forte, em companhia do atual governador, João Lyra Neto e de todo o secretariado, celebrada pelo padre Edvaldo Gomes.

Confira o restante da programação:

1º de Janeiro de 2015 – Quinta-feira

14h – O chefe da Casa Militar, coronel Mário Cavalcanti, se dirige à residência do governador eleito Paulo Câmara para conduzi-lo à Assembleia Legislativa de Pernambuco, onde será realizada a cerimônia de posse;

14h30 – O governador eleito, acompanhado da futura primeira dama do Estado, Ana Luiza Câmara, e do chefe da Casa Militar, deixa a residência e se encaminha para a Assembleia Legislativa. Na comitiva também estarão o vice-governador eleito Raul Henry e sua esposa, Luiza Nogueira Feitosa;

15h – A comitiva será recebida na rampa do hall do Plenário do Palácio Joaquim Nabuco;
– O governador eleito será recebido por uma comissão suprapartidária de deputados estaduais da 17ª Legislatura, que o conduzirá para compor a mesa, ao lado do vice-governador eleito, do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Uchoa (PDT) e do presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco, desembargador Frederico Neves;

15h15 – O presidente Guilherme Uchoa abre a Sessão Extraordinária da Assembleia Legislativa;

– Execução do Hino Nacional Brasileiro;

– Seguindo o protocolo, o governador e o vice entregarão a cópia de suas declarações de bens;

– O presidente da Assembleia convida o Governador e o Vice-Governador para prestarem o compromisso regimental com as Constituições do Brasil e de Pernambuco;

– Na sequência, o primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado João Fernando Coutinho (PSB), fará a leitura do

Termo de Posse, que será assinado pelo governador Paulo Câmara, pelo vice-governador Raul Henry e pelo presidente da Assembleia, deputado Guilherme Uchoa;

– Pronunciamento do presidente da Assembleia, deputado Guilherme Uchoa;

– Discurso do governador de Pernambuco, Paulo Câmara;

– O presidente da Assembleia suspende a sessão para que os empossados sejam conduzidos até o portão principal do Palácio Joaquim Nabuco;

– Com a reabertura dos trabalhos no Plenário da Assembleia, o segundo-secretário da Casa, deputado Sérgio Leite (PT), fará a leitura da ata da reunião e a cerimônia é declarada encerrada pelo presidente da Assembleia;

– Governador Paulo Câmara passa em revista a primeira Guarda-de-Honra, composta por militares do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco;

16h15 (previsto) – Encerramento da cerimônia e deslocamento para o Palácio do Campo das Princesas;

– O deslocamento da Assembleia Legislativa de Pernambuco ao Palácio do Campo das Princesas será realizado a pé. Ao chegar ao final da Ponte Princesa Isabel, o Governador receberá as continências regulamentares;

– Governador passa em revista a Segunda Guarda-de-Honra, composta por militares da Polícia Militar de Pernambuco;

– Ao chegar ao Palácio, o governador Paulo Câmara será encaminhado até o gabinete do ex-governador João Lyra Neto, que o aguardará acompanhado da esposa, Leila Queiroz, e dos secretários Rubens Júnior (chefe de Gabinete), coronel Mário Cavalcanti (Casa Militar), Luciano Vásquez (Casa Civil) e Ivan Maurício (Imprensa);

– Os governadores se encaminharão até a frente do Palácio do Campo das Princesas, onde acontecerá a cerimônia de transmissão de cargo;
16h30 (previsto) – Composição do Dispositivo de Honra e leitura do termo de transmissão de cargo;

– Composto o dispositivo, a chefe do Cerimonial do Governo do Estado, Ângela Mota, fará a leitura dos termos de transmissão de cargo;

– Inicialmente será lido o termo de transmissão de cargo do ex-governador João Lyra Neto para o governador Paulo Câmara. O ex-governador João Lyra Neto assinará o referido termo juntamente com o Governador Paulo Câmara;

– Na sequência, será lido o termo de transmissão de cargo de vice-governador para Raul Henry. O ex-governador João Lyra Neto assinará o referido termo juntamente com o vice Raul Henry;

– O Ex-Governador João Lyra Neto assinará o referido termo juntamente com o novo Governador Paulo Câmara;

– Governador Paulo Câmara se despede do ex-governador João Lyra Neto e o acompanhará até o seu veículo;

– Após as despedidas, o governador Paulo Câmara retornará ao palco e fará seu primeiro discurso como novo governador de Pernambuco;

– Concluído o discurso, Paulo Câmara e Raul Henry receberão os cumprimentos das autoridades nos jardins do Palácio do Campo das Princesas.

0

Governador condecora 40 personalidades com a Medalha do Mérito Guararapes

O governador João Lyra Neto condecorou nesta terça-feira (30/12), no Palácio do Campo das Princesas, com a Medalha do Mérito Guararapes, a mais alta comenda do Estado, 40 personalidades que têm relevantes serviços prestados a Pernambuco.

Entre os agraciados figuram o presidente do TCE, conselheiro Valdecir Pascoal, o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Frederico Neves e o bispo de Caruaru, o italiano Dom Bernardino Marchió.

Os agraciados receberam medalhas em quatro graus, a saber: Grã-Cruz, Grande Oficial, Comendador e Oficial.

Escolhido para falar em nome dos condecorados, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Valdecir Pascoal, afirmou ser uma “grande responsabilidade” receber aquela comenda por ser Pernambuco um Estado de “lutas libertárias”.

“Essa honraria carrega a história do Leão do Norte que eu aprendi a amar”, afirmou.

Na qualidade de Grão Mestre da medalha da Ordem do Mérito Guararapes, o governador João Lyra Neto afirmou que a entrega da comenda simbolizava o agradecimento do Estado a todos que contribuíram para o seu desenvolvimento.

“Em nome do povo pernambucano, agradeço a participação e o gesto de vocês”, disse ele.
AGRACIADOS COM A MEDALHA DA ORDEM DO MÉRITO DOS GUARARAPES

Grau de Grã-Cruz

– Guilherme Uchoa, presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco
– Frederico Neves, presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco

Grau de Grande Oficial

– Francisco Wildo, presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região
– Fausto Campos, presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco
– Valdecir Fernandes Pascoal, presidente do Tribunal de Contas de Pernambuco
– Aguinaldo Fenelon, procurador geral de Justiça
– Dom Bernardino Marchió, bispo da Diocese de Caruaru
– Luciano Vásquez, secretário da Casa Civil
– Décio Padilha, secretário da Fazenda
– Aldo Santos, secretário de Agricultura e Reforma Agrária
– Ana Maria de Albuquerque, secretária da Saúde
– José Bertotti, secretário de Ciência e Tecnologia
– Alessandro Carvalho, secretário da Defesa Social
– Márcio Stefanni, secretário de Desenvolvimento Econômico
– Bernardo d’Almeida, secretário de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos
– Evandro Avelar, secretário das Cidades
– Bianca Avallone, procuradora geral do Estado
– Pedro Eurico, secretário da Criança e da Juventude
– Marcelo Canuto, secretário da Cultura
– Murilo Guerra, secretário de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo
– Bárbara Kreuzig, secretária da Mulher
– Ivan Maurício, secretário de Imprensa
– Djalmo Leão, controlador geral do Estado
– Carlos Cavalcanti, secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade
– Osíris Caldas, secretário da Micro e Pequena Empresa
– Rubens Júnior, chefe de gabinete do governador.

Grau de Comendador

– Coronel Eduardo Pereira
– Coronel Marcos Luiz
– Tenente Coronel Adalberto Freitas
– Tenente Coronel Clóvis Pereira
– Major Eduardo Gonçalves
– Major Paulo Cesar Cavalcante
– Major Joseildo Solon
– Major Walfrido Curvelo
– Rivaldo Machado (gabinete do governador)
– Carlos Schuler (gabinete do governador)

Grau de Oficial

– Capitão Glauber Vieira
– Capitão Luiz Fernando Coelho
– Capitão Linaldo Tavares
– Capitão Murilo Curvelo.

O governador escolheu o penúltimo dia do seu governo para fazer a entrega das comendas, cuja solenidade contou com a presença de amigos e familiares dos agraciados.

0

Romão diz que candidatura de Uchoa seria uma afronta à Constituição

O economista e professor Maurício Romão afirma no artigo abaixo, intitulado “A Assembleia Legislativa e a prática da nova política”, que eventual candidatura de Guilherme Uchoa (PDT) à presidência da Assembleia Legislativa seria uma afronta à Constituição do Estado.

Confira:

Uma das principais bandeiras desfraldadas pela população que frequentou as ruas físicas e virtuais das manifestações de junho de 2013 foi a que demandava uma nova prática política, com ênfase em aspectos éticos.

A bandeira ficou de tal forma realçada naquelas inquietudes que passou a ser adotada por alguns candidatos a presidente e a governador na eleição de 2014.

Foi, por exemplo, reverberada urbi et orbi na postulação presidencial do ex-governador Eduardo Campos, na de sua sucessora, Marina Silva, e ainda, pelo candidato Aécio Neves. Em Pernambuco, apenas para citar um estado, foi um dos motes da campanha vitoriosa de Paulo Câmara ao executivo estadual.

Claro que “nova prática política” é uma concepção difusa. Mas, deixando de lado os pruridos hermenêuticos, basta compreendê-la despretensiosamente como a “necessidade de renovar os métodos viciados de fazer política”; “um jeito diferente de fazer política”.

Ou ainda, entendê-la por analogia a uma famosa definição de desenvolvimento de um país: “o desenvolvimento é como um elefante: difícil de definir, porém fácil de reconhecer”.

Por exemplo, o intento de alguns parlamentares estaduais de reconduzir pela quinta vez consecutiva ao cargo de presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALEPE) o atual mandatário, não é, definitivamente, uma nova prática política. Não é mesmo. E isso é “fácil de reconhecer”.

O disparatado propósito atenta violentamente contra os princípios republicanos albergados no art. 1º da Constituição Federal e obstrui a alternância de poder que é própria dos regimes democráticos.

Diante dessa inconcebível afronta, o presidente da OAB-PE, Pedro Henrique, no exercício do lídimo mister da entidade de defender a Constituição, a ordem jurídica e a boa aplicação das leis (art. 44, inciso I do seu Estatuto) formulou consulta à Comissão de Estudos Constitucionais (CEC) da própria Ordem sobre a possibilidade do atual presidente da ALEPE, deputado Guilherme Uchoa, ser reconduzido para novo biênio na legislatura que se inicia em 2015.

O robusto parecer da CEC, aprovado por unanimidade pelo Conselho Pleno da OAB-PE, diz, em síntese, que a Constituição do Estado permite apenas uma única reeleição de membros da Mesa Diretora (mandato de dois anos) para o período imediatamente subsequente, criando-se inelegibilidade para um terceiro mandato consecutivo, mesmo que de uma legislatura para outra. in verbis:

“A regra geral vigente é a vedação à reeleição do terceiro mandato, e a excepcional, carreada pelo art. 3º da Emenda Constitucional 33, de 2011, é a possibilidade de reeleição para o terceiro mandato apenas na eleição para o segundo biênio da 17ª legislatura (a de 2011 a 2014, adendo nosso)”. Parecer da CEC, pag. 18.

Enfim, o documento da OAB é taxativo: “sob pena de ocorrência de grave inconstitucionalidade”, não é possível ao atual mandatário da ALEPE ser reconduzido ao mesmo cargo na próxima legislatura.

Ainda assim, em um recente programa de rádio o presidente da ALEPE, alheio à suscitada agressão legal, disse que trabalha seu nome para ser consensual entre os parlamentares e desdenhou da iniciativa da entidade classista:

“Em três tentativas de interferência em assuntos da Casa, a OAB nunca ganhou uma. Agora, se insistir, será novamente mal sucedida, porque eleição de mesa diretora é assunto interna corporis”.

De fato, a eleição da Mesa Diretora é assunto de competência interna do Legislativo, mas o seu regramento é ditado pela Constituição do Estado, que estabelece impedimentos à reeleição sucessiva de seus membros.

Mas, mesmo que legal fosse tal perpetuidade de poder, seria ética e moralmente admissível?

Não se estaria afrontando o princípio elementar da alternância de poder? Não devem os cargos políticos ser exercidos através de mandato temporário, justamente para evitar que o poder se concentre indefinidamente nas mãos de determinados grupos ou pessoas, aumentando a ocorrência de vícios, usufruto de vantagens indevidas e tentações autoritárias?

A Casa de Joaquim Nabuco tem nessa eleição de seus dirigentes a oportunidade ímpar de praticar a nova política reclamada nas ruas, e caminhar no sentido de aproximar a representação parlamentar dos anseios da população, hoje separada por quilométrico fosso.

0

Governo de Eduardo Campos termina hoje

Coluna Fogo Cruzado – 31 de dezembro

O ainda governador João Lyra Neto pode ser um dos candidatos do PSB a senador nas eleições de 2018

Encerra-se hoje a passagem de João Lyra Neto pelo Governo do Estado de Pernambuco. Como ele próprio declarou antes de assumir o cargo, não seria um governo de cara própria e sim a continuidade da gestão do governador Eduardo Campos. Sua missão à frente do Palácio das Princesas, portanto, foi continuar o que já estava iniciado e fazer o ajuste necessário para que o Estado fechasse as suas contas sem infringir a Lei de Responsabilidade Fiscal. Além disso, sua passagem pelo governo coincidiu com o rompimento do seu antecessor com a presidente Dilma Rousseff, que se não chegou a penalizar o Estado por conta desse cisma também não manifestou a mesma boa vontade para liberar novos recursos. João Lyra Neto, pelo que se sabe, não tem projeto político imediato salvo a eleição da filha, Raquel, para a prefeitura de Caruaru em 2016. Mas pode ser um dos candidatos a senador pelo PSB (serão duas vagas) nas eleições de 2018.

Os acertos de Dilma

Dilma Rousseff pode até não estar fazendo o que prometeu na campanha eleitoral, mas muito do que fez até agora está no caminho certo. Exemplos? Colocar Armando Monteiro no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Kátia Abreu na Agricultura, Joaquim Levy na Fazenda e Nélson Barbosa no Planejamento. Não interessa se essas pessoas são de “direita”, de “esquerda” ou de “centro”. E sim o fato de serem as pessoas certas para os lugares certos.

Regras – Com algum atraso, Dilma anunciou uma série de medidas para tornar mais rígidas as regras do seguro-desemprego, abono salarial, pensão por morte e auxílio doença. Foi apenas o começo da inevitável reforma previdenciária, sem a qual daqui a 20 anos o Brasil estará no fundo do poço. Essa reforma é mais urgente que a “política” e o próprio Congresso sabe disto.

Pensão – Apenas Marco Maciel e José Ramos recebem pensão especial como ex-governadores. Mas também a recebiam Barbosa Lima Sobrinho (até 2000) e Cid Sampaio (até 2010).

Convite – Informa Rubens Júnior, chefe de gabinete de João Lyra Neto, que todos os ex-governadores de Pernambuco foram convidados, por e-mail, para a posse de Paulo Câmara.

Atraso – Pernambuco ainda pena para concluir as Adutores do Pajeú e do Agreste, ao passo que Sergipe tem 5 mil km de adutoras construídas só na gestão do governador João Alves Filho.

Link – À frente da Secretaria dos Transportes, o deputado Sebastião Oliveira (foto) terá diálogo fácil com o futuro ministro da pasta, Antônio Carlos Rodrigues, que é o presidente de fato do seu partido (PR) e sempre teve boa relação com o também deputado Inocêncio Oliveira.

Drogas – O governador eleito Camilo Santana (CE) criou a Secretaria de Combate às Drogas e convidou para comandá-la a empresária Nicolle Barbosa, que era a candidata preferencial de Eduardo Campos a governadora e acabou sendo substituída pela deputada Eliane Novaes.

Divisão – Como diz o deputado Sílvio Costa (PSC), não foi apenas Dilma Rousseff que montou “governo de coalizão” para ter base de apoio. Para garantir a governabilidade, Geraldo Alckmin (PSDB-SP) deu a Secretaria de Justiça ao PTB, a de Agricultura ao PPS, a de Habitação ao DEM, a do Esporte ao PRB, a do Trabalho e Emprego ao Solidariedade e a do Meio Ambiente ao PV.

Alerta – Um dos primeiros atos do deputado estadual eleito, Lucas Ramos (PSB), na Assembleia Legislativa, será propor uma reunião do Comitê Integrado de Convivência com o Semiárido para debater o alerta do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) de que teremos nova seca no Nordeste em 2015. O jovem deputado pretende, no mandato, priorizar essa questão.