0

Geraldo Júlio encerra neste sábado seminário do PSB para os novos prefeitos

O prefeito eleito do Recife Geraldo Júlio (PSB) vai encerrar na manhã deste sábado, em Brasília, o seminário que o PSB está realizando para os prefeitos eleitos em outubro último.

Ele vai fazer uma palestra sobre a importância do planejamento para o sucesso da gestão pública. O evento acontece no Hotel Nacional.

Geraldo foi secretário do planejamento do primeiro governo de Eduardo Campos e presidente de Suape de 2011 a junho deste ano.

O seminário foi aberto nesta sexta-feira pelo governador Eduardo Campos e contou com palestras de três prefeitos que foram reeleitos no mês de outubro: Márcio Lacerda (Belo Horizonte), Valdomiro Lopes (São José do Rio Preto) e Marcones Libório de Sá (Salgueiro).

A imprensa do sul encarou o tema da palestra do governador de Pernambuco – “Por um novo Federalismo” – como discurso de candidato a presidente da República.

O governador viajou à tarde para São Paulo aonde assistirá na manhã deste sábado ao sorteio dos jogos da Copa das Confederações.

Sem categoria
0

PSB de Olinda estranha o silêncio do prefeito Renildo Calheiros

Estranhando o silencia do prefeito reeleito de Olinda, Renildo Calheiros (PCdoB), que não se reuniu nenhuma vez com o PSB depois das eleições municipais, o presidente do diretório municipal do PSB, Tales Vital, divulgou hoje (30) o seguinte comunicado:

I – O prefeito de Olinda Renildo Calheiros teve nesta última eleição seu mandato renovado no primeiro turno com  102.295 dos votos válidos. O PSB, partido da sua coligação Olinda Frente Popular, teve 23.340 votos válidos.

II- Considerando que nem todo voto de candidatos a vereador do PSB foi casado com o do prefeito, por decisão dos eleitores, pode-se estimar que o PSB de Olinda contribuiu com pelo menos 20% dos votos que o prefeito obteve para sua reeleição.

III- O PSB está preocupado com a gestão da cidade no próximo mandato porque nessa última eleição, num colégio de 258.964 votantes, os  votos brancos, abstenções e nulos somaram 105.056, o que representa certo ceticismo dos eleitores de Olinda com os seus representantes políticos.

IV- O PSB quer discutir as prioridades que serão estabelecidas para a próxima gestão da prefeitura na cidade, principalmente no atendimento de serviços básicos para a população.

Sem categoria
0

Lula é culpado politicamente

Por *Maurílio Ferreira Lima

Os lamentáveis episódios   revelados  pela  Polícia Federal e divulgados pela TV, do comportamento  indecoroso da chefe da representação da Presidência da República em São Paulo, uma tal de Rosemary, negociando propinas em troca de pareceres fraudulentos feitos em Brasília pela Advocacia Geral da União, pagamento de cirurgias plásticas e outros imoralidades, deixam o ex-presidente Lula muito mal.

Foi ele quem escolheu, nomeou e atendeu às imorais solicitações dela. Rosemary não é funcionária  pública, exercia  um  cargo  comissionado. Depois  de  demitida  sumariamente pela  presidente Dilma Rouseff, não  cometeu  perante  a  lei nenhum  crime.

Só um funcionário público poderia ser punido perante à Lei por tráfico de influência. Não é contra a Lei pedir empregos para parentes nem pedir o pagamento de cirurgia plástica. Isso é crime exclusivo de servidor público.

Esse favorecimento legal não isenta Lula de culpa política. Crime ele não praticou mas politicamente falando saiu muito mal do episódio.

* Maurílio Ferreira Lima foi deputado federal pelo PMDB.

Sem categoria
0

PSD indica a deputada Mary Gouveia para a 4ª secretaria da Alepe

A bancada do PSD na Assembleia Legislativa indicou nesta sexta-feira, por unanimidade, a deputada Mary Gouveia para o cargo de 4º secretário.

A vaga estava sendo disputada pelo atual ocupante Eriberto Medeiros (PTC) e o deputado Everaldo Cabral.

Contudo, após reunião com o presidente estadual do partido, André de Paula, Cabral retirou a candidatura e assinou o documento indicando Mary.

O partido terá como líder o deputado Rodrigo Novaes e se compromete a votar fechado com todos os candidatos que foram referendados pelas respectivas bancadas.

Mary é casada com o prefeito de Escada e presidente da Amupe Jandelson Gouveia (PR).

Sem categoria
0

Leonardo Dias retira candidatura em favor de João Fernando Coutinho

Atendendo a pedido do líder do governo Valdemar Borges (PSB), o deputado Leonardo Dias (PSB) desistiu nesta sexta-feira de disputar a 1ª secretaria da Assembleia Legislativa com o colega de bancada João Fernando Coutinho, que já é o 1º secretário.

A desistência foi formalizada através de carta que ele enviou ao líder da bancada governista.

Com isso, o presidente Guilherme Uchoa (PDT) e o 1º secretário João Fernando Coutinho deverão ser reeleitos nesta segunda-feira quase que por unanimidade. A eleição está marcada para as 15h em votação secreta.

Sem categoria
0

Ferro defende o PT do Recife na base de apoio a Geraldo Júlio

O deputado Fernando Ferro (PT) disse à Radio Olinda nesta sexta-feira que que o seu partido deve integrar a base de apoio ao prefeito eleito do Recife Geraldo Júlio (PSB).

“Defendo que devemos continuar integrando esse campo político. Não podemos achar que nossa aliança, que foi a mesma que elegeu Lula e Eduardo, e mais recentemente a presidenta Dilma, já cumpriu todo o seu papel de transformação do país. É necessário amadurecer o debate e fortalecer a Frente Popular”, disse o deputado pernambucano.

Sobre a posição do senador Humberto Costa, a favor de que o partido deva ficar numa posição de independência, Fernando Ferro declarou:

“As declarações do senador são suas avaliações pessoais. Elas não representam nenhuma força ou instância partidária. Respeito a opinião dele, que sentiu o desgaste da derrota aqui no Recife. Mas é estranha essa história de independência. Temos que ter uma posição enquanto partido. Ou somos situação ou oposição. E é natural que o PT fique mais próximo da Frente Popular”.

Sem categoria
0

Armando Monteiro é a favor da unificação do ICMS

O senador Armando Monteiro (PTB) disse em São Paulo nesta sexta-feira que é a favor da modernização do “arcabouço tributário” do país, começando pela unificação do ICMS, desde que haja compensação para os estados mais pobres.

Foi durante o seminário “Reformas Inadiáveis” promovido pela Câmara Americana de Comércio.  O foco do seminário foram os entraves existentes à competitividade de nossa economia devido à elevação de nossa carga tributária.

O debate foi coordenado pelo economista Delfim Netto e teve a  presença dos professores Fernando Resende e Jacques Marcovitch, além de lideranças do Senado e Câmara Federal.

“A reforma tributária tem que começar. Não é mais possível conviver com esse ambiente caótico. Temos que dar um mínimo de harmonização ao ICMS”, disse o senador.

Ele não se opõe à unificação da alíquota em 4%, desse que haja um mecanismo que compense automaticamente as receitas perdidas pelos estados economicamente mais frágeis.

Sem categoria
0

PSDB vai aconselhar os seus prefeitos a fazerem “um bom mandato”

Todos os 702 prefeitos que se elegeram pelo PSDB em outubro passado foram convidados para participar em Brasília, nesta segunda-feira, de um seminário que está sendo organizado pelo Instituto Teotônio Vilela.

“Faça um bom mandato: informações e reflexões para a gestão municipal” é o título do seminário que será aberto pelo presidente do ITV, ex-senador Tasso Jereissati (CE).

Também serão palestrantes o presidente nacional do partido, deputado federal Sérgio Guerra (PE), o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

“Reunir os prefeitos é essencial para o fortalecimento da legenda e principalmente para a melhoria e o aprimoramento da gestão. Cada cidade tem seus desafios específicos, mas há problemas comuns a todos os gestores, que podem ser facilmente resolvidos quando há união”, disse o presidente Sérgio Guerra.

Sem categoria
0

Livro sobre a Advocacia Pernambucana será lançado na próxima quarta-feira

Será lançado na próxima quarta-feira na Academia Pernambucana de Letras o livro Um Retrato da Advocacia Pernambucana.

A coordenação dos textos foi do advogado Carlos Harten, sócio-diretor da Queiroz Cavalcanti Advocacia e presidente da Comissão de Direito Securitário da OAB/PE.

“Nossa obra é um registro da experiência individual de cada um dos autores em suas respectivas especialidades, mostrando o que cada ramo da advocacia significa e traz de particularidade”, disse Carlos Harten que é autor de livros publicados no Brasil e exterior.

O livro se divide em 19 capítulos, cada um dedicado a um segmento da advocacia e escrito por um profissional de referência na área em Pernambuco.

Os autores que participam do livro são Ivon Pires (Advocacia Ambiental), Alexandre da Fonte Filho (Comércio e Contratos Internacionais), Carlos Harten (Contencioso Cível), José Henrique Wanderley Filho (Contencioso Tributário), Flávio Queiroz (Contratual), Ademar Rigueira Neto (Criminal), Márcio Alves (Eleitoral); Silvio Neves Baptista (Família), Otávio Lobo (Falimentar e Recuperação Judicial), Henrique Mariano (Imobiliário), Amílcar Falcão (Infraestrutura); Walter Manzi (Planejamento Tributário), Manuela Moura da Fonte (Planejamento Sucessório), Alexandre Vasconcelos (Previdenciária), Gustavo Escobar (Propriedade Intelectual), Thiago Norões (Pública), Sérgio Higino Neto (Servidores Públicos), João Humberto Martorelli (Societária) e Sérgio Aquino (Trabalhista).

Sem categoria
0

PMDB de Pernambuco – A onça está acuada

Por *Rivaldo Soares

A traição de Jarbas, Raul Henry e Dorany Sampaio ao projeto de candidatura própria do PMDB à prefeitura de Caruaru neste ano, que foi arquivado por eles para embarcar no naufrágio da candidata do DEM, provocou uma intensa disputa interna que culminou com o pedido de intervenção que patrocinei, indo até a Executiva Nacional reclamar das peraltices dos senhores de cabelos brancos do PMDB pernambucano.

Eu estava certo, pois o que eu disse no pedido de intervenção se confirmou nessas eleições: o PMDB é hoje um pequeno partido em Pernambuco, com apenas sete prefeitos e um único vereador na Capital. Só tem um deputado estadual, um federal e um senador, que não conseguiu nem eleger o filho como vereador do Recife.

Toda essa discussão fez com que eu despertasse para um caminho novo. Vi na pessoa do prefeito de Petrolina Júlio Lossio o nome ideal para a renovação que o PMDB necessita em Pernambuco. Não sabia eu que com aquele artigo que escrevi, em meados de outubro, em que apontei o nome de Júlio Lossio como a alternativa ao futuro do partido e do estado e um nome importante do PMDB para o governo, em 2014, despertaria a ira dos senhores “donos” do PMDB pernambucano.

Correram para me expulsar do partido, atropelando todos os ritos processuais. Negam-me o direito de ter acesso ao processo em que estou sendo acusado de infidelidade, quando os infiéis foram eles que entregaram o partido, em Caruaru, para pessoas do DEM e no Recife ao PSB, me levando ingressar, segunda-feira, com um mandado de segurança para ter o direito de ter acesso ao processo de que eles insistem em me negar conhecimento.

Mas não estou sozinho como vítima nessa caça às bruxas no PMDB de Pernambuco. Só porque o nome de Júlio Lossio ganhou força entre os filiados do PMDB e a imprensa pernambucana já o considera um forte nome para disputar o governo do Estado, figuras carimbadas e hoje ligadas a Eduardo Campos, dentro do partido, começam a atacar o prefeito reeleito de Petrolina, a fim de atingi-lo, porque sabem que ele tem o apoio da Executiva Nacional do PMDB.

Há 15 dias, o sobrinho de Jarbas, deputado Gustavo Negromonte, afirmou que se Lossio quiser mesmo ser candidato a governador ”terá que lutar muito dentro do PMDB, pois o partido já está com Eduardo”.  Nesta semana foi a vez do único vereador do PMDB que eles conseguiram eleger no Recife, André Ferreira, disparar: “se Júlio Lossio quiser ser candidato a governador, vai ter que procurar outro partido, pois nós já temos compromisso com o governador”, afirmou o edil.

Ontem foi a vez do presidente do partido, Dorany Sampaio, praticamente atacar o vice-presidente Michel Temer ao insinuar que o expoente maior do PMDB no Brasil estava se metendo nos “assuntos internos do PMDB de Pernambuco”, como se o PMDB daqui não devesse obediência ao PMDB nacional. O PMDB de Jarbas é quase uma república independente em Pernambuco.

Nesse mês de dezembro o PMDB de Pernambuco irá eleger, espero, um novo Diretório e uma nova Executiva Estadual. Vai decidir se quer continuar com essa aliança esdrúxula que Jarbas e Raul Henry fizeram com o PSB, meramente para defender interesses pessoais e suas reeleições, ou se vai referendar a aliança nacional que tem com a presidente Dilma, com Michel Temer na vice-presidência.

Eles ainda não me notificaram da decisão de me expulsar sumariamente do partido, porque querem protelar meu direito de recorrer dessa violenta decisão. Sabem eles que uma vez tendo recorrido da expulsão, eu volto, por efeito suspensivo, a pertencer aos quadros do PMDB e terei o direito de disputar o Diretório estadual do meu partido do coração, o PMDB.

A velha onça está acuada e quando o caçador acua a velha onça, ela parte para o ataque. Com instinto animal, esquece até do perigo de ter contra si a alça de mira do caçador.

* Rivaldo Soares é membro sub judice do Diretório Estadual do PMDB de Pernambuco

Sem categoria