1

A dança dos partidos visando às eleições de 2012

AJUSTES NO BLOG

Prezados leitores,

Devido a modificações no layout do blog, alguns usuários poderão ter alguma dificuldade para visualização das notícias.

Informamos que o problema será sanado em breve, quando estrearemos um novo visual.

——————————————————————————————————————-

Coluna da Folha de Pernambuco da segunda-feira, 01/08/11 

Dizem que as eleições no Brasil são as mais elásticas do mundo ocidental, e é verdade, porque quando termina uma, imediatamente começa a outra. Eduardo Campos mal tomou posse no cargo de governador (segundo mandato) e não se fala em outra coisa, nos partidos, a não ser em eleição municipal. Como o prazo de filiação para quem deseja disputar mandato no próximo ano vai se encerrar no final de setembro, esses próximos 60 dias serão de plena efervescência em todas as legendas, sem exceção.

A antecipação da pauta eleitoral não é exclusividade deste ou daquele partido. Todo mundo está se armando como pode, visando às eleições de 2012, porque dela depende em grande parte a montagem do jogo de 2014. O DEM fez um encontro regional em Caruaru e está programando outro para Salgueiro, o PMDB reuniu sua tropa em Petrolina, o PT fez conferências municipais em Paulista, Palmares e Caruaru, o PSB sua “Agenda 40” em Moreno, Palmares, Salgueiro e Afogados da Ingazeira, etc.
 
A partir deste segundo semestre, também vão entrar em campo de olho nas eleições municipais o PTB (senador Armando Monteiro), o PR (deputado Inocêncio Oliveira), o PDT (prefeito José Queiroz), o PCdoB (deputado Luciano Siqueira) e o PSDB (deputado Sérgio Guerra). Culpa dessas lideranças que estariam priorizando a “agenda eleitoral” em detrimento da “agenda administrativa”? De jeito nenhum. A culpa é da legislação, que obriga as campanhas terem início um ano antes das eleições. 
 
É mentira! – Renato Cruz, 2º vice-presidente regional do PRB, desmente a versão de que o partido teria expulsado de suas fileiras o ex-deputado federal “Negão Abençoado”.  Ele saiu por livre e espontânea vontade, garante Cruz, para disputar a prefeitura de São Lourenço da Mata. 
 
Chapa 2014 – O ex-deputado José Marcos (PR), secretário de saneamento do prefeito João da Costa, numa entrevista de rádio neste final de semana resolveu abrir o verbo: “O candidato a presidente da República em 2014 será Lula (pelo PT) e o vice Eduardo Campos”, disse ele.
 
Bons tempos – Depois de um longo período de afastamento, o deputado Wôlney Queiroz e seu pai, o prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), começam a se reaproximar do vice-governador João Lyra Neto. O deputado enviou uma mensagem ao vice, sexta-feira passada, parabenizando-o por ter sido o idealizador do projeto das Policlínicas dos bairros do Salgado e Vassoural.
 
Fim da missão – Milton Coelho, presidente regional do PSB por indicação de Miguel Arraes e posterior chancela de Eduardo Campos, não participou da “Agenda 40” de Palmares, nem de Salgueiro nem de Afogados da Ingazeira. Foi uma sinalização clara de que não deseja mais ficar na presidência e por isso a executiva do partido já começou a discutir quem irá substituí-lo.
 
A saudade – O ex-deputado Fernando Lupa (quem lembra dele?), depois de breve passagem pelo PSB e o PSDB, resolveu voltar à vida pública. Vai disputar a prefeitura de Lagoa dos Gatos, no Agreste, com apoio do ex-prefeito Lula da Capivara, provavelmente pelo PSB.
 
 O espaço – Presume-se que o prefeito João da Costa tenha convidado Sebastião Rufino (PSB) para a Secretaria de Habitação com “carta branca” para montar a sua equipe, do contrário haverá problema. O PTB saiu dessa pasta porque não tinha autonomia para nomear um contínuo.  
 
Novo rumo – Sem dispor de espaço no PR, que já está ocupado em Serra Talhada por Inocêncio Oliveira, Sebastião Oliveira, o prefeito Carlos Evandro e o vice Luciano Duque, o ex-prefeito Geni Pereira decidiu se filiar ao PSB. Mas isso não significa em absoluto, disse ele, rompimento político com o grupo. Ele continua ligado ao prefeito, que inclusive é seu primo legítimo.
 
É do ramo – Apesar da vigilância do DEM, que por recomendação de sua executiva nacional está conferindo, uma por uma, as assinaturas de apoiamento à criação do PSD, o presidente André de Paula (PE) cumpriu a 1ª etapa do processo: conseguiu mais de 22 mil assinaturas. Ele já presidiu o PFL e é do ramo.
 
Sem saco – Nélson Jobim e Ellen Gracie, os dois ministros que o ex-presidente FHC indicou para o STF, parece que não gostaram do emprego. Jobim pediu aposentadoria aos 62 anos de idade, quando poderia ficar até os 70, e Ellen Gracie, com a mesma idade, fará a mesma coisa em 10/08. Ambos são gaúchos.