0

Inaldo Sampaio também na Folha de Pernambuco

A partir de hoje (01), o jornalista Inaldo Sampaio passa a assinar a coluna diária “Fogo Cruzado” na Folha de Pernambuco. Confira neste espaço as notas publicadas no jornal desta terça-feira e continue acompanhando no blog, ao longo do dia, a análise dos fatos políticos e notícias atualizadas regularmente.

Eis as notas de estreia:

A desarticulação das Oposições
 
Sexta-feira passada, numa entrevista dada a uma rádio local, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) confessou-se pessimista com a possibilidade de os partidos de oposição retomarem o governo estadual nas eleições do próximo ano.

Disse que elas estão “desarticuladas” e que não tiveram sequer a preocupação de arregimentar quadros novos para as suas fileiras, com vistas às eleições proporcionais (deputado federal e deputado estadual). Para obterem êxito, acrescentou, elas teriam que se reunir mais, algo que praticamente não fizeram nos 2 anos e 8 meses de mandato do governador Eduardo Campos.

Curiosamente, ninguém do PSDB, do PPS e do Democratas fez qualquer observação sobre o comentário do senador, que declarou não ser responsável por essa desarticulação, embora admita que, “aqui ou acolá”, possa ter pecado “por omissão”.

O senador não deu nome aos bois. Mas, sabendo-se que o PPS e o DEM não têm qualquer relação com o Palácio do Campo das Princesas e que 80% das bases municipais do PSDB estão comprometidas com a reeleição do atual governador, só faltou dizer que o responsável por essa desarticulação é o senador Sérgio Guerra (PSDB), que convidou o governador para ir à sua fazenda, no São João, e retribuiu a visita indo à festa junina do vice-governador João Lyra Neto.
 
Retorno – Severino Cavalcanti (PP) reassumirá hoje a prefeitura de João Alfredo após 45 dias de licença para tratamento de saúde. Ele esteve lá, sábado passado, para assistir a uma missa em ação de graças e acabou participando de uma carreata.
 
Circulada – Inocêncio Oliveira (PR) levou ontem o prefeito de Capoeiras, Luiz Claudino (PR), para audiência com os secretários Danilo Cabral (Educação) e Sílvio Costa Filho (Turismo). O deputado Alberto Feitosa (PR) também acompanhou o prefeito.
 
O indevassável – A revista “Carta Capital” que está nas bancas traz uma matéria bastante elogiosa ao senador Marco Maciel (DEM-PE). Diz que na crise ética do Senado a Casa foi revirada, por dentro e por fora, e nada se encontrou que desabonasse a conduta do pernambucano. Maciel escapou ileso até na questão das passagens aéreas e da verba de gabinete.
 
PEC dos vereadores – Pelos cálculos de Gonzaga Patriota (PSB-PE), a PEC que recria 7.343 novas vagas nas Câmaras Municipais de todo o país (414 em PE), que já passou no Senado, será aprovada com os votos de 90% dos deputados federais. “A vitória será acachapante”, garante.
 
Consórcios – Maior autoridade de PE em consórcios públicos, o ex-prefeito de Bonito, Laércio Queiroz, foi convidado pelo governo da BA para fazer uma palestra para prefeitos. No PR, disse ele, 100% dos municípios já trabalham em regime de consórcios.
 
Atrás de votos – O ex-deputado Pedro Corrêa (PP) passou o final de semana no Araripe à cata de apoios para a candidatura de seu genro, vereador Roberto Teixeira (PR), à Câmara Federal. Em 2002, o Araripe deu a Corrêa aproximadamente 25 mil votos.
 
Incerta – 4ª passada, Eduardo Campos pegou um avião no Recife e foi bater em Ouricuri. Não avisou à imprensa, nem ao prefeito Ricardo Ramos (PSDB). Foi observar o funcionamento do Hospital Regional Fernando Bezerra e aproveitou a ocasião para fazer uma gravação para o programa do PSB sobre a Maternidade “Mãe Coruja”.
 
Vida de cão – Não tem sido fácil a vida do vice-governador João Lyra Neto (PDT). Além de conciliar as atribuições do cargo com as de secretário de saúde, ele faz, por determinação médica, 4 horas e meia de fisioterapia, por dia, para curar-se de uma paralisia facial.
 
Só outra – Sebastião Oliveira tem recebido constantes reclamações na Secretaria dos Transportes devido ao péssimo estado em que se encontra a PE-320 (Brejinho-Serra Talhada). Como ela foi feita há 25 anos, não comporta mais conserto. Será totalmente restaurada até 2010.