2

Líder do PSDB perdeu as condições morais para atacar Sarney

Desde que a revista “Isto É” noticiou que o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), fez o ex-diretor do Senado, Agaciel Maia, abrir uma agência do Banco do Brasil, em Brasília, num dia de domingo, para fazer uma transferência de US$ 10 mil para Paris, onde se ele se encontrava em 2006 comemorando o aniversário da mulher, porque o limite do seu cartão de crédito estava estourado, ele perdeu as condições morais para atacar José Sarney por conta da crise ética que afeta o Senado.
 
Claro que quem passou esta informação para a revista foi o próprio Agaciel, a quem o tucano, numa espécie de defesa prévia, chamou de “doutor em chantagem” num discurso feito na semana passada.
 
Por ter dirigido o Senado durante 14 anos, Agaciel deve ter guardado munição suficiente não apenas para “detonar” Arthur, mas qualquer outro senador que resolver atacá-lo. Ele só não tem munição contra Marco Maciel (DEM-PE), que não tem rabo de palha de qualquer natureza.
 
Nunca lhe pediu favor, não usa verba de gabinete nem utilizou sua quota de passagens para pagar o aluguel de jatinho ou embarcar parentes para o exterior.

1

Pai e filho permanecerão no PMN até o dia 28 de setembro

Ter perdido o controle do PMN estadual representou um duro golpe na vida do deputado federal Sílvio Costa e do deputado estadual Sílvio Costa Filho.
 
Além de ficarem sem o “cartório”, eles ainda não sabem para onde ir. Até admitiriam ficar no partido, mesmo sem ter mais o controle, desde que ele não fosse para a oposição ao governo Eduardo Campos.
 
Como essa hipótese é improvável, vez que o partido caiu nas mãos de um aliado político do deputado Raul Jungmann (PPS), eles já tomaram uma decisão: só permanecerão lá até o dia 28 de setembro.
 
No dia 30 vão se inscrever em um novo partido, que ainda não sabem qual será. Pode ser o PTB, o PDT ou o PSB. O pai se inclina pelo PTB e o filho pelo PSB pelo fato de ser secretário de turismo do governo Eduardo Campos.
 
Nesse partido, Sílvio Filho teria melhores condições de levar adiante o projeto político mais ambicioso de sua vida: a candidatura a prefeito do Recife.

0

CPI da conta de luz pode ficar apenas no papel

A exemplo da CPI da Petrobras, que já foi oficialmente instalada mas não consegue funcionar porque a maioria governista não tem interesse, a CPI da Conta de Luz – presidida pelo pernambucano Eduardo da Fonte (PP) – está correndo o sério risco de morrer no nascedouro.
 
Como ela foi instalada à revelia da “elite” da Câmara, sete partidos retiraram o seu apoio, o que representa 16 dos seus 24 titulares.
 
Para Eduardo da Fonte, a “elite” da Câmara tenta “desqualificar” a CPI por dois motivos: ter nascido da vontade do “baixo clero” e “mexer com grandes interesses”.
 
O líder do DEM, Ronaldo Caiado (GO), não vê razão para a instalação de uma CPI neste momento – quer que as informações sejam solicitadas por requerimento – e o presidente Michel Temer (PMDB) não vê “vontade política” na Casa para fazer tal investigação.

0

Ex-presidente da Amupe vai apoiar secretário de Educação para a Câmara Federal

De passagem pelo Pajeú nesta terça-feira, o secretário de Educação, Danilo Cabral, consolidou um importante apoio à sua candidatura de deputado federal em 2010: o do ex-presidente da Amupe e atual prefeito de Carnaíba Anchieta Patriota (PSB).
 
O prefeito apoiou em 2006 Gonzaga Patriota (PSB) para a Câmara Federal e Ângelo Ferreira (PSB) para a Assembléia Legislativa.
 
Essa dupla, a convite dele, estava no Teatro de Santa Isabel, domingo passado, assistindo a uma apresentação da banda de música da cidade.

0

Alepe e organização social questionam cobrança dos terrenos de marinha

A mesa-diretora da Assembleia Legislativa de Pernambuco, em parceria com a organização social sem fins lucrativos SOS Terrenos de Marinha, ingressa nesta quarta-feira no STF com uma ação direta de inconstitucionalidade (Adin) contra a Secretaria de Patrimônio da União (SPU). A liminar prevê a solicitação da abertura do direito ao contraditório nos processos de cobrança das taxas sobre os terrenos de marinha.
 
Segundo o advogado da SOS Terrenos de Marinha, Ernesto Albuquerque, muitos terrenos são classificados como sendo de marinha e o morador recebe a cobrança da taxa sem ter prévio conhecimento da demarcação. “Nossa intenção é que toda vez que a SPU for demarcar a área de marinha terá fazer a notificação pessoalmente”, diz.
 
Caso o STF responda positivamente a liminar, a expectativa é de que sejam anulados todos os processos demarcatórios feitos pela SPU sem a notificação pessoal dos interessados, com a respectiva devolução dos valores pagos das taxas de marinha. Além disso, a organização social espera que os novos proprietários possam realizar perícias particulares para rebater o posicionamento da SPU.
 
De acordo com a organização, cerca 60% dos imóveis da Região Metropolitana do Recife estão localizados em áreas de marinha. A estimativa é que só em Pernambuco existam mais de 70 mil imóveis (foreiros e ocupantes cadastrados) que são obrigados a pagar os tributos. Dos R$ 3,3 bilhões arrecadados no Brasil, em 2007, aproximadamente R$ 36,3 milhões são provenientes de Pernambuco – terceiro maior estado contribuinte.

6

Botafogo diz em Carpina que Sérgio Guerra o quer como candidato a deputado

O prefeito de Carpina, Manoel Botafogo (PSDB), disse a uma emissora de rádio da cidade que o senador e presidente nacional do seu partido, Sérgio Guerra, o quer como candidato a deputado nas eleições do próximo ano.
 
A candidatura, todavia, seria inserida no seguinte contexto:
 
a) Se Sérgio sair candidato a deputado federal, convidará para fazer parte da chapa o deputado estadual Antonio Moraes, que tem forte presença política na Mata Norte. Nessa hipótese, Botafogo “herdaria” as bases de Moraes e se candidataria a deputado estadual.

b) Se Sérgio for candidato à reeleição e Antonio Moraes também, Botafogo seria candidato a federal para fazer legenda para o partido, que planeja chegar à Câmara no próximo ano com pelo menos quatro representantes.
 
Palpite do blogueiro: Botafogo consolidou sua liderança em Carpina, que é o mais importante município da Mata Norte. E não atenderá a apelo de Sérgio Guerra nem de ninguém para largar aquela prefeitura a fim de se candidatar a deputado.

0

Vice de Bezerros topa ser candidato a deputado se o PCdoB assim o desejar

O fisioterapeuta Carlos Francisco (PCdoB), vice-prefeito de Bezerros, está considerando a possibilidade de ser um dos candidatos a deputado estadual pelo partido nas eleições do próximo ano.
 
A decisão será tomada em reunião que se realizará no Recife neste próximo final de semana.
 
A favor dele há a tradição política dos bezerrenses de, majoritariamente, votar em “candidatos da terra” para deputado estadual.
 
E, contra, o não apoio da prefeita Bete Lima (PR), com quem está rompido desde o início do mandato. Ele diz que não tem gabinete para trabalhar e que a última vez que falou com a prefeita foi no dia da posse.
 
Acha que a prefeita não reconhece a importância política do PCdoB na sua chapa, que foi “neutralizar” o governador Eduardo Campos no município, já que a outra chapa era constituída pelo PT (Marcone Borba) e PSB (Nivaldo da Caixa).
 
Com o PCdoB na chapa do PR, Eduardo não pôs os pés lá.

0

Clima político em Exu volta a ficar como nos velhos tempos

Depois da prisão do prefeito Léo Saraiva (PR) por porte ilegal de arma ocorrida às 6h da manhã da última segunda-feira, em sua residência, em cumprimento a um mandado judicial, o clima político em Exu voltou a ficar tenso novamente.
 
De 1949 até o início da década de oitenta, o município foi uma “praça de guerra” devido à briga das famílias “Sampaio” e “Alencar”. E só começou a pacificar-se no governo Marco Maciel (1979-1982) quando ele interveio na prefeitura (o major Moura foi interventor) e acionou o mais ilustre filho da terra, Luiz Gonzaga, para ajudar na pacificação.
 
O prefeito tem parentesco com os “Sampaio” e é dono de um temperamento que não contribui para que a pacificação tenha continuidade.
 
Aliás, ser prefeito do município não estava nos planos dele porque o candidato do PR era outro: Zilclécio Saraiva. Que não pôde ser candidato devido a problemas com a Justiça Eleitoral e candidatou o filho.

0

Governador começa roteiro de visitas por um município dividido ao meio

O governador Eduardo Campos começa nesta terça-feira, à noite, por Afogados da Ingazeira, o roteiro de visitas a três municípios que completam dia 1º de julho um século de emancipação política (ou outros são Parnamirim e Petrolândia).

Diferentemente desses dois últimos, em que o governador será apoiado na reeleição pelos “dois lados”, em Afogados da Ingazeira ele vai encontrar uma cidade partida ao meio, graças à força política dos ex-prefeitos Orisvaldo Inácio e Gisa Simões, ambos filiados ao PMDB e partidários da candidatura do senador Jarbas Vasconcelos.

Uma banda da cidade segue Gisa e a outra o prefeito Totonho Valadares (PSB), que se reelegeu em 2008 com cerca de mil votos de vantagem tendo como adversário à ex-prefeita, que se elegeu com o seu apoio em 1996 e depois caiu fora do grupo.

A “terceira via” do município era o ex-deputado Antonio Mariano, que como liderança política não existe mais. Até 2004 foi aliado de Gisa mas nas últimas eleições apoiou Totonho.

0

Lourival Simões promete levar 30 mil pessoas para aplaudir o governador

O prefeito de Petrolândia, Lourival Simões (PR), promete levar 30 mil pessoas de lá e da região na noite desta quarta-feira à avenida da orla fluvial para aplaudir o governador Eduardo Campos e a dupla sertaneja Zezé di Camargo e Luciano.

O governador chegará à cidade por volta das 18h, assinará uma série de convênios com a prefeitura, vai à missa comemorativa do centenário, janta na casa do prefeito – cujo pai, Francisco Simões, um ex-médico da Chesf já falecido, foi assessor político do governador Miguel Arraes de 1987 a 1990 – e depois assistirá ao show no camarote da prefeitura.